domingo, dezembro 05, 2010

A vergonha da pobreza infantil

De 24 países da Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico (OCDE) analisados pela UNICEF, Portugal é o que apresenta maior taxa de pobreza das crianças, mesmo após a atribuição de subsídios. Significa isto que os apoios sociais são demasiado pequenos ou o esforço do Estado não será transversal à família dos menores.

Gastam-se milhões em Cimeiras da NATO, em submarinos, aviões de guerra e em carros de combate. Gastam-se ainda mais milhões para alimentar a gula dos especuladores e dos grandes grupos económicos sem falar nas mordomias de outros. Para isso não param de nos pedir sacrificios, mesmo sabendo que não nos está a resolver os problemas porque não se atacam as razões capitalistas globais que os criaram, é algo que muitos já parecem ter bovinamente aceite.
Se tudo isto pode custar a entender e mais ainda a aceitar, que dizer quando isso implica a pobreza dos que menos culpas têm e mais indefesos estão; as crianças. Num país decente podia não haver dinheiro para carros novos ou grandes banquetes em Belém, mas certamente devia haver para acabar com a pobreza entre as crianças. O PIB português é de muitos milhares de milhões de euros e é inaceitavel que não se encontre aí a forma de terminar com ela. Essa devia ser a primeira de todas a prioridades e o encher a pança aos grandes senhores do capital a última. Tenho vergonha desta gente que nos governa.

4 comentários:

  1. E eu cada vez mais vergonha tenho de viver neste país! Por não se fazer nada para alterar o estado das coisas mas, sobretudo, por ouvir amiúde: "ah, se eu estivesse lá fazia o mesmo"!

    Continuação de boas ilustrações

    ResponderEliminar
  2. Esta "gente" que nos tem desgovernado não é decente, não tem vergonha e não consegue reflectir em TODO o MAL que estão a fazer a este País e logicamente a milhões de crianças que serão o futuro dele!
    Esta "gente" deixou estas qualidades nas barrigas das mães e não aprendeu NADA ao longo da vida nem sequer percebe que ao não respeitar os outros também não se respeita!...
    Dá vontade, na verdade, de sair daqui para um País decente!
    Também muitas vezes tenho VERGONHA
    de ser Português!...E note-se que
    que NUNCA tinha tido, antes pelo contrário!...

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  3. Mas,alguém vota nos bandidos.....

    ResponderEliminar
  4. Esse gajo, qual enfant terrible, é o génio e oxalaá ainda arrebente de fome e, para chacota, de algum mal pior, um dia. Isso é que eu gostava. E eu não o ajudava, a afogar-se de escárneo e riso.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo