quarta-feira, outubro 05, 2011

Guerra da Madeira: Submarinos no horizonte


Perante as criticas de Paulo Portas, que o comparou ao Sócrates, não ao Grego mas o outro, o que ajudou a que hoje nos estejamos a sentir gregos, João Jardim apelidou-o de "Moço de recados" e retaliou que a dívida que criou uma dívida quase igual à da Madeira só com a compra dos submarinos.
Gosto quando vejo os políticos, sobretudo aqueles com quem menos concordo, dizerem coisas com as quais concordo. João Jardim é um ditadorzeco de uma Republica das Bananas, que suporta uma série de vampiros que se vão enchendo dos dinheiros públicos e gasta o que não tem e não é dele e o Paulo Portas não é o anjinho que quer aparentar com grandes telhados de vidro, com submarinos, a Universidade Moderna sem esquecer o Caso Portucale e o famoso cheque do Jacinto Leite Capelo Rego. Zanguem-se comadres, que gostamos de ouvir as verdades.

2 comentários:

  1. Diga tudo, caro Kaos:
    Que respondendo a Paulo Portas por este o ter comparado a Sócrates, o Alberto João Jardim disse que o que se diz é que quem como o Sócrates é o Paulo Portas, que não ele... Escapou-lhe essa ou não lhe convem?

    ResponderEliminar
  2. Não me escapou nada nem vejo em que isso altere nada nas caractristicas dos personagens. Que são todos farinha do mesmo saco já sabemos, só muda a forma como cozinham o pão. Nenhum presta.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo