quinta-feira, junho 02, 2011

Quando o centro se descentra


Francisco Pinto Balsemão avisou esta terça-feira que não será o “esquerdismo tardio” de Paulo Portas, nem o “conservadorismo serôdio” de José Sócrates que farão o PSD “mudar de rumo”.

Ainda me lembro quando em Portugal ninguém dizia que era de direita e o CDS era um partido de Centro. Hoje esse mesmo partido é acusado de "esquerdismo" pelo Homem dos Bilderberg em Portugal. Ao que chegámos.

5 comentários:

  1. Estes gajos parecem umas múmias ambulantes e nunca mais se vão...

    ResponderEliminar
  2. É um homem da comunicação social, liberdade de expressão, e... político. Sério é o problema de pele nos braços e no pescoço. Um pattern ou até mesmo um clone stamp punha o gajo fino.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Este é um homem do antigamente, todos o sabemos. Passou incólume no pós-25 de Abril, muito por força de ter incluído uma pseudo-delegação em 1972 que denunciava as atrocidades da PIDE. Soube-se mover no pós-PREC junto do capital estrangeiro e criar um império jornalístico. É um facho. Para ele só contam cifrões, tacos e bolas de golfe.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo3/6/11 01:29

    Descontextualiza-se o facto de, primeiro, Portas ter dito que em matéria social estava à Esquerda do PSD.
    Se calhar também há aqui muita raivinha de dente...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo