domingo, maio 08, 2011

O novos passageiros do TGV


No programa de governo do PSD vai ainda estar o TGV. Mas Catroga defende uma pausa na construção da linha de alta velocidade Lisboa-Madrid e depois uma renegociação com Espanha e com a União Europeia. O PSD tem defendido uma suspensão da linha de TGV e diz agora que deve ser criado um novo modelo de concessão. Catroga, defende ainda que o projecto da própria linha deve ser alterado, que "está todo mal concebido": "É possível fazer aquilo com 50% do custo." Para quem tinha dúvidas aqui está a prova de que quem contestava a construção do TGV só o fazia porque não era governo e quem era governo só o queria construir porque o era. Tem sido assim no alterne partidário PS/PSD, em que quem é oposição se opõe e quem é governo quer avançar. É que quem decide é quem escolhe o modelo, o traçado, os construtores e os fornecedores. É quem negoceia e assina os contratos, basta olhar para o caso dos Submarinos do Portas, é quem faz bons amigos e garante um próspero futuro. Mais depressa ou mais devagar, pelo sul ou pelo norte do Tejo, o TGV vai chegar a Madrid. Nem a Alemanha e a França aceitam que seja de outra forma, senão a quem é que o iam vender?

1 comentário:

  1. São apenas velhos passageiros num comboio de ilusões

    alguns têm muito mais para dar em ilusões do que outros

    na dúvida escolhe-se o pior ilusionista

    ainda se fosse o expresso do oriente
    pelo menos o mau da fita era assassinado

    aqui é só assinalado com 30 e tal por cento de cruzes

    fazem falta as legiões romanas

    desde que sairam de cá

    é só vândalos franciu's e árabes em razias

    e malandrage nacional pós pequenos furtos

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo