domingo, setembro 30, 2012

A mama não acaba


O Estado português concedeu em 2011 benefícios fiscais de quase mil milhões de euros a 40 empresas, segundo dados publicados pelo Ministério das Finanças.
No total, o Estado concedeu no ano passado benefícios fiscais em sede de IRC a perto de 11 mil empresas (10.834), num total de 1370 milhões de euros, o que representa quase um quinto do défice de 2011. Assim, 0,37% das empresas com benefícios fiscais arrecadaram 972,7 milhões de euros, o que corresponde a 71% do total concedido.
Na lista disponibilizada, destacam-se claramente duas empresas, a Livermore Lda e a Aljardi SGPS, com benefícios fiscais de respectivamente 217 milhões e 160 milhões de euros. Seguem-se a Itasant, a Broadshit Gibraltar e a Malpensa, com benefícios de respectivamente 78,3 milhões, 76,3 milhões e 48,4 milhões de euros. Estas cinco empresas recebiam estes benefícios por terem sede na Zona Franca da Madeira.
A Livermore é uma sociedade unipessoal com actividade na consultoria de serviços, segundo a informação dos directórios on-line de empresas, onde não se identifica o seu proprietário. A Aljardi é uma holding do Grupo Santander com actividade na finança e seguros.
A Itasant é uma gestora de participações sociais também unipessoal, enquanto a Malpensa e a Broadshit Gibraltar são ambas consultoras – a primeira de serviços e a segunda de projectos.
As primeiras 22 empresas da lista de beneficiários de IRC em 2011 têm na sua esmagadora maioria sede na Zona Franca da Madeira, com três excepções: PT Ventures (do grupo PT), Portucel e o Banco BPI, com benefícios de respectivamente 40,2 milhões, 27,7 milhões e 16,3 milhões. Algumas delas deixaram entretanto este centro de negócios.
Nos lugares seguintes surgem algumas grandes empresas nacionais: a Autoeuropa (23ª, com quase oito milhões), a PT (24ª, 7,9 milhões), ou Celbi (26ª, com 7,3 milhões). A Lactogal está em 33º (5,6 milhões) e o BCP em 38º (4,9 milhões).
Os 1370 milhões de euros atribuídos em benefícios fiscais às empresas representam 18,86% do défice de 7262 milhões de euros que o Estado teve no ano passado (4,2% do PIB, segundo foi comunicado a Bruxelas), conseguido apenas com recurso a uma medida extraordinária. [Publico]

Há mais algum comentário a fazer a esta noticia que a própria noticia? Chamar-lhes porcos, mamões, canalhas  alivia mas não resolve. Roubam-nos, tiram-nos tudo o que levamos anos a conquistar, saúde pública, educação, justiça, transportes, reformas, direitos laborais, e sei lá que mais, atiram centenas de milhares para o desemprego e milhões para a precariedade, pobreza e miséria. Aumentam brutalmente os impostos sobre quem trabalha e dão benesses a empresas que nada produzem a não ser especulação. Beneficia-se quem se esconde na zona Franca e a banca com grandes culpas na situação a que chegámos. Uma vergonha a que a indignação começa a ser pouco. Há alternativas e estes números mostram-nas bem. Rua com esta canalha toda já.

11 comentários:

  1. E onde param os 800 Milhões da Segurança Social?

    ResponderEliminar
  2. Agora já percebo as últimas declarações do Conselho de Ética para a Saúde, no que toca a "acabar" com doentes "caros", como os oncológicos e tantos outros, por falta de verbas. (Os abortos são "baratinhos"?:)

    ResponderEliminar
  3. estes filhos da puta teem q passar no crivo das barbas.
    broadshit-merda da grossa,faz lembrar aquele militante do cds:já cinto leite cá pêlo rego,a ordinarice duma elite podre.fusilai-os!

    ResponderEliminar
  4. Já só há uma saída:

    REVOLUÇÃO!!

    ResponderEliminar
  5. Eutanásia já!!!

    ResponderEliminar
  6. que porca do caralho, dass...

    ResponderEliminar
  7. LET'S KILL THEM ALL!!!
    NO MERCY! NO REGRETS!

    ResponderEliminar
  8. Isto só lá vai com alguns tiros nos cornos!
    Filhos da puta, bandalheira de merda!

    ResponderEliminar
  9. - no norte fica um heli do inem em vila real e no sul será em boliqueime ???
    - serviço publico é a rtp1, com o dinheiro dos outros, financiar uma voltinha de uns retornas, pobretes, de jeep a angola para reviverem o passado, será que os angolanos vão comprar a rtp1??? cornos (marfim) para a família soares diamantes para a família p.coelho???
    - mais conversa para boi dormir (Borges veio outra vez á tv (o pai da criança - TSU) continua a novela.
    No dia em que os jornalistas desligarem as câmaras quando gente desta e pessoal do governo começarem a falar isto começa a dar a volta pois acaba o vedetismo mediatico governamental afinal só lá estão mesmo para o visual pois para servir só se for mesmo os amigos e familia e os proprios bolsos

    ResponderEliminar
  10. Temos que boicotar esta merda toda;Estes grandes e ricos, todos,os porcos que nos andam e andarem a foder ´ha seculos e seculos,deixar de por dinheiro nos bancos,não ir ao futebol, não dar dinheiro á igreja,não fazer compras nos belmiros e alexandres,fugir o + possivel ao impostos,incendiar e pilhar casas,lojas,agencias,carros etc etc...só assim é que eles nos largam e bazam daqui para fora.Apela-se daqui ao otelo e sua sgentes que nos ajudem!!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo das 18:50,

    O Otelo é demasiado velho, ingénuo e brando para aquilo que tem de ser feito.

    Porque o que tem de ser feito é de uma escala tal, que ultrapassa alguns scripts de filmes apocalípticos feitos em Hollywood.

    Mas tem de ser feito – custe o que custar!

    O país que fizer a purga primeiro vai servir de inspiração para muitos outros países se libertarem do jugo de uma enorme casta de criminosos desumanos e sem escrúpulos que se encontram infiltrados nas mais variadas organizações da sociedade, embora se encontrem em maior concentração em sectores específicos - sector financeiro; política - todas as instituições que supostamente representam o estado (até à escala da junta de freguesia) - em todas as magistraturas; assessorias; alguns escritórios de advogados; antigas empresas do sector empresarial do estado; empresas que se dedicam a actividades aparentemente benignas, mas cujos "negócios" são demasiado nefastos para a sociedade, etc..
    Enfim, estão por todo o lado!
    São como vampiros que se alimentam do sangue, suor e lagrimas de um Povo. O Povo afasta-os por breves momentos, mas eles voltam sempre e sempre de novas formas!
    No fundo funcionam como os Vírus.
    São os Vampiros Vírus!!!
    São mestres do disfarce, mentem descaradamente, dizem as mesmas coisas por outras palavras, voltam a enganar o Povo ingénuo.
    E eis a Grande Praga de volta. De novo a sugar, a sugar, a sugar as suas vítimas de sempre!
    Não abdicam dos seus insustentáveis luxos, do seu elevado e injustificado nível de vida, não se privam de nada! E despudoradamente, estão sempre prontos a apontar o dedo acusador às suas vítimas!

    Depois dos Vampiros Vírus serem erradicados, o Mundo não voltará a ser o mesmo - tal como após a era dos Descobrimentos.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo