domingo, setembro 23, 2012

O Estado da Nação


Neste país à  beira-mar plantado, com um Primeiro-ministro Pinóquio, um governo de coligação em que há mais oposição interna nos partidos que a constituem que nos outros partidos do parlamento que pouco mais sabem fazer que atirar-lhe com a Constituição. Se nada fizermos estamos tramados.

12 comentários:

  1. E o que é querias que o be e o pcp fizessem com o tempo de antena que teem?que lhes atirassem tomates e petardos?Penso que devemos ser justos.Além do mais qual é a alternativa?Não haver partidos?a anarquia?Qual é a tua proposta?Que não está bem já sabemos, mas qual é a tua proposta?

    ResponderEliminar
  2. A proposta até é simples...
    Basta copiar o que se fez na Islândia e começar a fazer o que fez o Presidente francês !!

    Mas aí, vocês (direitolos) não querem tocar.
    1º - Não chegam 80 deputados? Para os trabalhos do parlamento há funcionários...
    Quantos motoristas tem o idiota ? Quantos assessores entraram a ganhar 3 000 Euros e são uma cambada de chavalos ?
    Já vês... e não falo das PPP, e fundações... porra pá , porque só fazes perguntas de merda ?

    ResponderEliminar
  3. A solução passa por uma grande alteração no sistema quer na forma de escolher deputados, na forma de possibilitar mais participação dos cidadãos, na responsabilização dos políticos e dos corruptos, na apresentação de propostas que não sejam banalidades genéricas, na criação de uma nova consciência cívica, etc, etc. Discursos de oposição vazios sempre iguais só em busca de ganhar mais um ou dois deputados ficando tudo na mesma já cansa.

    ResponderEliminar
  4. Como resposta mando-te este artigo do pravda, e a quem mais o quiser ler.

    http://port.pravda.ru/cplp/portugal/11-09-2012/33697-portugal_sacrificios-0/

    ResponderEliminar
  5. Ó anónimo das 11:51, e porque é que não vais comer merda á colherada?Se calhar leste essas soluções todas numa revista tipo "o sábado"mas na realidade nada tens de real nessa cabecita cheia de vento, e de merda.Escuso-me a falar ou trocar ideias a gente como tu,pois é graças a abortos como tu, que chegámos ao que chegamos.E sabes porquê?por causa da tua indiferença perante a realidade.Fazes fantasias nessa micro-mente em que tudo gira á volta do modelo que lêse ouves nas noticias, mas na realidade és daqueles que que ainda teem ordenados acima dos 1000 euros e que anda aqui a ver se a coisa não piora para o teu lado.Sim faço perguntas,porque quero respostas e não balões de ar lançados ao vento.Vai mas é cheirar a cloaca ao passos pah!!

    ResponderEliminar
  6. Kaos, na verdade o que defendo(e sim sou comuna) é a democracia participativa , e não a representativa,por isso escusas de ir buscar conversa da treta para convenceres otários.eu sei oq ue quero e o que procuro.e tu?

    ResponderEliminar
  7. OOOOOOOO das 16.30

    És uma besta e não dás por isso.
    Agora, em vez de fazeres perguntas, fazes afirmações de merda, mas eu já sabia, que este país está forrado de imbecis e a começar por ti próprio.
    Por isso, vai lá assessorar o estarolas ou o gajo do "pintelhos"
    e arranja outro imbecil como tu que te ature.

    ResponderEliminar
  8. Ninguém pode voltar no tempo e fazer um novo começo.
    Mas podemos começar agora e fazer um novo fim!

    Bob Marley

    ResponderEliminar
  9. Anónimo das 16:20
    Já tinha lido essa reportagem e parece-me evidente que há muitos que sabem que este caminho que seguimos só pode levar à tragédia. Que o Passos é um menino que não sabe o que faz já o digo aqui há muito tempo assim como que o Gaspar o que gostava era poder transformar-se num novo Salazar.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo das 16:34
    Podes ser aquilo que desejares que isso a mim não me impressiona nada. Eu defendo uma democracia directa mas sei dos condicionalismos que existem para a sua aplicação. Assim sendo parece-me que a democracia participativa seria uma solução possível para já faltando para isso criar a forma de o fazer. Não creio que seja o PCP um bom exemplo dessa democracia participativa mas quem sou eu para o dizer. Afinal não passo de um parvo que quer convencer otários. A questão é que eu não quero convencer ninguém de nada, espero que cada um se convença a si próprio e fico feliz de saber que tu sabes muito bem o que queres. És certamente um homem realizado e feliz

    ResponderEliminar
  11. bem, continuamos no mesmo.Se defendes alternativas, o que é que propões?Não me digas que é neto ou filho de um comuna,que ficou desiludido com o andar da carruagem?Propostas.o importante são propostas.

    ResponderEliminar
  12. O país precisa urgentemente de receita no valor de 4 mil milhoes de euros, caso contrário terá que pedir mais dinheiro emprestado e consequentemente aumentar a divida.

    Solicito a todos os "idiotas" que navegam neste blogue, soluções fundamentadas para a realização dessa verba.

    IDEOLOGIA = CONVERSA DA TRETA

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo