sexta-feira, setembro 21, 2012

Parvos ou hipócritas? Ou as duas coisas?


As manifestações de Sábado em Portugal foram, para o ministro de Finanças Vítor Gaspar, "manifestações de força de carácter" e "não de ruptura". Vitor Gaspar descreveu esse sobressalto cívico de Sábado, sem mudar o seu habitual tom. "As manifestações foram muito grandes, com muita gente de diferentes origens sociais e sensibilidade políticas que quis que a sua voz fosse ouvida. Houve muita contenção e dignidade e tínhamos a certeza de que não haveria incidentes", disse o ministro português ao lado do ministro alemão Wolfgang Schäuble. Numa resposta a um jornalista alemão, Gaspar defendeu que o slogan da manifestação em que o povo se diz querer ver livre da ‘troika', afirmando que "a única hipótese [de se ver livre da ‘troika'] é concluir com sucesso o processo de ajustamento, para não ser necessário mais tempo".
Já Wolfgang Schäuble destacou as qualidades de Vítor Gaspar enquanto governante, a quem disse ser «o homem certo no lugar certo e no momento certo», além de mostrar «respeito» pelos sacrifícios a que os portugueses estão sujeitos.

Este Vitor é um cómico. Só assim se justifica ter ido dizer para a Alemanha que manifestações que tinham como lema "Que se lixe a Troika" foram um pedido para continuar com a cumprir o memorando para assim ele terminar o mais cedo possível. Claro que um milhão de pessoas a manifestarem-se mandando a troika lixar-se não é desejar a ruptura. Chamamos-lhe gatuno porque temos um enorme carácter mas não queremos que ele se vá embora. Tudo isto porque quem se manifestou foram cidadãos com muita contenção e dignidade e por ele tinha a certeza que não haveria incidentes. Que fomos contidos mesmo não tendo este governo o mínimo de contenção nos roubos que nos tem feito, é verdade, que apresentámos a dignidade que a cambada que nos governa nunca apresentou também é verdade. Também é verdade que não houve incidentes porque os portugueses estavam a mostrar um cartão vermelho a estes pulhas acreditando que eles perceberiam que estava na hora de saírem. Afinal parece que não perceberam e por isso talvez seja necessário explicar-lhes melhor. Ou vão a bem ou vão a mal. Já não os queremos aí, já basta.

Mesmo perante toda esta enxurrada de aldrabices o Ministro do país dos Nazis não se desmanchou e mostrou todo o seu amor pelo nosso Vitinho. "O homem certo, no lugar certo na hora certa". Só se estava a falar dos interesses da Alemanha porque para os portugueses ele já é passado. Se gosta tanto dele, leve-o para Berlim e faça dele seu adjunto. Pelo menos ficava a merda toda metida no mesmo saco.


8 comentários:

  1. 1- As scuts vão deixar de ter isenções, 'é uma norma europeia' eles até ficaram chateados que não queriam fazer isso...

    MUITO ME RI HOJE A VER ESSA NOTÍCIA (A PARTE DE NÃO QUEREREM FAZER ISSO)

    SÃO MUITO MORALISTAS QUANDO SE TRATA DE NORMAS DA ADOLFA.

    2- A PROPÓSITO A MINISTRA DA JUSTIÇA TEM UM NOME ALEMÃO NO MEIO DO NOME DELA.NÃO SEI SE QUER DIZER ALGUMA COISA...

    3- O inseguro já hoje deve ter esfregado as mãos de contente mas afinal passos vs portas ('são todos bons rapazes') era só novela antes da casa de putas com segredos.


    OH QUE CARALHO MAS O POVO NÃO VÊ ESTAS MERDAS???

    POIS PERDE-SE A OLHAR PARA PUTAS E PANASCAS MULTIDÃO FERVILHANTE QUE GRAÇAS NAS TV'S

    ResponderEliminar
  2. ´Têm mesmo cá uma Lata!!!
    Não entenderam o recado do povo no dia 15 e ainda se armam a falar em nome dele, traduzindo como lhes apetece os seus slogans! :((
    Éstas encenações desta semana, com o chamar de "crise" à dissonância da coligação em vez de ser à dissonância entre o governo e os governados. Cambada de ignorantes fechados numa redoma!
    Não entenderam NADA e andam a simular intrigas palacianas, num teatro autêntico!
    Vejamos como decorre o "segundo Acto" amanhã, com o CEstado a continuar a pantominice...
    Não podemos deixar que saiam com as mesmas medidas maquilhadas!
    Abraço, Kaos
    Amanhã veremos...

    ResponderEliminar
  3. O homem é completamente doido. Ou, então, está descompensado na medicação.

    ResponderEliminar
  4. E toda a gente pode ouvir, da boca do alemão, que Vítor Gaspar é o Conde Andeiro do actual governo alemão. Isso faz de Passos Coelho a Leonor Teles...

    Tudo o resto foram mais que tretas, foram mentiras de uma incoerência assombrosa, para enganar o povo alemão. Porque precisam de mentir tanto aos alemães?

    A experiência, que eles queriam aplicar no seu próprio solo -- onde há muito mais para roubar que em Portugal -- FALHOU. O capitalismo ocidental é, hoje, quase só FINANÇA e IMAGEM. Produz poucos bens reais, e essa realidade impõe-se por si. Para manterem os seus privilégios por mais algum tempo -- e dado a actual fraqueza do Ocidente -- os capitalistas ocidentais têm agora que saquear o seu próprio povo para se manterem o seu poder, tanto em casa como no mundo. É só isso...

    Ora, o espectacular falhanço desta "experiência" coloca-lhes na mesa, antes de tudo o mais, um paradoxo político...

    ResponderEliminar
  5. Vítor Gaspar: colocado em Lisboa pelo governo alemão para governar Portugal.

    Passos Coelho: o primeiro-ministro que seduziu e mentiu ao povo português, depois traiu os portugueses para se amantizar com a troika. Incapaz de governar pela sua própria cabeça, Passos Coelho recebe as ordens do dia de Vítor Gaspar.

    Conde Andeiro: colocado em Lisboa pelo rei de Castela para governar Portugal.

    Leonor Teles: a regente do reino de Portugal, mulher que seduziu o soberano de Portugal, D. Fernando, e que depois traiu Portugal, amantizando-se com o Conde Andeiro. Incapaz de governar pela sua prórpia cabeça, Leonor Teles recebia as ordens do dia do Conde Andeiro.

    ResponderEliminar

  6. O traidor pró-alemão foi logo a correr à alemanha dizer que havia distúrbios no campo de concentração portugal xxi...

    Traidores, covardes, corruptos...
    Eis em que se transformam quando chegam ao Poder....

    ResponderEliminar
  7. Brilhante.

    Como dizia alguém : Se os filhos da puta voassem não sevia o sol...

    ResponderEliminar
  8. A Mim Me Parece22/9/12 00:23

    Ó joaopft, em vez de dizeres disparates vai rever a História! Ou, melhor dizendo, lê-a, estuda-a.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo