sexta-feira, abril 20, 2012

Um Portugal exempl'ar



O ministro Vítor Gaspar defendeu que Portugal deve servir de exemplo para todos os que apoiam políticas expansionistas, baseadas no investimento público, concluindo que esse exemplo não deve ser repetido. O ministro português participou numa conferencia em Washington e foi lá que sustentou que os cortes na despesa são preferíveis ao aumento de impostos porque não afetam o crescimento económico.

Não me parece nada que prove a inviabilidade de politicas expansionistas baseadas no investimento público. Prova sim que os dinheiros que em certa altura, a troca da destruição do sistema produtivo, quer na industria como na agricultura, choveu em Portugal foi, bem investido em algumas coisas e muito mal em muitas mais. Se tivesse sido investido na industria, na agricultura, no ensino e na saúde e não em BPN's, BPP' e outros da mesma laia, se tivesse procurado melhorar os serviços e as empresas públicas em vez de as utilizarem como emprego para boys e corrupção para depois, sob o nome de privatizações, as oferecerem aos Bancos e aos grandes grupos financeiros, nada prova que esse investimento não seria bem sucedido. É que não sendo público, o investimento tinha de ser privado e não se vêm muitos com vontade de investir.

2 comentários:

  1. é mesmo retrógrado este marmelo...

    ResponderEliminar
  2. E é bem verdade, Kaos. Dinheiros usados e esbanjados dessa forma não constituem investimentos. O rapaz tem a trela curta, tem que latir no tom que os seus donos gostam.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo