sexta-feira, janeiro 20, 2012

Acordo Laboral


A UGT assinou o Acordo Laboral que negociou com o governo e os patrões, esquecendo todos os que devia representar. Sempre foi uma Central Sindical que serviu bem os governos, que foi assinando todos os acordos para que eles pudessem assinar acordos e fazer o foguetório, como acabou por fazer de novo. Só que desta vez a coisa é mais grave porque legaliza o despedimento sem justa causa, bastando para isso a vontade do patrão, coloca os horários da nossa vida nas suas mãos e transforma a UGT em lixo laboral. A ar acanhado com que o João Proença surge aos microfones tentando justificar-se com as exigências da Troika (enquanto o Passos Coelho se gabava de a ter suplantado) e reagindo com ar zangado e carrancudo a qualquer pergunta dos jornalistas, mostram-no bem. Não é para isto que serve uma Central Sindical nem é por masoquismo que os trabalhadores pagam a sua quota sindical. Correr com esta gente é necessário pois são uma vergonha para o sindicalismo.

7 comentários:

  1. Então lá no Canadá andam assim vestidos ?
    E pagam em dinheiro ?

    ResponderEliminar
  2. afinal o gajo da ugt meteu os pés quando disse que o acordo foi bom para os trabalhadores pois afinal não foi VEJAM O TRABALHADOR (C)ANIBAL não foi beneficiado no seu contrato de chulisse ao país pois coitadinho (tenham pena dele) nem tem euritos para as despesas (devem ser dispendiosas as muitas visitas oficias pelo mundo fora) mas estou em crer que o pinto balsemão e a tvi poderão fazer uns programitos daqueles de fazer chorar a calçada que muitos hão-de enviar largas contribuições. Na porta dos belmiros e jeronimos uma ajuda alimentar pra familia do (C)ANIBAL a + vermelha também dá uma ajudinha bem como a receita di euromilhões (cuidado com o santana) aumente-se a electricidade em 25% invente-se um imposto real (cavacal) para a excelencia de boliqueime proponham para o guness (c)anibal para o rei do fado pois se as pedras da calçada choravam com a amália com este dá para encher barragens

    ResponderEliminar
  3. onde se lê guness leia-se guiness

    ResponderEliminar
  4. eu dava-lhe 418 euros para se aguentar durante o mês ou então vá pedir á catarina furtado

    ResponderEliminar
  5. outros acordos:


    Para uma factura de 100 ?, os custos serão os seguintes:

    - IVA de 6% (passará a 23% em Novembro) ........................ 5,7 ?
    - Taxa de 7% para RDP e RTP ............................................. 6,8 ?
    - Subsídios diversos ........................................................... 53,5 ?
    - 3% para harmonização tarifária dos Açores e da Madeira..... 1,6 ?
    - 10% de rendas por passagem de cabos de alta tensão para Municípios e Autarquias. 5,4 ?
    - 30% para compensar operadores - EDP, Tejo Energia e Turbo Gás....... 16,1 ?
    - 50% para investimento em energias renováveis................. 26,7 ?
    - 7% para custos de funcionamento da Autoridade da Concorrência e da ERSE...3,7 ?
    - CUSTO EFECTIVO DA ELECTRICIDADE CONSUMIDA ........ 34,0 ?

    TOTAL................. 100,0 ?


    ESTE POST DEVE SER PARTILHADO AO MÁXIMO PARA TODA A GENTE FICAR A CONHECER O ROUBO QUE NOS É FEITO NA FACTURA DA EDP !!!

    Permaneçam sentados para não caírem:

    - 3% são a harmonização tarifaria para os Açores e Madeira, ou seja, e um esforço que o país (TODOS NÓS) fazemos pela insularidade, dos madeirenses e açorianos, para que estes tenham electricidade mais barata. Isto é, NÓS já pagamos durante 2011, 75 M? para os ilhéus terem a electricidade mais barata!!!!!!!!!!!!!!!

    - 10% para rendas aos Municípios e Autarquias. Mas que m... vem a ser esta renda? Eu explico: a EDP (TODOS NÓS) pagamos aos Municípios e Autarquias uma renda sobre os terrenos, por onde passam os cabos de alta tensão. Isto é, TODOS NÓS, já pagamos durante 2011, 250 M? aos Municípios e Autarquias por aquela renda.

    - 30% para compensação aos operadores. Ou seja, TODOS NÓS, já pagamos em 2011, 750 M? para a EDP, Tejo Energia e Turbo Gás.

    - 50% para o investimento nas energias renováveis. Aqueles incentivos que o Sócrates deu para o investimento nas energias renováveis e que depois era descontado no IRS, também o pagamos. Ou seja, mais uns 1.250 M?.

    - 7% de outros custos incluídos na tarifa, ou sejam 175 M?. Que custos são estes? São Custos de funcionamento da Autoridade da Concorrência, custos de funcionamento da ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Eléctricos), planos de promoção do Desempenho Ambiental da responsabilidade da ESE e planos de promoção e eficiência no consumo, também da responsabilidade da ERSE.

    Estão esclarecidos? Isto é uma vergonha. NÓS TODOS pagamos tudo!

    Pagamos para os açorianos e madeirenses terem electricidade mais barata, pagamos aos Municípios e Autarquias, para além de IMI's, IRS's, IVA's em tudo que compramos e outras taxas... somos sugados, chupados, dissecados...

    ResponderEliminar
  6. Tu dás emprego a quantas pessoas?

    ResponderEliminar
  7. Qual é a contrapartida?, ó Proença, tu fizeste o teu dever, lá toma este real e já chega .

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo