segunda-feira, outubro 24, 2011

Os soldados são filhos do povo. E os polícias?


Volto ao assunto do post anterior por vários motivos. Primeiro porque me permitiu utilizar um dos belos desenhos do Abel Manta, depois porque me parece relevante que as declarações do Vasco Lourenço possam ajudar a mostrar que não estaremos sozinhos nesta premente necessidade de agir, de mudar, de acabar com este regime de mentira, de roubo, de subjugação a que estamos sujeitos perante o poder do capitalismo financeiro. Outra razão, é a de que as revoluções têm de ser feitas pelos povos, não pelos militares pois isso acaba muitas vezes em ditaduras em que se vai de mau para pior. É a nós todos que cabe a escolha e as decisões que determinam o nosso futuro, é a nós que cabe a criação e participação numa democracia mais verdadeira. Finalmente a última mas não menos importante a de sabermos que não estamos sós, que ao nosso lado há gente disposta a lutar. Cheira a cravos.

20 comentários:

  1. Sei lá porquê,o meu avô,quando muito irritado,dizia:
    "Filho da polícia.".

    Se calhar já se referia à eurogendfor.

    Um abraço,
    mário

    ResponderEliminar
  2. Vasco Lourenço está completamente ultrapassado pelo tempo. Aliás, se fosse em qualquer país dito organizado, alguém que apelasse a rebeliões seria imediatamente ouvido na polícia. Só mesmo neste país de brincadeira é que também há algum tempo atrás alguns telefonaram ao general Leandro para ver se fazia um segundo 25 de Abril e o próprio referiu isso á comunicação social e depois nada acontece! Era outro para ser ouvido imediatamente pelo FBI se estivesse nos Estados Unidos. Depois, não se percebe estas tentativas patéticas de lançar o caos nas ruas e insuflar o povo quando o povo votou DEMOCRÁTICAMENTE neste governo! Ainda só passaram poucos meses e já andam a tentar tornar isto numa Grécia. Julgam que isto é um Benfica-Sporting e não compreendem que qualquer revolução levaria era o país para o buraco de uma américa latina tipo Chaves que é no fundo o que eles queriam: Tudo nivelado por baixo e na miséria tipo Cuba, Peru, México etc. Aconselho a esse pessoal que façam uma visita a esses países para verem realmente o que é pobreza ou a luta com a falta de água. Não é irem aos resorts de luxo! Não!
    O povo acabou de fazer as suas escolhas democráticas ainda nem á 3 meses e ainda têm o arrojo de falar? Deviam ter vergonha na cara! Os militares em Portugal tal como o wikileaks provou é um escândalo pois é o país com mais generais sentados tendo em conta o tamanho do país e comparando com os outros e sem nada fazerem e a receberem chorudas reformas. Olhem mas é para os gráficos que o Medina Carreira apresenta todas as semanas porque isso é que são factos! O Sócrates, Guterres, Marocas, Jardim, Cavaco e amigos do BPN é que deram cabo do país e este governo está a ser o melhor desde o 25 de Abril! Razão tem a Merkel em dizer que quer tribunais europeus para criminalizar os Sócrates e afins. Quanto ao PC e Bloco só dizem meias verdades e falsidades e muitos disparates porque é malta ultrapassada pelo tempo e agarrados a ideias do passado, esquecendo-se que o mundo evolui e os tempos mudam. O que eles queriam era transformar isto numa républica Chavista isso sim! É preciso muita lata para andar desde o primeiro dia a tentarem a todo o custo insuflar as massas e tentarem ver se o caos da Grécia se instala aqui mas não vão ter muita sorte porque o povo nunca votará em gente louca e sem visão do mundo.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo 17:18
    É verdade 3 meses após as eleições e já desrespeitou tudo o que prometeu perdendo toda a legitimidade que os votos lhe pudessem ter dado. Está na hora de se responsabilizar quem promete uma coisa e faz exactamente o contrário. Se é esta democracia que temos e defendes bem podes limpar a cara com ela. Não há democracia sem respeito, verdade e honestidade, coisa que este governo já provou não ter.

    ResponderEliminar
  4. Os polícias aqui do Burgo ou são filhos de agricultor das Beiras e do Vale do Tejo, ou de carteiro ou funcionário inferior, alguns são filhos da Bela Vista e do Vale da Amoreira mas são raros porque 11º (hoy 12º e registo criminal limpo após os 16 é obra)

    Os cAmaradas do Vasco Lourenço aqui no clube de oficiais ou na messe dos ditos cujos em évora são revolucionários do mesmo jaez
    (brandos com os empregados que lhes trazem as tostas) cheios de salamaleques para os seus iguais coronéis e brigadeiros na reserva ou reforma
    cheios de nostalgias do 25 de Abril onde tiveram phoder pra phoder

    o povo tem 3 milhões de reformados e pensionistas

    o povo tá xéxé ou pra lá caminha

    revoluções da laranja mecânica

    só se for para apressar a eutanásia da velharia

    hoje caiu um quarentão na entrada da segurança social

    os putes dos 15 aos 30 e tantos passavam ó lado
    tá bêbado o cota...se tem mais 5 anos que eles é cota logo senão fossem os pescadores de 70 anos e um de 55 que chamaram a Cruz Vermelha
    (o Inem demora mais 15 minutes)
    hoje habia um desempregado a menos

    e se calçhar inté já há

    O Povo? Qual Povo?

    há identidade?
    Solidariedade?

    Há apenas lutas pelos previlégios

    um capitão de Abril (saído da Marina hoje é tenente-cornel com negócios cum os PAlop's) adezia assim esta canalha num quer trabalhar

    inté caem de propósito nas ruas....
    o pessoal da segurança social às 14 anda dos 55 pra cima

    o pessoal que sai da marina pra almoçar idem

    o povo tá cinquentão ô acima meo box

    ResponderEliminar
  5. Há anónimos que não devem viver cá... só pode... "levaria era o país para o buraco" como se estivéssemos no topo da montanha!

    ResponderEliminar
  6. Recomendo a todos, em especial ao Anonimo, que leia o livro "Suite 605" de Joao Pedro Martins, para que se perceba qual e o cancro que corroi a economia portuguesa - as offshore. Nao ha Estado que resista a tanto ultra-neoliberalismo!

    ResponderEliminar
  7. Vasco lourenço devia dar um tiro na cabeça depois de ver a merd* que o 25 de Abril foi!

    ResponderEliminar
  8. Já o terrorista do Otelo em Maio deste ano disse que estava arrependido de ter feito o 25 de Abril, agora que viu o resultado dos 37 anos de esbanjamento e de mediocridade socialista, e que Portugal precisava era dum homem como o Salazar (sem os seus defeitos) para pôr ordem nesta merd* toda. Ele disse mesmo isto! LOLOLOL

    ResponderEliminar
  9. Epá, o Paulinho das Feiras e o seu compadre Coelho tambem já aparecem a fazer aqui comentários.

    ResponderEliminar
  10. Esta gente está toda atrofiada,o comentário que eu gostei mais foi do anónimo que diz que isto não é uma grécia,como diz o nelson dos simpsons, HA HA- acorda páh, que estás mijado!!

    ResponderEliminar
  11. E digo mais, as democracias podrees de modernas chamadas "representativas" são a maior farsa que a humanidade já assistiu.O mundo só poderá ser verdadeiramente democrático e avançar de uma forma equitativa e justa , com uma democracia "participativa".

    ResponderEliminar
  12. Por muito defeitos que tenham (quem não os tem) e por muita merda que tivessem feito (quem não a fez)os que hostilizam Homens como o Otelo, Vasco Lourenço, Vasco Gonçalves (a ele se deve o 13 e 14º meses, lembram-se, claro que não se lembram), Fabião, Durão Clemente, Melo Antunes, e por ai fora....., assim como milhares de Homens e Mulheres que lutaram e morreram na luta contra o salazarismo/fascismo, deviam estar calados (por opção), e não dizer asneiras. Se não fossem Homens e Mulheres como estes ainda andava-mos com a canga fascista às costas.
    Todos se insurgem contra o estado actual das coisas, mas poucos fazem algo para o modificar, é pena que assim seja, somos comodistas e individualistas por natureza, fruto ainda de alguma ingenuidade democrática, e, continuo a dizê-lo, de 48 anos de fascismo e 35 de falsa democracia, onde esta se preocupa com o dinheiro vs economia vs poder e deixa de lado a pessoa. Esta, serve apenas para ir botar o voto de quatro em quatro anos e nada mais.
    Por isso eu digo: enquanto não tivermos força, engenho e unidade para modificar o actual sistema, não vamos a lado nenhum.

    ResponderEliminar
  13. Este governo é o melhor depois do 25 de Abril?!... Mas como é que alguém tem o desplante de dizer uma "alarvidade" destas?
    Praticamente tudo o que disseram que iriam fazer (e que iriam não fazer) não cumpriram. Eles participaram ao lado do PS em tudo o que foi feito. Como é que agora vêm argumentar que não sabiam como se encontrava o país? Então quando aprovaram os Orçamentos do Sócrates não sabiam o que estavam a fazer? Deixem-se de hipocrisias e falsidades. Uma vez mais o "povo" foi "manietado" para votar em falsas promessas.
    Todos já sabem que estes brutais sacrificios, pedidos a quem trabalha, não vão resolver os problemas do país.
    Vão antes permitir que se vendam a "preço de saldo" o que resta dos bens do estado. Bens esses que foram pagos com o dinheiro dos contribuintes. Ou seja... eles não estão a vender aquilo que é deles... estão a vender aquilo que é "nosso". E, tal como os outros, ninguém no futuro lhes irá pedir responsabilidades.
    Fala o anónimo dos países da América Latina. Até parece que não sabe (ou não quer ver) o que é que os EUA tem feito ao longo de décadas nesses países. Apoiando agora uns... apoiando agora outros e tirando os respectivos dividendos das suas "intervenções humanitárias e democráticas". Tal como se passou em África e no Médio Oriente (entre outros). O que eles defendem é a manutenção de caciques nos "reinos do petróleo", a venda de armas (porque os lobbies da Indústria do Armamento retiram-lhes o apoio se não procederem assim), a "reconstrução dos países" que obrigam os países a endividarem-se até ao "tutano" (os Bancos até esfregam as mãos de contentes).
    Quanto ao que Vasco Lourenço disse e que tanto o indignou... não consigo descortinar a razão. Então estamos em Democracia ou "DeMocacia"? Não podemos dizer o que pensamos? Quer a volta da PIDE é? Se calhar não escreveria o que aqui escreveu. Porque não teria sequer hipótese de o fazer. Ou pensa que a PIDE foi uma história inventada, tal como o outro que disse que não houve holocausto?
    Então o anónimo quer que a Merkel criminalize aquelas figuras todas que mencionou? Não percebe que todos eles fazem parte do mesmo "pacote"? Então pensa que ela iria mandar julgar aqueles com quem há bem pouco tempo negociava? Ou é muito ingénuo ou ainda acredita em histórias de fadas...
    Então o anónimo pensa que este governo vai ser o "salvador de Portugal"?
    Não consegue perceber que o rapaz só vai fazer o que lhe mandam fazer (FMI, BCE, CE)? Ele vai "pactuar" com o sistema. Vai pactuar com os grandes interesses financeiros que estão por detrás de tudo "isto". Pensa que os portugueses vão viver melhor daqui a alguns anos? Desengane-se!... porque todos nós estamos a perder aquilo porque "tantos lutaram" (melhores condições sociais e uma vida com dignidade). Porque as estruturas vão manter-se mais ou menos iguais. Ou seja: "Pobres mais pobres e... ricos mais ricos". A mudança está na força "dos povos da Europa"... Antes que seja tarde demais...

    ResponderEliminar
  14. Este fórum é só comuneiros... lololol
    Vocês não percebem nada de economia. Querem ter tudo mesmo que a economia nao o permita. Devem achar bem uma divida publica de mais de 140% PIB com as parcerias e as empresas para sustentar o Estado Social podre. Não vêem que isso é uma infantilidade...

    ResponderEliminar
  15. Os grandes economistas anónimos que vêm para aqui arrotar postas de pescada, que indiquem UM EXEMPLO de um país que tenha chegado a uma dívida pública de mais de 100% do PIB (e privada outro tanto) e que tenha conseguido pagá-la sem reestruturação.
    Vá, toca a falar: quero um EXEMPLO!

    ResponderEliminar
  16. E, a propósito: a Argentina reestruturou em 2003, e daqui a 5 anos vai-nos ultrapassar (em PIB per capita). É nós, por este caminho, qualquer dia somos o Haiti da Europa.

    ResponderEliminar
  17. O mesmo Vasco Lourenço que andou metido em movimentos conspiratórios corporativos, dos príncipes dos Quadros Permanentes contra os milicianos, que nos idos do Movimento dos Capitães era quem mais combatia em África?
    O mesmo Vasco Lourenço que, a princípio, não queria nada a ver com democracia, só mesmo os senhores da Academia Militar continuarem a ter os cursos pagos e exclusividade no acesso à carreira (portanto, meritocracia ZERO)? Escusado será dizer que esta situação ainda hoje se mantém e que quem vai comer à grande com os cortes nos efectivos das FA não são a cambada de inúteis de carreira que se passeia nas fileiras, mas sim os militares contratados de qualquer categoria (praça, sargento ou oficial).
    Esse palhaço gordo e chulo que se vá encher de moscas, tal como o resto da quadrilha de carreiristas de uniforme; é tão ladrão como os que apelida de ladrões, a escala é que é menor.
    Já agora, esse grande (de cintura) guerreiro lusitano chamado Vasco Lourenço também beneficiou com os "inúteis milicianos", tal como os restantes camaradas do seu curso da AM. Como? Estando um filho de general entre os moços, ficou decidido que a rapaziada só iria para o Ultramar quando chegasse ao posto de capitão, nunca antes, que ainda iam parar ao mato e depois era uma chatice.


    Como militares uma merda, como homens idem.

    ResponderEliminar
  18. joaopft, a dívida não pode ser paga porque o Estado é deficitário. Isso aplica-se a qualquer gama de endividamento que não apenas acima dos 100% PIB. A restruturação também não permite pagar, apenas contemporizar e atirar irresponsavelmente mais para as gerações seguintes. Só perdoando a dívida e cortando na despesa do Estado é que ela desaparece.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo