quinta-feira, novembro 17, 2011

Não questionável a bem da nação


“A bem da Nação”, a informação emitida pela RTP Internacional deve ser “filtrada” e “trabalhada” pelo Governo, defendeu João Duque. Um tratamento que, acrescentou, “não deve ser questionado”. ‘Se [o Governo] quiser manipular mais ou manipular menos, opinar, modificar, é da sua inteira responsabilidade, porque estamos convencidos [de] que o faz a bem da Nação, porque foi sufragado e foi eleito para isso.’

Controlo e filtragem sobre a informação não é nada de novo e há muito que é feito. Agora, esse controlo não deve ser questionado, ao som do velho chavão salazarento do "a bem da nação". A justificação é, a promoção de Portugal através da imagem ou do som deve ser enquadrada numa visão de política externa e portanto quase que sob a orientação ou em contrato de programa com o Ministério dos Negócios Estrangeiros”. Como imagino que também devia gostar de colocar os blogs e o Facebook sob orientação do Ministro, o melhor é não questionar, a bem da nação.

1 comentário:

  1. Talvez ressurja o canal 18 de boa memória, pelo menos para os tipos como eu que já ultrapassaram os sessenta e não têm cheta para o canal Playboy ou sequer para o HOT.

    Os netos do salazarismo/fascismo continuam a saga iniciada pelos avós; censura e controlo.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo