segunda-feira, junho 07, 2010

Holocausto Palestiniano

crime palestina


A marinha de Israel capturou ontem, sem violência, um cargueiro irlandês que se dirigia a Gaza com ajuda humanitária. O navio, Rachel Corrie, foi escoltado por duas vedetas até ao porto de Ashdod, no sul de Israel. O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, sublinhou a sua satisfação pela ausência de vítimas: "Isto demonstra a diferença entre um barco de pacifistas, com os quais discordamos mas a quem concedemos o direito de terem opiniões diferentes das nossas, e um navio de ódio organizado por extremistas turcos adeptos do terrorismo", disse o chefe do Governo de Israel." A organização irlandesa que fretou o barco denunciou o "desvio" do Rachel Corrie e o "rapto" dos seus passageiros.

O desrespeito pela vida dos habitantes da Faixa de Gaza e pelas leis internacionais continua. Até quando vai o mundo continuar a ter medo desta gente, continuar a pedir baixinho e envergonhado por favor sem ser atendido e a pactuar com o genocídio de um povo e a anexação de um país. O hipócrita Benjamin Netanyahu continua a usufruir da complacência hipócrita dos EUA e da EU. E em Portugal? Tenho vergonha das posições que o governo do meu país toma, sempre subserviente aos interesses dos mais poderosos. Gente sem consciência nem coluna vertebral.

3 comentários:

  1. Não ao bloqieo à ganza nem ao tintyo senão não há textos destes!!

    Hip! Hips! Hips hurraa

    ResponderEliminar
  2. Anonimo:
    Bem me parecia que a defesa de Israel só pode ser feita com argumentos desses

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo