sexta-feira, novembro 25, 2011

Uma Merkel cada vez mais isolada


Depois da Irlanda, Grécia e Portugal, os mercados já atacam fortemente a Itália e a Espanha e até a Bélgica, Finlândia e a própria França já sentem a sua pressão. A Frau Merkel, que já só contava com o Sarkozy para impor as suas ideias já o vê a começar a criticar as opções tomadas. um dia destes acaba a só ter o papagaio do Passos Coelho a concordar com ela.

4 comentários:

  1. Ela, O Sarkozy, o Passos, o governo português e toda a Troika, que vão à BardaMerkel.

    ResponderEliminar
  2. "cartaz" maravilhoso! LOOOOL!
    Enquanto tiver o "Lulu" secundário, ou seja, o coelhinho de peluche, continuará sem entender o panorama geral, essa kaiserina!
    E a Finlândia também está a ser atacada?! Amarga ironia... os que não queriam emprestar aos "preguiçosos do sul"! Pois.

    ResponderEliminar
  3. O paços coelho e o "Cherne Podre" tb está com ela.A coisa já cheira mal...

    ResponderEliminar
  4. Obrigado, KAOS. Só de ver o boneco destas duas almas, mirradas e impotentes, ante o pavor que as assola, anima-me logo o dia.

    Escreveu Fernando Pessoa:

    Tudo vale a pena
    Quando a alma não é pequena.

    Mas para a alma mirrada, cavernícola, já nem se põe a questão de valer ou não a pena. Ouvimos o discurso embotado de Vítor Gaspar, nascido de um espírito em quem nenhum português votou, cujo mandato foi-nos impingido, a nós e ao palerma do Passos Coelho, pela troika, e que nos repete a p*ta da cassete, em tom monocórdico: que não há alternativa, que as reformas estruturais são necessárias, que são destruição criativa. Cassete que herdou do seu falecido deus mestre, Milton Friedman (que Deus tenha piedade da sua alma).

    Pois quando a alma se lhes apouca, o que lhes resta daquelas coisas que valem mesmo a pena?

    O nada de coisa nenhuma.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo