terça-feira, julho 20, 2010

O Cobrador de Fraque visita Angola

 Cobrador de fraque

Todos andam a fazer um grande alarido com o facto de Angola ter comunicado que as dívidas angolanas às pequenas e médias empresas portuguesas vai ser pago nos próximos dois meses e às grandes empresas no prazo de dois anos. Cavaco Silva, acabadinho de chegar, é o heróico Cobrador de Fraque que resolveu um problema grave. Na realidade ele não resolveu nada e toda esta festa nada mais é que foguetes eleitorais. Basta lembrar que este já ano, em tempo de vacas magras, Portugal emprestou 140 milhões a Angola. Basta lembrar que Angola pede emprestado, que Angola não paga o que deve, mas a filha do Presidente de Angola compra parte das grandes empresas como a GALP e entra em força na Banca Portuguesa. Vivemos na época do vale tudo e os cidadãos portugueses não valem nada.

6 comentários:

  1. Um pedinte pede a um mendigo!
    Refiro-me aos países; porque pessoalmente, estes figurantes e respectivas famílias, também estão bem abotoados!

    ResponderEliminar
  2. Ou o caixeiro viajante!

    ResponderEliminar
  3. Como referes: … Basta lembrar que Angola pede emprestado, que Angola não paga o que deve…

    Vês bem o defeito dos angolanos KAOS.

    Mas sabes, Portugal também pede emprestado, e Portugal não paga o que deve, mas isso não te incomoda! Até achas bem que a malta não pague! Dizes que a culpa é de quem nos emprestou o dinheiro! Porque carga de água é que os angolanos hão-de pagar? (além disso eles até têm petróleo, diamantes, ouro, terra arável, etc, etc, etc, e nós temos o quê? Só se for inteligências pardas…)

    ResponderEliminar
  4. Anonimo das 23:46
    Nada tenho contra os Angolanos, embora já não possa dizer o mesmo da oligarquia que os governa, condenando um povo à miséria para sustentar a riqueza de muito poucos. Claro que cá também se passa o mesmo, com a diferença que em Angola há muitos recursos naturais enquanto por cá já não os temos e já destruimos a agricultura e a industria. O mal nunca está nos povos nem nos países mas sempre em quem os explora

    ResponderEliminar
  5. Este cobrador foi lá receber mais uns tustos para a sua campanha eleitoral...

    Saudações Chaladas

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo