segunda-feira, julho 11, 2011

O Senhor dos Concelhos


A confusão que para aí vem. O Primeiro Ministro foi ao congresso da Associação Nacional de Municípios dizer que não havia mais dinheiro, que vai fazer uma nova lei das finanças locais e finalmente, de acordo com o contratado com a Troika reduzir o número de Freguesias.
Esqueceu-se de dizer que lá também vem a redução de Concelhos e, sendo o PSD o partido com mais autarcas vai, sem dúvida criar confusões. Também fazer uma nova lei de finanças locais vai ser uma festa, com todos a reclamar mais e a queixar-se do que vai perder. Some-se-lhe as portagens nas Scutes e os cortes nos financiamentos e podemos imaginar o que aí vem. Será que ainda vamos ver o Fernando Ruas defender os autarcas a correr à pedrada o Passos Coelho com defendeu que fizessem com os inspetores ambientais?

7 comentários:

  1. A cidadela do autarca ficava melhor

    E o trono tem espadas a mais e poucos paus

    ResponderEliminar
  2. Quanto muito o conde-barão sem conselhos a dar

    Que isto dos conselhos e dos concelhos se fossem bons não se davam vendiam-se e compravam-se

    e os concelhos não têm senhores

    só dívidas

    e as dívidas nunca têm donos

    percebido?

    nã?
    patientia

    ResponderEliminar
  3. Se conhecesse os Estados do defunto "Pacto de Varsóvia" você calava-se antes de tecer críticas.
    É que, por aqui, se lhe baterem à porta de noite, pode ser alguém que tenha bebido demais ou uns putos na brincadeira.

    Lá (nos SEUS "paraísos-dos-amanhãs-que-cantarolavam") não era bem por essas razões.
    Mal lhe tocassem á porta à noite "estremecia". De terror.
    Por si e pelos seus.
    Mas o marxismo é que é bom, claro......
    E se fosse ver se chove?!

    ResponderEliminar
  4. O marxismo não era mau

    Tinhamos todos ou quase todos trabalho

    uns trabalhavam um pouquito e outros fingiam

    o problema em qualquer sistema são os homens

    aqui e acolá há sempre um A. nónimo

    que se acha dono da verdade

    e diz aquele é fascista/comunista
    Reaccionário/ateu
    palerma/defeciente mental

    e por isso merece ser exterminado

    como ocê probou é algo que existe em qualquer sistema

    talvez se fizessemos uma república de baratas

    o problema é serem canibais
    e comerem as mais velhinhas ou as pequeninas

    ResponderEliminar
  5. No Mediterrâneo 3 meses acima dos 18º
    e chuva népia ou quase

    deve tar a pensar lá no leste

    ou na europe central

    ou do Norte

    só chove no clima continental in el verano

    no Med. o verano es azul

    ResponderEliminar
  6. Mas nos concelhos é que estão os "coronéis"
    que sustentam os "generais".
    Aí as Freguesias não têm quaisquer papéis ;
    e por isso apanham com todos os cortes gerais.

    ResponderEliminar
  7. Claro que existem enormes interesses nas autarquias, onde os boys e as girls proliferam que nem biquini na C. de Caparica, onde os mesmos são lá colocados/as por interesses partidários, empresariais ou familiares.

    Mas como disse o comentador anterior, vamos ver se os mandantes actuais têm tomates para mexer nos "coronéis", penso que não.

    Loures, presidida pelo Sr. Carlos Teixeira empregou (arranjou tacho) para a esposa, filha, filho, nora e prepara-se para lá "meter" o namorado da filha, todos em cargos de assessoria, depois tem a lata de dizer isto: "...admito que possa parecer mal mas não me pesa na consciência....". Palavras para quê, é um autarca português no seu melhor, para além de não ter um pingo de vergonha.

    Ou da um presidente duma autarquia de pequena dimensão no interior norte, que mandou construir um complexo de piscinas de fazer inveja a qualquer cidade do Dubai, e que agora por falta de utentes (diga-se que o Vila em causa tem cerca de 3.800 habitantes) vai fechar a mesma, ficando o seu custo em cerca de 20 milhões de Euros. Era a altura do dinheiro a pontapés vindo da UE que agora estamos a pagar com língua de palmo.

    Continuo com a mesma pergunta de sempre: Que culpa temos nós desta gente gastar à tripa-forra? Que culpa temos nós que tipos sem escrúpulos e com interesses nas obras públicas gastassem o que não tinham? Não era de bom tom enjaular essa gente?

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo