domingo, setembro 11, 2011

Avaliação


O Ministro Nuno Crato informou que existe, “a partir de hoje, um novo modelo de avaliação de professores em Portugal” após ter chegado a acordo com a Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE) e seis outras estruturas sindicais. Mas não com a Federação Nacional de Professores (Fenprof) porque, segundo Mário Nogueira, secretário-geral desta estrutura sindical, o novo modelo mantém o regime de quotas para as classificações mais elevadas.
O ministério “irá ainda assinar uma acta global negocial com a Fenprof, onde estarão estabelecidos todos os pontos de acordo e desacordo, nomeadamente em relação às quotas”.

Uma vez mais dividir para reinar. Acabou a frente comum dos professores e quando este Ministro já desgraçou mais professores, enviando milhares para o desemprego, que a própria Sinistra Ministra Maria de Lurdes Roidrigues, não mais veremos as ruas de Lisboas cheias de professores em luta por aquilo que consideravam justo. Professores que tanto fizeram para a queda do socretimo acabam agora a pactuar com muito daquilo que na altura diziam ser inaceitavel.
Pessoalmente sempre me pareceu que a ideia de quotas, seja para o número de mulheres no parlamento ou agora de excelentes na valiação, algo sem nenhum sentido. Ou se tem mérito para se ser bom não se tem. Pode haver muita gente excelente num local e nenhuma noutro e isso não pode ser limitativo. Não faz sentido que não seja melhor estar numa escola acompanhado por muitos bons professores que numa em que haja muitosos professores o não são. A qualidade de serem avaliados, não pelo lado economicista, mas pela qualidade do seu trabalho parece-me essencial para uma melhor Escola Pública.

8 comentários:

  1. Não é pq os cratos,duartes limas,dias loureros,valles e azevedos sejam muito inteligentes mas sim,pq o povo é idiota:
    A propósito:o Espesso só lá mete quem é da 'corda' por isso é q o matematico crato lá escrivinhava.Agora,veio a recompensa para o aparatchick crato

    ResponderEliminar
  2. Também em homenagem aos profs q votaram contra o sócas e foram a correr votar no incriminado e julgado passos coelho!Não se esqueça....

    ResponderEliminar
  3. Excelente, Kaos! E concordo plenamente com o que escreveste!

    ResponderEliminar
  4. 7 sindicatos (e mais uns pequeninos) sindicalistas que estão de baixa há 4 anos (algures na margem sul) mas que subitamente aparecem em sessões a representar os seus dadores de quotas...cada um a lutar pelos do quadro

    os contratados que se lixem
    os cabrões não são sindicalizados
    e os lugares já não chegam para os do quadro

    como dizia um sindicalista
    tenho horário zero há 10 anos
    infelizmente foi colocado
    deve meter baixa

    está no 9º escalão 2400 euros
    1800 e tal limpos por mês mai subsídio de refeição

    ResponderEliminar
  5. Tenho aqui outro que em 1974 era filho de fascista e capitalista dos transportes (agora é sindicalista da CGTP, isto o mundo dá cá umas voltas)

    é um Durão Barroso de via inversa?

    comé que se chama a estes gaijos?

    é queu não sei a terminologia

    Kamaradas ou kamarilhas?

    Não que os afectos à UGT ou os ditos independentes sejam melhores

    dantes havia 2500 sindicalistas no professorado (incluindo os destacados em Ministérios Variados
    e dava uma redução valente nos oráiros...

    ahora são quantos?

    assinado: um gajo que não paga as quotas aos cotas desde ....?

    ResponderEliminar
  6. Tou Brincando sô Diretor Sindicalista

    Vai dar esse lugarzinho ao seu sobrinho/afilhado/filho duma colega cá das nossas...puque não tem tempo de serviço

    e os outros com 10 e 15 anos de serviço que se metam no desemprego

    quisto a vida tá má pra todos?

    a gente comprrreeende

    dantes chamavam-se cunhas...

    o antigo Secretário de Estado do ME

    ainda nã me respondeu comé quisto se chama agora

    tento com o novo ou nã vale a pena?

    com os sindicatos é...
    isso são questões internas das escolas....pois

    ResponderEliminar
  7. a ANA dRAGO foi a única que disse alguma coisa de jeito sobre as avaliações e não foi muito....

    olhe quisso de

    muitosos professores o não são

    o muitosos axo qué excessivo

    ResponderEliminar
  8. A Mim Me Parece13/9/11 00:36

    Pois. Abaixo os cotas. E as cotas. À conta disso já temos no exército tantos generais como soldados. Ou mais, se bem contados!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo