sábado, agosto 25, 2012

Está na hora de ser lobo


Todos os dias, quer seja nos blogues, nas redes sociais ou nos cafés, transportes, um pouco por todo o lado se ouve a indignação contra a roubalheira e o compadrio que este governo representa e contra estas politicas que conduzem o país à miséria e os portugueses ao desespero da precariedade no trabalho,  no desemprego e na vida. Todos dizem que isto assim não vai lá e que é necessário correr esta escumalha toda a pontapé (os mais moderados). Todos dizem, mas todos olham para o lado à espera de ver quem o vai fazer, à espera de um qualquer Dom Sebastião ou talvez de um milagre. O vizinho do lado também está a olhar para o lado, o Dom Sebastião há muito que é poeira nos desertos bem a sul do Rio Tejo e o melhor mesmo é deixarmos os milagres para Fátima. A solução não passa por olhar para o lado mas olhar em frente e assumirmos cada um de nós os nossos destinos nas nossas mãos.
Quando vou a uma manifestação contra o desemprego e a precariedade e estão lá três mil pessoas como é possível mudar seja lá o que for? Quando vou a reuniões de indignados e somos vinte ou trinta pessoas a discutir alternativas que deveriam ser debatidas e decididas por todos como podemos apresentar soluções?
Só, como agora está na moda dizer, saindo do nosso espaço de conforto e participando activamente na busca das alternativas e na ocupação das ruas exigindo a mudança poderemos ser donos do nosso futuro. Há reuniões de indignados um pouco por todo o lado, (onde não houver criem-nas), há um movimento global que há mais de um ano tenta incorporar essa necessidade de mudança e dar-lhe corpo. O que faz falta é que todos assumamos a nossa responsabilidade na sua forma e no seu conteúdo. Vamos todos juntar-nos e fazer a diferença. Vamos ocupar os parques, as ruas e exigirmos um mundo melhor, mais justo, mais solidário e não um em que uns que podem querem e mandam têm tudo e outros quase nada.
Não olhes mais para o lado, olha em frente e faz a diferença. Afinal está tudo nas tuas mãos.

18 comentários:

  1. num país onde votam sempre nos que lá estão a fazer merda e outros votam em branco ou se abstêm que vai dar no mesmo isto assim não vai mesmo a lado nenhum exceptuando a engorda dos mesmos pançudos de sempre. tropa e gnr e psp dizem mal mas batem-lhes sempre a pala podiam começar por aí tropa para a rua já que as g3 não servem para canteiros de cravos

    ResponderEliminar
  2. Anónimo
    O problema não está só no voto é mais o sistema que não permite um controlo das decisões do poder pelos cidadãos. Basta ver que até na decisão só podemos votar em partidos que se alojaram no poder e tudo controlam. Uma nova democracia é essencial

    ResponderEliminar
  3. pois a seguir ao 25 formaram-se mais alguns partidos pena é em vez de lutarem para o bem comum da nação lutam é para o bem recheado da conta bancária funcionário do estado e de um governo é para servir a nação e não para se servir dela

    ResponderEliminar
  4. vá vamos criar brigadas revolucionárias
    o povo ao poder, vamos vestir todos o fato de macaco

    ResponderEliminar
  5. Ontem já era tarde, meu caro. Parabéns pela imagem! ;-)

    http://pintormor946.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Alguem aqui quer formar um grupo de limpesa final.
    Limpar o sebo á seis que cá conheço:

    CAVACO SILVA
    DIAS LOUREIRO
    ANTONIO BORGES
    JOSE SOCRATES
    MARIO SOARES
    ALMEIDA SANTOS

    Bastava estes, que o restante puha o rabo entre as pernas e mudavam de vida.

    Alguem quer me acompanhar ????
    Sozinho não consigo, tenho que ter 5 ajudantes.
    Aguardo candidaturas, aqui, depois falo como nos comunicar.

    ANONIMO POR NECESSIDADE

    ResponderEliminar
  7. Nos cafés e nas redes sociais e nos transportes todos se indignam contra o governo, mas se alguém disser que este ano não pagou irs, foi para o Algarve com uma baixa, ou está no desemprego mas faz umas massas com uns biscates, ninguém lhe vai ao focinho. Claro que estes se estivéssem no governo, tudo seria diferente....

    ResponderEliminar
  8. Nos cafés e nas redes sociais e nos transportes todos se indignam contra o governo, mas se alguém disser que este ano não pagou irs, foi para o Algarve com uma baixa, ou está no desemprego mas faz umas massas com uns biscates, ninguém lhe vai ao focinho. Claro que estes se estivéssem no governo, tudo seria diferente....

    ResponderEliminar
  9. é o governo mais filho da puta depois do 25...raça do catano !!

    ResponderEliminar
  10. "Brevemente nas ruas deste país"?!?!?

    Aaaaaaaaaaaaaaaaahahahahahah

    O melhor é esperares sentado!!!

    ResponderEliminar
  11. Boa! Concordo! Mas não pode ser à balda que nós não somos os espanhóis que têm o sangue na guelra. Alguém tem de tomar as rédeas da coisa. Mas temos muitos punhos de renda...

    ResponderEliminar
  12. Amílcar Alho25/8/12 22:50

    Uma vez li uma sobre uma teoria segundo a qual punha-se fluór na água da torneira para "acalmar" quem a bebesse, para assim ficarmos mais dóceis.

    Não sei se é o nosso caso mas uma coisa é certa: somos conotados como um povo de brandos costumes mas para mim não passamos de uma cambada de "cornos-mansos".

    Por isso havemos sempre de comer, calar e ainda ficar... de cócoras!

    Mééééééééééééé!

    ResponderEliminar
  13. Bem podes tentar que não consegues. O PC/CGTP, que tabem fazem parte do sistema, trata disso apenas pra garantir que não há manifestações inorganicas. Na verdade eles são 1 especie de valvula de escape dos descontentes mas estão em conluio pois fazem parte desta ditadura partidocratica

    ResponderEliminar
  14. Anónimo 25/8/12 19:36

    não é não espera pelo que vier a seguir é sempre a piorar...e deixa-me adivinhar a seguir é o PSD sem D

    ResponderEliminar
  15. "PSD sem D"!!!

    Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaahahahahahahah

    Essa foi muito boa!

    Disseste pouco mas disseste tudo!

    ResponderEliminar
  16. I Governo Constitucional (1976-1978) - Mário Soares - PS (D)
    II “ “ (1978) - Mário Soares - PS (D)
    III “ “ (1978) - Nobre da Costa - PS (D)
    IV “ “ (1978-1979) - Mota Pinto - PSD
    V “ “ (1979-1980) - Lurdes Pintasilgo - Independente mas do PS (D)
    VI “ “ (1980-1981) - Sá Carneiro - PSD
    VII “ “ (1981) - Pinto Balsemão - PSD
    VIII “ “ (1981-1983) - Pinto Balsemão - PSD
    IX “ “ (1983-1985) - Mário Soares - PS (D)
    X “ “ (1985-1987) - Cavaco Silva - PSD
    XI “ “ (1987-1991) - Cavaco Silva - PSD
    XII “ “ (1991-1995) - Cavaco Silva - PSD
    XIII “ “ (1995-1999) - António Guterres - PS (D)
    XIV “ “ (1999-2002) - António Guterres - PS (D)
    XV “ “ (2002-2004) - Durão Barroso - PSD
    XVI “ “ (2004-2005) - Santana Lopes - PSD
    XVII “ “ (2005-2009) - José Sócrates - PS (D)
    XVIII “ “ (2009-2011) - José Sócrates - PS (D)
    XIX “ “ (2011-presente) - Passos Coelho - PSD

    ResponderEliminar
  17. os biliões estão quase bem divididos 20 anos para o PS(D) e 18 anos para o PSD

    ResponderEliminar
  18. e quem planta as batatas para os que estao na rua comerem? estase mesmo a ver: os planta batatas vao ser roubados pelos anda na rua... nao faltam exemplos na historia do sec xx

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo