sexta-feira, abril 29, 2011

Eles também se sacrificam muito


O Presidente da Galp, Manuel Ferreira de Oliveira, teve uma remuneração de 1,33 milhões de euros no ano passado, (menos 236,8 mil euros do que em 2009), só ultrapassado pelo Presidente da PT, Zeinal Bava , que recebeu 1,41 milhões de euros.

Podem ser todos muito bons e muito competentes, podem dar milhões de lucros às empresas que lideram, mas nada disso faz com que estes salários não sejam imorais e vergonhosos em qualquer altura, mas muito mais quando se fala de crise e bancarrota. Quando tanta gente passa por tantas dificuldades, pelo desemprego, pela fome e pela pobreza. Solidariedade? Sacrifícios repartidos por todos? Haja vergonha.

2 comentários:

  1. Para solucionar o problema basta pensar no Ceaucescu...mas,não são os únicos...

    ResponderEliminar
  2. Vergonha? Isso é um neologismo popular desconhecido no seio do intelecto político; lamento.
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo