sexta-feira, outubro 28, 2011

Contágio


Ao optarem por tratar as pessoas como a variável menos importante no orçamento do estado para 2012, exigindo-lhe sacrifícios colossais e cortando os subsídios de férias e natal, o governo abriu a Caixa de Pandora da indignação. Não há agora dia em que um jornal, nos mails, nos blogs e nas redes sociais não surjam as mordomias com que os nossos políticos continuam a viver. Sejam os subsídios de transporte do Ministro que tem casa em Lisboa, as pensões vitalícias, (que duplicam quando fazem 60 anos), as milionárias reformas antecipadas, os ordenados e prémios obscenos, os carros, as casas e as negociatas. O Ministro já veio dizer que quer atenção redobrada sobre manifestações de risco. Têm medo porque brutalizam um povo e já nem conseguem esconder os vícios privados sob a capa da mentira de públicas virtudes.

6 comentários:

  1. Os Lusíadas - Extracto de Versão actualizada
    >
    > I
    >
    > As sarnas de barões todos inchados
    > Eleitos pela plebe lusitana
    > Que agora se encontram instalados
    > Fazendo o que lhes dá na real gana
    > Nos seus poleiros bem engalanados,
    > Mais do que permite a decência humana,
    > Olvidam-se do quanto proclamaram
    > Em campanhas com que nos enganaram!
    >
    > II
    > E também as jogadas habilidosas
    > Daqueles tais que foram dilatando
    > Contas bancárias ignominiosas,
    > Do Minho ao Algarve tudo devastando,
    > Guardam para si as coisas valiosas…
    > Desprezam quem de fome vai chorando!
    > Gritando levarei, se tiver arte,
    > Esta falta de vergonha a toda a parte!
    >
    > III
    > Falem da crise grega todo o ano!
    > E das aflições que à Europa deram;
    > Calem-se aqueles que por engano…
    > Votaram no refugo que elegeram!
    > Que a mim mete-me nojo o peito ufano
    > De crápulas que só enriqueceram
    > Com a prática de trafulhice tanta
    > Que andarem à solta só me espanta.
    >
    > IV
    > E vós, ninfas do Coura onde eu nado
    > Por quem sempre senti carinho ardente
    > Não me deixeis agora abandonado
    > E concedei engenho à minha mente,
    > De modo a que possa, convosco ao lado,
    > Desmascarar de forma eloquente
    > Aqueles que já têm no seu gene
    > A besta horrível do poder perene!
    >
    >
    >
    > Luiz Vaz Sem Tostões
    >
    >
    >

    ResponderEliminar
  2. Alguém já leu o DR I série de 18/10/2011 n.º 200 é que na rubrica subsidio de férias e de natal atrbuidos á AR consta lá a módica quantia de 2.093.650,00 euros,a crise é só para o POvo!!!

    ResponderEliminar
  3. E pelo andar da carruagem a camarilha não vai ter cortes nesses subsídios, 14 meses e mais algum vai inteirinho para os realíssimos deputados que são canalha à parte!
    A outra canalha, a ralé do País deles vai ser a doer e se não quizer rua com ela pois há muita outra canalha amiga para entrar!...
    Ai como os odeio!...

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  4. o lima foi ao brasil
    e lim(p)ou a feteira
    o governo lim(p)a o povo
    desta nossa parvalheira

    ResponderEliminar
  5. http://www.dn.pt/inicio/tv/interior.aspx?content_id=1648007&seccao=Televis%E3o

    ResponderEliminar
  6. O Passos Coelho, está louco.

    Livramo-nos de um e aparece outro.

    Estes sacrificios não irão levar a lado nenhum porque o poder central continua a estafar tudo o que lhe aparece à frente ( e não só ).

    João Figueiredo

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo