quarta-feira, julho 04, 2012

Ainda matam o doente com a cura


O Serviço Nacional de Saúde (SNS) chegou ao final de Maio com um saldo negativo de 167,4 milhões de euros, quatro vezes superior ao registado no mesmo período de 2011. O Ministério da Saúde explica que houve uma quebra da receita cobrada que se ficou a dever, por um lado, ao decréscimo do próprio orçamento da saúde (-12,1%), mas também ao "desvio negativo de 168,5 milhões face ao valor esperado para o período em análise". De acordo com dados divulgados também na sexta-feira, registaram-se, em Abril, menos 330 mil atendimentos nas urgências dos centros de saúde e menos 219 mil nas hospitalares. Houve menos 341 mil idas ao médico de família, face a 2011, e menos sessões no hospital de dia. Por outro lado, houve mais consultas hospitalares e consultas médicas não presenciais nos centros de saúde.

Corta-se corta-se e no fim o salda negativo ainda aumenta. Na linha do Vitor Gaspar, que tanta austeridade atirou para cima da sociedade que acabou com as contas a derrapar por todos os lados, também a saúde não parece melhorar muito. Muita gente a não ter meios para ir ao médico ou fazer tratamentos mas também menos receitas para pagar as contas do SNS. Esta é a politica deste governo que de tanto tentar a cura ainda mata o doente.

9 comentários:

  1. Anónimo4/7/12 14:03

    Kaos, não dizes nada sobre o Relvas ? Ui..ui.ui.. Cheira-me a esturro, ai cheira cheira.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo4/7/12 14:14

    Vá lá, mais uma sobre o "cómico" relvas!
    Deve dar para fazer mais um bom post!
    Esta gente se não existisse, inventavam-na!
    O que mais preocupa é a falta de qualidade, actual e futura, destes "políticos" feitos à pressão que não conseguem vêr nada à frente dos narizes pinoquianos!..

    ResponderEliminar
  3. Anónimo4/7/12 14:20

    Cá para mim, falar-se do Relvas e sobre o Relvas, é dar-lhe a importância que ele não tem.

    A Imprensa que o colocou no governo a ele e ao PPC, irá ( já está) tratar-lhes da saúde...
    Afinal o outro tirou o curso num domingo a fazer inglês técnico, este faz um curso superior num único ano... é obra !

    ResponderEliminar
  4. Anónimo4/7/12 14:38

    A greve dos pilotos, que afectou até terça-feira pelo menos 14 mil passageiros, que cancelaram as reservas e a quem a TAP teve de devolver 3,5 milhões de euros.

    O país é rico e a TAP não precisa dos passageiros para nada!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo4/7/12 14:45

    http://www.youtube.com/watch?v=VFJsicKGho0

    A não perder !

    ResponderEliminar
  6. Anónimo4/7/12 16:43

    3,5 milhões?
    Isso é que era bom, desde o anúncio do pré-aviso de greve, em 21 de Junho, e até hoje, estes senhores pilotos da TAP já provocaram prejuízos directos de 9,7 milhões de euros e 46.230 cancelamentos de reservas. Agora cancelam a greve e assobiam para o lado! FDP

    VERGONHA!

    ResponderEliminar
  7. Anónimo4/7/12 18:26

    Vergonha sao os 9 000 milhões roubados pela 'entourage' do cavaco,do assassino de velhinhas e recetor de luvas aquando do 'negócio' dos submarinos.Vergonha é ver este gajo pertencente a uma organização 'secreta' da opus gay,oops! dei,desbaratar o SNS com o 'sucesso' do quadruplo do déficit do dito organismo.O jimbras é mesmo competente a foder o erário público!!!!

    ResponderEliminar
  8. Não sei onde é que estes (des)governantes aprenderam gestão
    mas está à vista de qualquer débil mental que estas políticas não irão dar em nada de bom. Gente que sempre viveu à sombra do compadrio e da cunha, arautos da insensibilidade social, não conseguiram ainda construir nada, só venderam o que tínhamos, tudo devoram e nada lhes chega. Pudera, foram educados assim........

    ResponderEliminar
  9. Anónimo5/7/12 10:56

    Acho que aprenderam com os impérios comunistas da ex-URSS;China;Coreia;Cuba;Angola....

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo