domingo, setembro 16, 2012

Porco capitalista


"Como noutros países acontece, o que importa é que haja um Governo e uma maioria parlamentar que executem os programas e as medidas, e o ajustamento continue a ser feito", afirmou Vítor Constâncio. "É claro que um maior consenso ajuda ao processo, mas o que é importante é que o processo prossiga", acrescentou.

Este incompetente que deixou que muito banqueiro roubasse milhares de milhões aos portugueses concorda com o "custe o que custar". Mas é um custe o que custar a todos nós a não aos senhores do grande capital. Não lhe interessa que haja consenso, que isso lixe todo um povo que isso lixe o pais porque o importante é que o processo continue. Um monte de estrume que não merece qualquer respeito. O perfeito exemplar daquilo a que o povo chama de um Porco Capitalista.

11 comentários:

  1. Atenção,que este fino jimbras pertence a um organismo com muita re puta ção.Como veem,o BCE tem gente desta q conhecemos, quefarão os outros(estrangeiros e,tão update,in).Foda-se,é um ninho de Incompetentes,de ladrões.A Europa estás tomada pelos Filhos da Puta dos colaboradores das empresas!!!Fora,com esta gente.

    ResponderEliminar
  2. Eles não querem resolver os problemas nem a situação(que era muito fácil de fazê-lo)...Eles tem um programa,uma agenda!...querem-nos escravizar!
    Não podemos permitir isso!!Ou eles ou nós!Não há alternativa!

    ResponderEliminar
  3. Sem dúvida, Kaos!
    Um incompetente cúmplice dos ladrões!
    Por causa de tipos como este, o país e a Europa chegou ao triste estado em que está.
    Para este "copinho de leite", a democracia é uma simulação, uma fantochada onde interessam é esssas falsa "maiorias" não mão para votar de cruz todas as medidas vindas de facto de lugares e poderes esconsos!
    RUA com todos eles!
    Mas aposto que vão andar a empaliar o mais que podem, atirando até o conselho de estado para o fim da semana, tão "urgente"... para gozar ainda mais com o povo.
    Não lhes podemos dar tréguas até que sejam todos ou corridos ou obrigados a terem políticas decentes e justas. Manifs todas as semanas ao ao fim da tarde ou hora de almoço como fizeram na islândia, com bater dos tachos a moerem-lhes o juízo é que os desgastariam , não deixando cair no esquecimento mais esta válvula de descontamento popular do dia de ontem!
    bjs

    ResponderEliminar
  4. Ele não é incompetente,pelo contrário, foi bastante compete ao serviço do capital.Cumpriu bem as susas orientações,olhar para o lado sempre que convinha, deixar os banqueiros endividarem o país com a conivência dos governates.Cumpriu tão bem o seu papel que agora está a ter a sua recompensa choruda.

    ResponderEliminar
  5. Diz Rui Mateus (pessoa insuspeita
    de ser um perigoso "comunista" ou "esquerdista") que Jorge
    Constâncio só chegou a Ministro das Finanças, no 2º Governo Constitucional, "sobretudo devido ao embevecimento com que Soares tratava algumas dessas pessoas" que "demonstrava
    a sua própria ignorância em relação às áreas que ele não dominava". Soares fazia "frequentes elogios a Vítor Constâncio" que vinham "de um homem que admitia que «na economia era um zero»" e que "feririam o orgulho de Salgado Zenha que tinha
    sido ele próprio ministro das Finanças. [Zenha,] no seu antiquado conceito de que o PS não era um trampolim, achava que não bastava ser-se recém-licenciado e declarar simpatia pelo PS para se ser promovido. Para se chegar a um lugar no governo seria necessário fazer tarimba primeiro e mostrar obra, segundo os métodos de promoção política que então
    eram apontados a Helmut Schmidt, de quem Zenha era amigo e admirador. Só que, embora impedindo a nomeação de Constâncio para o I Governo, a chamada tarimba
    seria curta e Constâncio acabaria por ser designado um ano e pouco depois, no II Governo" para substituir o fracassado Medina Carreira na pasta das Finanças.

    Direi eu agora que depois de ser submetido à tal "tarimba", Vítor Constâncio não melhorou em nada. Ou melhor, melhorou apenas a sua habilidade para saber agradar aos poderosos e aos donos do dinheiro, com evidentes benefícios para a carreira -- a sua e a dos seus familiares.

    ResponderEliminar
  6. Filho da P***!!! Um morteiro pelo ** acima e ainda era pouco!

    ResponderEliminar
  7. Estes criminosos espalham o terror e provocam os seus mini-holocaustos particulares - vide aumento da taxa de suicídios, prostituição, subnutrição, etc, em países "intervencionados".

    Em vez de genocídios em câmaras de gás provocam genocídios em "câmara lenta” a povos inteiros. E eles e os que lhes dão ordens simplesmente não vão parar. Não vão parar porque são viciados. Viciados em dinheiro – o vil metal, poder, altos cargos, luxos, etc, não olhando a meios para atingir os seus criminosos fins. De uma forma sistemática e pragmática funcionam como um vírus, sendo todos os outros os seus hospedeiros.

    E tudo isto apesar de nunca na história da humanidade se ter produzido tanta riqueza como agora. Mas também nunca essa riqueza foi tão mal distribuída.

    SÓ existe UMA forma de os deter. Através do medo!

    Na Europa, tal como cá, esse medo só pode ser desencadeado através de uma eliminação cirurgicamente planeada de alguns destes vermes. Depois de terem “objectos metálicos e pontiagudos” de 9 mm alojados no interior do cérebro, com certeza que os restantes se sentirão compelidos a refrear e finalmente a parar a sangria que estão a provocar nos povos que controlam. Isto terá que ser feito custe o que custar!

    Se assim não for, estes criminosos vão continuar a dominar os partidos, a comunicação social, as diversas vertentes das sociedades de que se alimentam e a impor uma falsa democracia sem qualquer alternativa real. Vão fazer promessas, vão mentir, ludibriar, chamar nomes diferentes às mesmas coisas para enganar os ingénuos e incautos (que infelizmente são a maioria) e tudo continuará na mesma. Vão insistir na velha conversa da “alternância democrática”, do “estado de (suposto) direito”, que “em (suposta) democracia há que respeitar a decisão do povo”, que o “povo é soberano” – esta só dá para rir - etc., etc.

    Mais, podem ser feitas as manifestações que se quiserem, pequenas, grandes, pacíficas, violentas, que pouco ou nada mudará. Basta olhar para a Grécia…

    ResponderEliminar
  8. Este V. Constâncio é um porco filho-da-puta! Este gajo era daqueles que era bem abatido! Canalha traidor e incompetente!!!

    ResponderEliminar
  9. "É claro que um maior consenso ajuda ao processo, mas o que é importante é que o processo prossiga"

    mas qual processo qual quê... e o que é preciso é rebentar-lhes as sedes ou as filiais, ou outra merda qualquer...

    isto só lá vai de forma radical. Com paninhos quentes, nem daqui a 100 anos... eles sabem-na toda.

    ResponderEliminar
  10. Caro anónimo das 00:01, rebentar-lhes as sedes ou as filiais não adiantará muito – além de poder prejudicar inocentes.
    Rebentar-lhes os cérebros, isso sim, irá funcionar.
    É que os edifícios destruídos reconstroem-se depressa e em breve estarão novamente funcionais.
    Quanto à massa encefálica destes criminosos espalhada no chão ou numa parede, aí a coisa muda de figura – torna-se irreversível, acrescentando um efeito profiláctico e preventivo, que fará pensar 2, 3, 1000 vezes eventuais aspirantes aos lugares deixados vagos por estes dejectos da sociedade.

    ResponderEliminar
  11. Ó Graça Sampaio não tenha receio de puxar o touro pelos cornos!
    Filho da puta... um morteiro pelo cu acima... e mais o que queira dizer!
    Pelo menos desabafa! Aqui ninguém leva a mal!...Só os da "quadrilha"!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo