domingo, maio 08, 2011

Vivemos numa democracia?


Elementos do Partido Trabalhista Português e do PCTP/MRPP invadiram as instalações da RTP em protesto por terem sido afastados dos debates televisivos de pré-campanha para as eleições legislativas.

Vivemos, segundo dizem, naquilo a que chamam de Democracia Ocidental, baseada na Igualdade e onde são os cidadãos a escolher o seu destino. Eu digo que vivemos mais a aparência de uma onde tudo está já organizado, controlado e decidido. O caso dos partidos sem representação parlamentar, que não debatem, não são noticia, nem agora em tempo de eleições, quanto mais nos anos que as separam é só um exemplo. Nas grandes decisões nacionais, como foi a entrada na União Europeia ou o Tratado de Lisboa. Controlam a comunicação social e com ela manipulam a opinião pública impotente para resistir à lavagem de cérebro a que é submetida todos os dias. Usam para garantir o poder as mesmas técnicas que utilizam para vender sabonetes, futebol, um casamento real ou uma tragédia. Mentir e deturpar são a regra do dia a dia. (um bom exemplo é o da manifestação que acabou com a policia a balear os manifestantes no 1º de Maio em Setúbal e onde a Sic deu a noticia "Um grupo de manifestantes entrou em conflito com a Policia", quando foi a própria polícia quem o iniciou e promoveu. Quem ouviu não notou, mas já o induziram a acreditar de que lado está a culpa mesmo antes de darem a noticia). Somos manipulados diariamente e tudo o que os cidadãos fazem nesta falsa democracia é colocar um voto de quatro em quatro anos para escolher entre a inevitabilidade dos alternes de sempre.
Quem não está dentro da pandilha habitual fica à porta, quem contesta o próprio sistema é silenciado. Dinheiro, poder e força garantem-no.

7 comentários:

  1. Anónimo8/5/11 20:30

    quem ouve o pcoelho pensa na fleite fazer uma pausa na democracia é preciso mudar dizem eles com jeitinho so poderiam votar quem votasse psd acabariam os outros partidos e era tudo privado em portugal no fim talvez fosse proclamado El-Rei Dom Coelho

    ResponderEliminar
  2. Anónimo8/5/11 22:55

    Este Anónimo ainda não enxergou que neste sítio a tal democracia já foi interrompida só não estando ainda defenido por quano tempo! Existem anónimos tão estúpidos como qualquer assinado.

    ResponderEliminar
  3. Cada um vê as demo cracias que quer

    há demo cracias para os pobrezinhos e outras para gajos mais elitistas

    D.Quixote não pode ter a mesma demo cracia que Sancho como é bom de ver

    mesmo os que protestam têm status diferente
    um é o sr Doutor Advogado

    o outro é o Ardina maluco

    ou o Tino de Rans

    figuras folcróricas mas que ninguém leva muito a sério

    uma demo cracia depende dos demo cratas que a formam

    e os demo cratas nacionais

    sejam pequeninos ou balofos

    têm muita autocracia na alma

    ResponderEliminar
  4. Zé Leitão9/5/11 15:56

    Quando se aproximam eleições, as TV's comportam-se com a vergonha do costume, para com os partidos que não estão representados na AR.

    ResponderEliminar
  5. Amigo Kaos

    Repara na dualidade de comportamento da policia neste protesto e do de Setubal.

    Ser doutor em Portugal ainda compensa, leva-se o Garcia Pereira uma T'Shirt preta e deixa-se a gravata em casa e caso o policia nao o reconhecesse lavava nas orelhas, ai nao que nao levava.

    Por tal, na proxima manif. anti-capitalista, anti-autoritaria, anti-sistema, aconselho o pessoal levar o melhor fato e se possivel um doutor conhecido.

    Abraço

    Nota
    Devido a um virus, o meu sistema operativo nao faz acentos e tiles.

    ResponderEliminar
  6. esquecem um ponto fulcral. foi a democracia que colocou no poder estes que agora impedem os outros de comparecer nos debates. foi o voto popular. ou isto tudo nasceu numa gaveta? hum? foi geracao espontanea? ou comecou tudo na tal democracia?

    ResponderEliminar
  7. Os fascistas são mais presseguidos e tu não dizes nada, oh democrata de merda

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo