quarta-feira, maio 04, 2011

Cartas e inocências


O PSD e o Catroga anunciaram que enviaram mais uma carta ao governo, a quinta a perguntar pelo estado das contas públicas, já que não receberam resposta às anteriores quatro. O Miguel Relvas vem perguntar como foi possível que a divida externa de Portugal tenha duplicado em seis anos. O Passos Coelho que não aceita que a negociação com a troika seja feita nas suas costas e sem lhes enviarem informações.
Não foi aprovado, com a cumplicidade do PSD um orçamento ainda há poucos meses e o PSD não sabe como estão as contas do país? Assinou de cruz e sem ler e estudar o orçamento? Não é o PSD cúmplice de tudo o que aconteceu para se questionar como é possível que a divida tenha duplicado? Não foi o PSD e o Passos Coelho quem empurrou as negociações para cima do governo para tentar "passar entre os buracos da chuva" em tempo de eleições? O PS e o Sócrates arruinaram este país, mas não estão sozinhos nas culpas. Também o PSD, a começar no esbanjar das ajudas europeias do tempo do Cavaco até aos dias de hoje é culpado, umas vezes pelas políticas que aplicou, outras por ter sido cúmplice nas medidas aplicadas por outros.

3 comentários:

  1. http://infamias-karocha.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. O teatro de fantoches continua em cena não é meus caros??E o mais triste é que continuam a pagar bilhete para ver sempre as mesmas cenas!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo4/5/11 23:38

    LI POR AÍ:
    ou vamos ser governados por um bando de ladroes chefiado por um aldrabão ou por um bando de aldrabões chefiado por um ladrão e é bem capaz de , infelizmente, ser verdade

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo