segunda-feira, outubro 24, 2011

Está a chegar a hora de escolher o lado da trincheira


O capitão de Abril Vasco Lourenço que o poder foi tomado por um «bando de mentirosos» e apela aos militares para estarem ao lado da população caso se verifique repressão policial nas ruas. O coronel, actualmente na reserva, acredita que as medidas de austeridade vão gerar convulsão social com repressão da polícia. A confirmar-se esse cenário, Vasco Lourenço espera que os militares estejam do lado da população.
«A população certamente não vai aceitar de bom grado essas medidas e eles vão tentar fazer pressão. Vamos ver como vão reagir as forças de segurança quando tentarem utilizá-las para fazer a repressão, depois espero que os militares tenham a vontade e a força suficiente para, como se passou no Egipto, dizer 'não' à repressão», afirmou.

Disseste que não ias admitir tumultos, coelhinho. O pior é se aqueles que esperas que te venham defender virem as armas para o teu lado. Está a chegar a hora de escolher o lado da trincheira em que cada um quer estar. Não te ponhas a pau Coelhinho que ainda vais corrido a pontapé. Já faltou mais.


11 comentários:

  1. Resta-nos esperar que os Militares não se vendam por pouco... como os Polícias!

    ResponderEliminar
  2. Kaos isto nem parece teu.

    Quer dizer, o Sr V.Lourenço faz parte dos mesmos militares que dizem que revoluções não se anunciam, fazem-se... e depois, vem " informar " que os militares estarão do lado do Povo.
    Então até agora, estiveram do lado de quem?
    Está-lhes a faltar, as regalias?

    Por outro lado, Ele, que tem informação privilegiada, sabe perfeitamente o que está para vir...será um aviso á navegação?
    Não esquecer que o objectivo destes humanistas iluminados é a destruição tipo tábua rasa do homem velho para a construção do homem novo e que como tal, terão que destruir a Ordem social para implementarem um novo modelo de " sociedade " mais "humanitária, e mais Socialista regida por Eleitos.
    Pois sempre foi o grande Objectivo...a grande " Opus Dei " iniciado em 1723

    ResponderEliminar
  3. Sr street warrior, não esquecer que foram os militares que fizeram a revolução de 25 de abril, e pelas mesmas razões,, portanto temos que perceber que mesmo não nos agradando, é preferível ter os militares conosco, que contra nós.

    ResponderEliminar
  4. Soldados e marinheiro, sempre-sempre ao lado do Povo.

    ResponderEliminar
  5. «ferroadas» : a revolução russa...não funcionou.

    Teremos de encontrar outro meio de estabelecer maior dignidade para TODOS os seres humanos.

    E o Vasquinho foi apenas o porta-voz de um dos grupos maaçónicos, o que está a perder poder para outro grupo -daí que queira recuperar o pleno. Infelizmente não está preocupado com o povo, está preocupado com o controle do poder.

    ResponderEliminar
  6. Os militares também são mentirosos. Eles sempre lutaram pelas suas mordomias. É o que está a fazer agora. O 25 de Abril deu-se por um motivo corporativista e não a pensar no Povo. O motivo foi a Publicação do Decreto-Lei n.º 353/73 como se pode ler a seguir:

    13deJulhodede1973 Publicação do Decreto-Lei n.º 353/73, que possibilitava aos milicianos do Quadro Especial de Oficiais ultrapassarem os capitães do quadro permanente nas suas promoções, mediante a frequência de um curso intensivo na Academia Militar, equiparado aos cursos normais, o que originou viva contestação dos capitães do quadro permanente.

    Este decreto-lei que iria atrasar as promoções dos militares do quadro permanente é que veio despoletar todo o processo do 25 de Abril. E se o povo não tivesse saído á rua, apenas teria sido um GOLPE de estado, e não uma revolução.

    ResponderEliminar
  7. Deixem-se de tretas. O homem é honesto e diz o que lhe vai na alma. E é militar, não tem subtileza nenhuma, como de resto convém. O cherne também fugiu, bastou para isso levar com uns tomates e assobiadelas no Estádio da Luz.

    ResponderEliminar
  8. Os revisionistas da história atacam o 25 de Abril. Pagos por quem?

    ResponderEliminar
  9. Quando primeiro ministro, o Sr. Silva de Buliqueime foi realizar uma daquelas visitas perfeitamente inúteis à Escola Prática de Cavalaria. O comandante apresentou-ao então Tnente Coronel Fernando Salgueiro Maia da seguinte maneira:"Sr, Priemiro Ministro, este é o Capitão Salgueiro Maia que prendeu o Professor Marcelo Caetano no 25 de Abril". Maia fulminou-o com o olhar e disse´: "È verdade, prendi esse e prenderei muitos outros se necessário for." O Sr. Aníbal engoliu em seco e seguiu o seu caminho.
    Este Homem sempre o foi com H Grande.Participou numa revolução não unicamente por questões corporativas, mas por consciência social. Sempre recusou todo e qualquer tipo de mordomias, honrarias e benesses, (ao contrário do que se passa com os políticos que se aproveitaram da situação, prejudicando-se pela sua frontalidade e integridade.
    Creio que existirão neste país alguns Salgueiros Mais. Setão com esses que todos poderemos contar. Tenho a certeza que se um dia a situação estourar, eles saberão ao lado de quem mais tem sofrido.

    ResponderEliminar
  10. "Anónimo Anónimo disse...

    Os revisionistas da história atacam o 25 de Abril. Pagos por quem?"




    Os carneiros (bem cornudos, por sinal) já têm Net? Continua a acreditar no Pai Natal e nos mitos do 25 de Abril que vais longe, imbecil de merda.

    ResponderEliminar
  11. uma fogueira com os pinoquios dia 11 e dia 12 assar castanhas nela

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo