terça-feira, janeiro 11, 2011

O encantador dos ovos da serpente


Um diz que se o FMI entrar em Portugal o governo falhou e prefere não falar sobre quais os cenários que justificarão a dissolução da Assembleia e convocação de eleições antecipadas. Para o outro é música celestial, tal é a sua ânsia de poder, que até já sorri ao FMI. Já todos percebemos que a Europa quer que o FMI venha para Portugal e, da mesma forma que Portugal cedeu na renegociar a lei de trabalho depois de dois ou três responsáveis o aconselharem, também agora já se escutam alguns recados. Obedientes como somos, cumprimos e os eleitores, encantados pela música dos média, lá vão colocar mais uma serpente no poder, legitimando pelo voto o fim do pouco que já resta de Portugal (talvez nos deixem ainda Fátima, o Fado e o Futebol).

6 comentários:

  1. Aproxima-se o dia 23 e a vitória de Cavaco é e será um facto. O Kaos lá virá com ar desconsolado e exteriorizando grande amargura mas foi ele de facto, conjuntamente com mais alguns canhotos, um dos impulsionadores da vitória. Há quanto anos lhe dedica post's? Quantos já foram? Vive a sonhar com o homem e a dar-lhe mais protagonismo do que ele já tem. Estou como o outro: com inimigos destes...

    ResponderEliminar
  2. Tás a gozar ou achas que isso é mesmo verdade?
    Queres que o Kaos meta posts sobre temas "interessantes" como o assasínio do cronista pelo aspirante a modelo?

    ResponderEliminar
  3. Queria escrever assassínio. comi uma letra

    ResponderEliminar
  4. A Mim Me Parece11/1/11 20:15

    "assasínio" é matar um burro, parece-me.

    ResponderEliminar
  5. Realmente...

    A velha metáfora "o velho, o rapaz e o burro" cabe aqui que nem língua em fofa virgem.

    Olha Kaos, caga nisso e continua a pensar pela tua pinha e a deliciar-nos com os teus bonecos, o resto, bem, o resto, é dor de cotovelo.

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. O mal é que apenas meia dúzia é que sabe a nódoa que é o Sr. Cavaco. A maioria do Povo está ligada à máquina (televisor) e informação importante e isenta é coisa que por lá não existe. Por isso o Povo Português MERECE tudo aquilo que já tem, e tudo aquilo que ainda por aí vem...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo