quarta-feira, outubro 12, 2011

O grande plano para salvar o capital


O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, manifestou "total apoio à estratégia definida" pela dupla franco-alemã para tentar ultrapassar a crise da dívida europeia. Obama "sublinhou que a França e a Alemanha concordaram em fornecer uma solução global e durável às dificuldades da zona euro antes da cimeira do G20 em Cannes" de 3 e 4 de Novembro", Quanto às medidas "rápidas" para regularizar a crise na zona euro, mas não forneceram detalhes.
Já as Bolsa reagiram em alta com perspectiva de solução global para a crise e as cimeiras da União Europeia e da Zona Euro já não vão realizar-se a 17 e 18 deste mês, mas sim no dia 23 para permitir finalizar uma estratégia global para a crise da Zona Euro.

Ou me engano muito ou o plano é mais do mesmo e vamos ver os Estados a deitar mais biliões de dinheiro público, dinheiro dos nossos impostos, no buraco sem fundo dos bancos. Numa sociedade capitalista dependente dos bancos, com políticos que "trabalham" para eles em beneficio da grande especulação financeira que mais se pode esperar de tão "brilhante" plano.

4 comentários:

  1. é salvar o estilo de vida de 1000 milhões de ocidentais...que diga-se de passagem vai voltar ao dos anos 90 com sorte...com azar nin bolta
    a especulação financeira permitiu a centos de milhões viverem 20 anos a crédito

    é uma conquista de Abril...viver sem fazer quase nada
    ...hoje infelizmente trabalhei quase 6 horas a empurrar papéis

    amanhã são 4 e meia..com pausas pra falar mal dos gaijos...com promessas de ida a Lisboa

    e algures este mês debemos começar em greves...tanto trabalho...questa crise dá

    ResponderEliminar
  2. Esta crise dá mesmo muito trabalho, mas não daquele com que se compram os melões. O sistema capitalista só foi "macio" com a Europa enquanto foi utilizada como parede para barrar o perigo "comunista". Com a queda do muro de Berlim esse papel desapareceu e o Estado Social passou a ser um prejuízo desnecessário. Só o ganhar a consciência do ser e que o direito de existir é de todos pode mudar as coisas. O capitalismo temeu o socialismo e se para o travar tivermos de criar mil socialismos então que assim seja.

    ResponderEliminar
  3. Caro "Kaos", Portugal está no socialismo desde o 25/4 de 74. O chamado "chuchalismo", onde todos andaram a mamar, ou chuchar mesmo da teta, da pouca riqueza do Estado que ainda havia e depois da que não havia e nos foi emprestada a troco de juros. Não há partido na AR com representação parlamentar que não seja social-democrata no verdadeiro sentido do termo. O socialismo é um vício dos Estados ricos, não dos velhos-pobres com a mania que são novos-ricos! Depois de esbanjarem o guito todo com aumentos de salarios e subsidios e SNS e SS, à grande a à porutguesa", agora chupam no dedo! O "botas" é que tinha razão em não gastar mais do que a economia permitia, e, no tmepo do gaijo, a eocnomia crescia a 7% ao ano. Agora cresce a -2%... LOL

    ResponderEliminar
  4. António Barreto*14/10/11 19:50

    Rendo-me aos seus bonecos; uma delícia.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo