quinta-feira, setembro 27, 2012

Mentiroso e Burro


«
A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) acusou  o Ministério da Educação de gastar 61 mil euros, por ajuste directo, num parecer jurídico para justificar por que não paga compensações por caducidade de contrato aos docentes.   
Em comunicado, a Fenprof divulgou a folha de rosto do parecer que a tutela solicitou em Março à empresa Sérvulo & Associados e pelo qual pagou 61 mil euros, por ajuste directo, e que o ministro Nuno Crato afirmou desconhecer numa reunião mantida com aquela organização sindical, na sexta-feira passada.
   
O ministro terá mesmo dito à delegação da Fenprof que, se a organização conhecesse tal parecer, devia mostrá-lo ao Ministério, argumentando que a tutela tem os seus próprios serviços jurídicos e não precisa de recorrer a pareceres externos.
   
A Fenprof acrescenta um ofício, assinado por Nuno Crato, enviado também em Abril ao provedor de Justiça, em que o ministro afirma que, face à recomendação do provedor no sentido de serem pagas as compensações por caducidade de contratos aos professores, pediu "um parecer jurídico a uma conceituada sociedade de advogados sobre o regime aplicável à cessação, por caducidade, de contratos a termo em funções públicas".
» [CM]

Este governo é incompetente em tudo. Nem a mentir é bom. Bem, há uma coisa em que é especialista, em dar negócios a amigos com o dinheiro que nos rouba.
Paga aos amigos para não pagar a quem tem direito. Esta corja tem mesmo de ser corrida.

7 comentários:

  1. E além de cultivar a mentira e a barbárie é também cínico!
    ontem , perante um poema sobre o desespero docente declamado por uma professora, declarou que a profissão de professor é a "mais linda do mundo"!
    Deve ser por isso que está a mandar tanto professor para o desemprego e a continuar a torturar os restantes! :(
    Abraço, Kaos.

    ResponderEliminar
  2. De qualquer maneira...Os fins,justificam os meios.
    E,amor com amor ,se paga.

    ResponderEliminar
  3. Esta até me deixa estonteada.

    ResponderEliminar
  4. nos 'pareceres' há muito gajo a mamar dinheiro há pareceres para tudo e para nada TODOS BEM PAGOS CLARO!!!

    ResponderEliminar
  5. CRATINHO SE FOSSE COMO TU
    CORTAVA O NARIZ
    E ENFIAVA-O NO CU
    COMO NÃO SOU
    ENFIA-O TU !!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  6. O escritório de advogados Servulo e Associados é um dos responsáveis pelo roubo das PPPs. Além disso, agora também estão a roubar em Angola. Do site

    http://www.servulo.com/equ_detail.php?zID=12&aID=2330

    "Teve lugar, no último dia 14 de Maio (de 2009) no auditório da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto [...], uma conferência sobre os “Principais desafios jurídicos e financeiros em matéria de realização de infra-estruturas públicas em Angola”, na qual interveio, entre outros oradores, o sócio da Sérvulo & Associados Lino Torgal. A intervenção de Lino Torgal recaiu sobre os aspectos jurídicos fundamentais das PPPs, tendo sido posteriormente debatidos com a audiência problemas diversos colocados pelos vários modelos possíveis para a implementação e desenvolvimento de PPP relativas a infra-estruturas em Angola."

    ResponderEliminar
  7. Do site "http://www.servulo.com/soc_premios_detail.php?aID=2368"


    Project Finance

    “Sérvulo & Associados was traditionally known as an administrative law boutique - and one of the best. But the firm has since diversified and is becoming increasingly commercial, though its public law expertise has served it well since the government's push in PPP initiatives. Sérvulo is clearly a major player in all that concerns administrative and public procurement. And when the government moved into PPP, the firm moved with them," says one competitor. "We don't see them acting for private entities though."
    In February 2009 the firm, led by Paulo Câmara, advised the government on international tendering for a sub-concession contract for the Baixo Alentejo highway.”

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo