terça-feira, dezembro 28, 2010

O dia do "dá cá o meu" dos acionistas da PT

Hoje vão ser pagos os dividendos aos acionistas da PT pela venda da VIVO. Normalmente só seriam pagos no próximo ano, mas como o governo anunciou um aumento dos impostos nada como antecipar os lucros. O governo quando ouviu falar disto, gritou -Malandros, isto não pode ser, mas rapidamente se esqueceu e até o acionista Caixa Geral de Depósitos acabou por votar no "dá cá o meu", enquanto, na Assembleia da República, o PS batia o pé para que nenhuma lei pudesse ser aprovada para o impedir.
São muitos, mas mesmo muitos milhões que alguns, poucos, vão embolsar enquanto para os outros ficam os sacrifícios para pagar a crise que a banca e a ganância capitalista criou. Só nós devemos pagar, só a nós nos pedem que contribuamos para salvar o país. Reduzem-nos os salários, mas não pedem às empresas, como por exemplo à EDP, que também contribua reduzindo os seus lucros para nos aliviar um pouco o peso da austeridade nas contas dos consumidores, antes pelo contrário, aumentam os preços em quatro e meio por cento.
O país está de rastos mas o que vemos é pedir a uns, aos que menos têm, que paguem para que os grandes grupos económicos possam continuar a endividar o país a seu belo prazer em busca de maiores lucros. Até quando vão calar a vossa indignação?

3 comentários:

  1. Ihihi, só uma visão da cambada de políticos de m***

    ResponderEliminar
  2. acho bem se os bancos não conseguem dinheiro lá fora, ao menos que os de cá de dentro lhes deêm uns cobres

    e a nota de milhão ...
    só se formos os únicos a ficar no euro...

    ResponderEliminar
  3. Mas que roubalheira, com, além do sókas, sempre os mesmos.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo