terça-feira, janeiro 04, 2011

Lucros divinos


Cavaco Silva, apesar de ter negado ter comprado ou vendido algo do BPN, a verdade é que teve um lucro de 147.500 euros com a venda de 105.378 acções da SLN, que era dona desse banco num negócio remonta a 2003. A filha do candidato presidencial também ganhou na venda de 149.640 acções a módica quantia de 209.400 euros.
As acções da SLN foram adquiridas em 2001 por um euro cada e dois anos depois foram vendidas por margem de lucro de cerca de 150% (2,4 euros cada). O valor da venda das acções foi determinado por contrato, cujo conteúdo se desconhece já que as acções referidas não estavam cotadas na bolsa.

Não estranhou o Sr. Silva ter um lucro tão grande em tão pouco tempo? Na sua qualidade de "grande economista" não pensou que aquilo não podia ser fruto de negócios "normais"? Não estranhou nem procurou saber como era isso possível?
Nos Estados Unidos, no escândalo Madoff, o aldrabão foi preso e pouco tempo depois condenado a pena de prisão perpétua, a sua família vai ter de devolver cada dólar ganho no negócio assim como todos os que beneficiaram com o esquema por ele montado. Não seria justo que, também em Portugal, os aldrabões, (todos), fossem presos, a chave deitada fora, as suas famílias obrigadas a devolver o que roubaram e todos os que beneficiaram dos esquemas fraudulentos obrigados a entregar tudo o que lucraram?
Sendo o Sr. Silva Presidente da Republica, sabendo que as aldrabices de alguns dos ex-ministros e secretários de estado do seu governo levaram um banco à falência, já custaram mais de 5 mil milhões aos portugueses, (numa altura em que estão sujeitos a medidas draconianas de austeridade com aumentos de impostos e redução de salários), que a pobreza e o desemprego alastram, que o país está de tanga e que muito provavelmente o dinheiro que ganhou foi fruto de vigarices, não deveria ser ele o primeiro a devolver o dinheiro por sua livre e espontânea vontade?
É este o homem que querem que continue como Presidente da Republica por mais cinco anos?

2 comentários:

  1. Quem vota nele, maioritariamente revê-se no seu perfil, o que revela que uma "boa" percentagem dos portugueses, é materialista, gananciosa e sem escrúpulos!

    ResponderEliminar
  2. Partilhei no FB. Devidamente acautelada a autoria do post. Espero que não se importe.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo