domingo, março 25, 2012

Afinal quem vandaliza a luta social?


O secretário-geral da CGTP demarca-se dos incidentes que ocorreram em Lisboa entre manifestantes e polícia.
«Estas situações para nós são admissíveis. Nós não toleramos e muito menos admitimos que se verifiquem situações desta natureza. Nós entendemos que todos têm o direito de exprimir e de se manifestarem nas ruas, mas nós não aceitamos actos de vandalismo. Nós não admitimos actos de vandalismo, portanto da nossa parte condenamos aqueles acontecimentos que ocorram no Chiado, nomeadamente com outros movimentos e com a polícia. Simultaneamente apelamos a que haja bom senso», frisou.

Não sei o que pensará sobre vandalismo o elemento do grupo de Precários, convidados pela própria CGTP a acompanhar a sua manifestação, quando os seus "gorilas" lhe abriram a cabeça para impedir a sua entrada no largo de São bento. Esse foi o primeiro sangue a correr nessa dia. Depois, o Arménio Carlos vem "criminalizar" os movimentos sociais sem saber o que se passou, apelidando de vandalismo, não a carga desproporcionada da policia mas sim todos aqueles que se manifestavam contra as politicas deste governo fora da pata do seu partido. Talvez um dia, que talvez não esteja muito longe, ainda o verei a indignar-se com a policia quando for sobre ele e os seus amigos que a policia carregue. É que a liberdade quando é oprimida é para todos e lá porque o poder se tem sentido confortável com a "luta social" que ele lhe tem oferecido como imagem de oposição, não o livra de um dia ser ele próprio vitima da violência que agora procura justificar sobre os outros. Talvez fosse bom que se lembrasse que a prática de oposição que têm assumido não impediu o grande capital e o poder instituído de conduzir o país e os portugueses ao estado em que estão. Talvez por isso não se estranhe ouvir os Professores Martelos e os Pachecos Pereiras acarinharem as manifestações da CGTP e mostrarem temor dos movimentos sociais. É que uns só retiram a pressão da panela do sistema em que vivem e de onde se alimentam enquanto os outros desejam efectivamente alterar alguma coisa.
Só todos juntos será possível conseguir a mudança mas infelizmente parece que alguns se preocupam mais com agendas politicas. O grande capital agradece.

4 comentários:

  1. então qual é o espanto? só os donos da luta é que sabem lutar. deixem essas coisas para os profissionais...

    ResponderEliminar
  2. O aldrabão de Massamá disse:

    Depois de Marcelo, durante o fim-de-semana, ter defendido que o congresso devia discutir questões sociais, Passos falou hoje de desemprego, para admitir que este é ‘hoje, sem dúvida, a principal chaga em Portugal'. E antecipou que no final deste ano pode haver uma inversão na trajectória.
    Gostava de saber quando me devolvem o que me foi roubado, por estes democratas de aviário !

    ResponderEliminar
  3. O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, lamentou hoje a "situação dos jornalistas" que foram agredidos pela polícia na quinta-feira, e quis sublinhar a diferença entre os manifestantes do Chiado e os manifestantes da CGTP.

    Ainda Miguel Macedo
    Quero sublinhar também que em frente à Assembleia da República há imagens em que elementos da CGTP não permitiram que fosse confundida a sua manifestação com aqueles elementos que provocaram a situação no Chiado», esclareceu.

    E continua
    Isentando a CGTP de qualquer responsabilidade, o ministro da Administração Interna lamenta os distúrbios no Chiado ocorridos no dia da greve geral, em que a polícia carregou sobre manifestantes, daí resultando vários feridos, entre os quais dois jornalistas no exercício da sua profissão.

    Se mais fosse necessário, as palavras do ministro são sintomáticas e vão ao encontro das do sr. Arménio, ou seja, ""nós somos os grevistas bons, os "outros" são os grevistas maus, somos seguidores da legalidade "democrática", do bom "censo", já abdicamos definitivamente na revolução proletária, somos bonzinhos, o sistema pode estar descansado a CGTP não vos fará mal""

    Já agora, alguém acredita que "isto" só lá vai com palavreado?

    ResponderEliminar
  4. Parece que só lá vai à porrada , segundo a visão de alguns, e daqui a uns tempos temos meia duzia de pessoas a manifestar se porque não estão para levar com cegadas. condeno a polícia, não aceito o que alguns membros da cgtp fizeram na manif ao não deixar entrar os Pi e, mas parece me claro que as manifestações do futuro vão ser só para 200 pessoas... e mais ninguem. O caminho que se quer truilhar é de derrubar grades frente à AR? . Tudo bem, e depois? Sucede o qu?ê? Uns protestos são inconsequentes dizem , outros serão o quê?

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo