quinta-feira, outubro 06, 2011

Ele anda muita vaca por aí


Depois do Sr. Silva ter andado pelos Açores a afirmar que as vacas sorriam ao ver a erva a crescer nos verdes pastos chegou agora a vez do Miguel Relvas, ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares afirmar que «o poder local não é a vaca sagrada da democracia»

Para quem se lembra dos tempos salazarentos do Botas e olha hoje para Portugal tem pelo menos uma certeza. Muita coisa foi feita e as populações têm hoje condições de vida de muito melhor qualidade sendo que muita da responsabilidade dessa melhoria passa pelo papel das autarquias. Claro que ao lado dessas melhorias, como foi o saneamento básico, a água, a luz e muitos equipamentos sociais também há as rotundas, os tachos, os pagamentos de favores e as negociatas, sobretudo ao nível concelhio.
O acordo com a Troika exige do governo, menos Concelhos e menos freguesias. Sendo o poder autárquico um dos bastiões do do PSD, não surpreende a falta de coragem para reduzir Concelhos apostando tudo na redução de Freguesias, o elo mais fraco. Há certamente Concelhos que podem ser extintos sem que isso afecte muito o futuro das populações . Contrariamente , o ataque às Freguesias, sobretudo quanto mais isoladas e menores elas forem. A vida das pessoas não pode ser determinada por conceitos economicistas puros, há também que olhar para o lado humanos dos problemas que podem colocar. A cobardia e os interesses de um partido e de um governo não podem destruir a vida dos cidadãos As Freguesias são o elo mais próximo que existe entre eleitores e eleitos numa falsa democracia como é aquela que vivemos. Está na hora de serem as populações a exigirem a forma e o conteúdo do poder,

1 comentário:

Ocorreu um erro neste dispositivo