quarta-feira, julho 07, 2010

A incultura da economia

cultura em portugal

Uma vez mais abuso de uma tela (Time-past and Present) da grande "Paula Rego", mas falando da cultura nacional tinha de utilizar o melhor que temos.

Juntos e a uma só voz, representantes de várias áreas da Cultura, do cinema à dança, passando pelo teatro e artes performativas, exigem que o primeiro-ministro revogue o artigo 49 do decreto-lei que determina a redução de dez por cento de apoios financeiros do Ministério da Cultura

Já se sabe que desde sempre, quando estado necessita de cortar na despesa o primeiro ministério de que se lembra é do da Cultura.Infelizmente para este governo, a fonte já está seca, (só 0,4% do PIB), pelo que por mais que esprema pouco ou nada dali pode sair. Mesmo assim este governo não deixa de sangrar ainda mais aquilo que já quase não existe. O que me deixa triste é ver a cultura, aquilo que é a identidade de um povo, desaparecer às mãos da ganancia da economia.

2 comentários:

  1. Anónimo7/7/10 19:23

    Eu também gostava de receber um subsídio do Ministério da Cultura para fazer arte. Sabes como é que posso receber algum? e não serem os do costume, e de boas famílias, a receberem sempre tudo?

    ResponderEliminar
  2. anonimo 19:23
    Acredito que haja subsidios mal atribuidos num pais em que a corrupção e o amiguismo está na moda, mas eu falo de cultura e de compromissos assumidos. O que tu gostavas de receber ou não é um assunto teu.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo