sábado, abril 21, 2012

Es.Col.A - Espaço Colectivo Autogestionado do Alto da Fontinha


Há 5 anos que existia uma escola abandonada e degradada no Bairro da Fontinha no Porto que já só era frequentada por ratos. Um grupo de cidadãos ocupou esse espaço, restaurou-o e fez dele uma zona de liberdade e democracia em perfeita colaboração e partilha com as populações desse bairro. Naquilo a que chamam de Es.Col.A, ajudam-se as crianças nos estudos, criam-se actividades para os jovens do bairro e apoio para os mais idosos de uma forma solidária e desprendida. Xadrez, Yoga, Capoeira, Musica, Dança, Bibliotecas, um sem número de actividades que deram vida e criaram esperança num espaço construído em democracia e liberdade. Num só ano o Es.Col.A passou a ser o centro daquele bairro e o único apoio de muitos que passam por dificuldades devido às desumanas políticas de austeridade e roubo a que este país tem sido sujeito. Aí se partilham refeições confeccionadas com produtos das hortas comunitárias que têm surgido na zona e se reforça a solidariedade e a cidadania. Não a solidariedade da esmola ou da caridadezinha, mas uma solidariedade feita da partilha e da união de todos. Isso parece assustar o sistema receoso que os cidadãos compreendam que existem alternativas possíveis ao mercantilismo e à subjugação aos grandes poderes económicos e que as leis só devem ser válidas e obedecidas quando forem justas. Ver nas televisões ministros a saírem sorridentes de carros de alta cilindrada pagos por todos nós, e depois policias a violentarem cidadãos para lhes retirar aquilo que construíram com as suas próprias mãos é uma imagem que só nos pode causar repulsa e indignação.

Exige-se por isso que o poder aceite a soberania dos cidadãos sobre as suas terras, bairros e cidades e que, se não são capazes ou não têm a vontade de os apoiar, pelo menos não envie os seus cães de guerra para impedir a sua auto-organização.

Exige-se que o Es.Col.A da Fontinha seja devolvida ao bairro e aos seus habitantes.
"O Es.Col.A não será nunca despejado, porque não se pode despejar uma ideia".

http://indignadoslisboa.net

7 comentários:

  1. As acções definem os homens. Eles declararam guerra ao povo português. Querem-nos suplicantes. Querem-nos súbditos. Não nos querem cidadãos. Não nos querem livres. Não nos querem soberanos do nosso próprio destino.

    ResponderEliminar
  2. Quantas mais gerações de portugueses terão ainda que sofrer os ultrajes, roubos e insultos à sua dignidade, perpetrados pelos donos deste mundo?!

    ResponderEliminar
  3. O que se passou na Fontinha é o prolongar da escalada liberal/fascisoide que o actual sistema alimenta e fomenta. Não é por acaso que situações destas têm tido lugar ultimamente amiúde, e, curioso, vão-se passado em governos de maioria PSD ou PSD/CDS. Aliás, a "nova ordem" começou aquando do golpe fascista de 25 de Novembro de 1975, quando Soares meteu o socialismo na gaveta e se aliou à CIA, quando Lourenço e Antunes, Neves e Eanes se cagaram nos seus camaradas de caserna e se aliaram aos pró-fascistas travestidos de democratas, ou quando alguns dos partidos e organizações de esquerda se aburguesaram e começaram a trair as suas bases de apoio. Depois tudo isto deu na CEE e no Euro (a maior trafulhice que alguma vez foi feita ao Povo Português), no provincianismo de Cavaco, na beatice de Guterres, no oportunismo de Durão, na incompetência de Santana vs Portas, nas vigarices de Sócrates, culminando agora nestes desprazíveis personagens, encabeçados por vários agentes à paisana e elos de ligação a vários interesses maquiavélicos, tentando a destruição de um Povo, aliás, sendo eles mesmo, continuadores dos pensamentos do ditador-mor e seus fiéis seguidores. O actual sistema nunca poderá conviver com a LIBERDADE plena do Povo, suas iniciativas e ideias, para eles, a sociedade terá de ser sempre subjugada ao poder do dinheiro e de seus agentes, tudo o que vá fora deste paradigma é para destruir. Para alterar isto só existe uma forma: DESTRUIR O SISTEMA ACTUAL.

    ResponderEliminar
  4. TODOS AQUELES QUE AINDA ACODEM POR ESTE GOVERNO FASCISTA DEVIAM TER VERGONHA NA CARA ,E SÃO TAMBEM OS CULPADOS DA SITUAÇÃO ATUAL DO PAIS ,PORQUE SÃO UMA CAMBADA DE COBARDES PIEGAS E ACOMUDADOS MESMO MUITAS VEZES A PASSAR QUASE FOME ,TENHAM VERGONHA SEUS COBARDES REAJAM NÃO SE ACOBARDEM ,FAÇAM PELO PAIS E PELOS VOSSOS FILHOS ......ABAIXO ESTE GOVERNO PSD-CDS GOVERNO FASCISTA QUE ANDAM A MENTIR E A VENDER PORTUGAL ..REAJAM JÁ ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS ...!!!

    ResponderEliminar
  5. Da Sebosa...,quer dizer... :)

    ResponderEliminar
  6. Se em vez de "perigosos" Anarquistas fossem betinhos do psd, pp, ps ou uma (a)fundacao ainda recebiam uns dinheirinhos publicos jeitosos...ahahah portugal no seu melhor!!!

    ResponderEliminar
  7. PSP anuncia tolerância zero em todas as manifs do dia 25 de Abril...
    Vamos todos a todas as ruas do país em defesa de toda e qualquer Es.Col.A!!!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo