segunda-feira, agosto 27, 2012

Vai trabalhar...vagabundo


Os beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) serão obrigados a prestar trabalho social, até 15 horas semanais. Pedro Mota Soares, ministro da Solidariedade e Segurança Social, esclareceu que esta ocupação terá até 15 horas semanais, as quais serão distribuídas, no máximo, por três dias úteis, não podendo, ainda, ultrapassar as seis horas diárias. Farão parte deste trabalho social tarefas como a limpeza de espaços exteriores (por exemplo, jardins); a conservação e recuperação (com pequenas obras) de instituições sociais; a ajuda na realização de eventos culturais; o apoio às redes de bibliotecas, arquivos e museus municipais; entre outras. Tudo, enfim, o que se possa enquadrar no conceito de “actividade socialmente útil”.

Depois de descobrir que podia duplicar a capacidade dos lares de idosos se colocasse mais uma cama em cada quarto e a capacidade das creches se duplicasse o número de crianças por sala encontrou agora forma de arranjar mão de obra ainda mais barata. (15 horas semanais x 4 semanas = 60 horas para receberem 90 euros por mês ou seja 1,5 euros por hora). Por outro lado também gostava de saber qual é o conceito de "actividade socialmente útil", pois se fazer limpezas ou tratar de jardins públicos o é certamente, não duvido que ser professor, enfermeiro, médico, maquinista ou polícia também o são. Porque não substitui-los também por beneficiários do RSI?
Nada tenho que quem recebe o RSI tenha de cumprir requisitos para ter direito a ele. Formação profissional, obrigação de integrarem os filhos na sociedade, obrigação de aceitarem empregos quando surgissem e até pequenas colaborações pontuais em autarquias. Assim o que vão conseguir é substituir empregos por trabalho comunitário e, se esse trabalho faz falta então ofereçam um emprego aos beneficiários do RSI. Isso sim, seria reintegrá-los.

PS: Antes que apareçam por aqui os anónimos a dar exemplos de casos de abusos no RSI para contestarem a sua existência lembro que também há ministros que são doutores por equivalência e outros que adoram submarinos, banqueiros que roubam, autarcas que têm primos na Suíça e outros que fogem para o Brasil e empresários que fogem ao fisco e por isso ninguém sugere a sua extinção.

20 comentários:

  1. AGORA FUI APANHADO, JÁ NÃO ME VÃO PAGAR O DINHEIRO DOS COMBATENTES, É QUE A GUERRA VAI COMEÇAR
    SOU UM CHULO DA SOCIEDADE

    ResponderEliminar
  2. Qual dinheiro?
    100.00 euros anuais, por esmola?

    ResponderEliminar
  3. Eram 150.00 por ano ilíquidos, depois há o IRS que roubam nessa verba, e nem TODOS recebem, nunca percebi porquê, depois reduziram para 100.00 e vamos vêr até quando, já que os Ex-Combatentes são pedras nos sapatos desta gentinha de merda!
    Entretanto, "por coincidência", os BRUTOS NEGÓCIOS OU NÃO estão a ser feitos, principalmente com ANGOLA entendendo eu que estamos agora, nós e o País a ser COLONIZADOS por INTERESSES que desconhecemos e que só estes desgovernantes e o snr josé eduardo dos santos sabem!....
    E esta hem! (diria o saudoso Fernando Pessa!).

    ResponderEliminar
  4. Não há trabalho, mas, sempre se arranja algum para quem tem subsídio de indigente. Não vejo mal nenhum... Em vez de ficarem em casa a coçar a micose e a ver o Goucha na TV, pelo menos acrescentam algum contributo à sociedade, e sentir-se-ão mais uteis com certeza!
    Gostei em especial do post-scriptum ;-)

    ResponderEliminar
  5. se está de acordo com a finalidade, mas tem dúvidas sobre um conceito, não seria mais sensato primeiro esclarecer as dúvidas e - só - depois opinar?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo das 13:03
    Quais dúvidas? Só se forem se terão direito a férias, a faltas por doença, maternidade ou de funeral. Quanto ao resto é claro como água.

    ResponderEliminar
  7. Eu sou a favor do RSI. Sou é contra alguns dos critérios de atribuição. Para o Estado ser pobre é não ter rendimentos, sobretudo do trabalho. Está errado porque há quem tenha rendimentos e não os declare. A economia paralela já representa cerca de 25% do PIB. Também não me parece correcto que criminosos cadastrados, muitos deles até reincidentes, possam ter RSI. Numa Sociedade há Direitos mas também há Deveres. Ora quem não cumpre com as suas obrigações perante esta não deve ter todos os seus benefícios incluindo até o direito de votar. Para mim o RSI devia até ter prestações maiores mas só atribuídas a quem é efetivamente pobre e de forma temporária e acompanhada. Se a ideia é a (re)inserção dos beneficiários então aí devia haver um plano para esse efeito. As pessoas devem ser ajudadas (as que realmente assim o quiserem) seja na formação ou até na criação do seu próprio negócio, por exemplo, com linhas de microcrédito bonificadas, entre outros. Mas não basta o plano. Há que garantir a sua execução através de um acompanhamento rigoroso. Só que estas medidas garantem menos votos e o objetivo nunca foi esse. Para mim a verdadeira razão por detrás do RSI foi, é e será sempre um pretexto para angariar votos. Daí ele ser demasiado abrangente. Demagogia oblige!

    ResponderEliminar
  8. Qualidade de vida é receber 800 € mensais (ou mais) para não fazer
    nada.
    Qualidade de vida é levantar á hora que se quer porque os outros
    trabalham para ele.


    Qualidade de vida, é ter como única preocupação escolher a
    pastelaria onde vai tomar o pequeno-almoço e fumar as suas
    cigarradas, pagos com os impostos dos outros.


    Qualidade de vida é ter uma casa paga pelos impostos dos outros,
    cuja manutenção é paga pelos impostos dos outros, é não ter
    preocupações com o condomínio, com o IMI, com SPREAD´S, com
    taxas de juro, com declaração de IRS.


    Qualidade de vida é ter tempo para levar os filhos á escola, é ter
    tempo para ir buscar os filhos á escola, é poder (não significa
    querer) ter todo o tempo do mundo para acarinhar, apoiar, educar e
    estar na companhia dos seus filhos.


    Qualidade de vida é não correr o risco de chegar a casa irritado,
    porque o dia de trabalho não correu muito bem e por isso não ter a
    paciência necessária para apoiar os filhos nos trabalhos da escola.


    Qualidade de vida é não ter que pagar 250€ de mensalidade de
    infantário, porque mais uma vez é pago pelos impostos dos outros.


    Qualidade de vida, é ainda receber gratuitamente e pago com os
    impostos dos que trabalham o computador Magalhães que de
    seguida vai vender na feira de Custóias, é receber gratuitamente
    todo o material didáctico necessário para o ano escolar dos seus
    filhos, e ainda achar que é pouco.


    Qualidade de vida é ter as ditas instituições de solidariedade social,
    que se preocupam em angariar alimentos doados pelos que pagam
    impostos, para lhos levar a casa, porque, qualidade de vida é
    também nem se quer se dar ao trabalho de os ir buscar.


    Qualidade de vida é não ter preocupação nenhuma excepto, saber o
    dia em que chega o carteiro com o cheque do rendimento mínimo.


    Qualidade de vida é poder sentar no sofá sempre que lhe apetece e
    dizer “ TRABALHAI OTÁRIOS QUE EU PRECISO DE SER SUSTENTADO”.


    Qualidade de vida é não ter despesas quase nenhumas, e por isso
    ter mais dinheiro disponível durante o mês, do que os tais OTÀRIOS
    que trabalham para ele.


    Qualidade de vida é ainda ter tempo disponível para GAMAR uns
    auto-rádios, GAMAR uns carritos e ALIVIAR umas residências desses
    OTÀRIOS que estão ocupados a trabalhar OU ASSALTAR uma
    ourivesaria.


    Qualidade de vida é ter tudo isto, e ainda ter uma CAMBADA DE
    HIPÓCRITAS a defende-lo todos os dias nos tribunais, na televisão,
    nos jornais.


    Isto sim, isto é qualidade de vida.


    Ass: UM OTÁRIO

    ResponderEliminar
  9. OUTRO OTÁRIO ASSINA POR BAIXO!

    E ACRESCENTA QUE QUALIDADE DE VIDA É IR RECEBER O RSI DE CARRO DE TOPO DE GAMA AOS CTT E AINDA ACHAR QUE LHES DEVIAM PAGAR MAIS!

    ResponderEliminar
  10. Outro otário subscreve os otários das 21.30 e 21.31!
    Temos os chulos de topo e os outros de baixa gama(aqueles a que agora nos referimos)... 1+1=0 - fim da classe média!

    ResponderEliminar
  11. Só ressabiados. Acham mesmo que toda a gente recebe 800E de RSI. continuem a generalizar o que só revela o alto grau de ótarice com que se auto intitularam.

    ResponderEliminar
  12. Hoje mesmo vi recusar uma oferta de emprego a receber 500€ limpos mais 3% de comissão nas vendas.
    Argumento: Ganho o mesmo no Fundo de Desemprego e não tenho que me preocupar com nada!

    Assina: mais um otário

    ResponderEliminar
  13. Boa noite.
    Não pode mudar o cartaz? Mantinha-se o guarda mas os lá do fundo a trabalhar eram a chusma de políticos que nós temos. Fazia-lhes bem e ã a nós também que nos víamos sem eles.

    ResponderEliminar

  14. Em resposta e comentário aos ditos otários. Têm muita razão no que dizem mas também é verdade que nem todos procedem dessa maneira. Há muitos que vão levantar o RSI e vão envergonhados. Os malandros deviam ser vistos, denunciados e corridos do RSI para que os verdadeiros necessitados dele beneficiassem.

    ResponderEliminar
  15. otário de Loures30/8/12 10:06

    ...mais um otário

    e até há quem receba duas vezes pelo mesmo filho, uma em nome da mãe - que não sabe quem é o pai, outra o pai que não sabe quem é a mãe, ouvi ontem na tvi. E há os que até para além disto tudo os registam em Espanha e recebem também lá. Devem saber a casta de quem me refiro. anónimo das 21:31, é verdade eu já vi várias situações dessas, BMW à porta carregado de putos e eles ou elas a levantar o vele de 1.300 euros.
    e tem esta gente coragem de retirar o abono de família ao filho de um gajo que toda a vida descontou para o dar a esta gente que nunca pagou um tostão de impostos.

    ResponderEliminar
  16. ENTÂO KAOS... NÃO DIZES NADA? ESTES COMENTÁRIOS SÃO PARA IGNORAR? NÃO ACREDITAS NESTAS VERDADES QUE INSISTES EM IGNORAR? OLHA QUE ESTES CASOS NÃO SÃO EXCEPÇÕES... CADA VEZ SÃO MAIS REGRA!

    ResponderEliminar
  17. Se não disse nada é porque já esperava que fossem aparecer por aí e por isso o afirmei logo no post. Eu ainda sou dos que têm trabalho, pago os meus impostos e custa-me muito mais ver esse dinheiro ser gasto a pagar as mordomias de alguns que já andam de barriga cheia que saber que algum dele é usado individamente por alguém que não devia receber o RSI. Esses casos devem ser descobertos e resolvidos. Nãp percebo porque por haver aldrabões a receber o RSI se deve acabar com ele pois isso seria como proibir as pessoas de andar na rua só porque algumas são ladrões. O que me parece é que há muita gente que passa a vida a reclamar mas gosta de cuspir nos que estão piores do que eles. Eu não receio ser otário se isso puder fazer com que alguma gente mais pobre não tenha de morrer de fome. A solidariedade tem de ser para todos e não só a reclamarmos quando é para nós.

    ResponderEliminar
  18. Que desculpa patética! Se fosses coerente não serias tão corrosivo e tão bota abaixo. Pensa nisso!

    ResponderEliminar
  19. QUALIDADE DE VIDA É AINDA:
    http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/fabio-cigano-cacado

    como ele há-de haver muitos mais é ver os Mercedes e BMW que muitos usam e com vários nomes alguns recebem RSI em vários balcões

    assinado: outro otário !

    ResponderEliminar
  20. basta nascer na tenda e ir registá-lo em vários sítios do país ou melhor vai um da família (e não são poucos)de cada vez ao registo e faz mais um registo (CHIPS NOS CIGANOS JÁ!!!) se há uns 20 anos atrás utilizassem esta técnica hoje um lelo com 20 anos é só receber varios RSI ao fim do mês nem precisa de vender roupa contrafeita

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo