quinta-feira, outubro 04, 2012

A nulidade de Boliqueime


Portugal já chegou a uma situação em que não podemos tolerar mais a escumalha que assaltou o poder. Vivemos numa democracia que tem os seus mecanismos constitucionais as ferramentas para resolver o problema; demitir este governo. O pior é que o personagem que tem nas suas mãos poder fazê-lo é a Múmia de Boliqueime que ocupa Belém e que já mostrou nem ser capaz de defender a Constituição quanto mais assumir uma responsabilidade. O homem já está na reforma, já deve sentir-se bem é sentado no sofá, de chinelos a ver umas novelas para não ter de ouvir a Maria enquanto faz tempo para mais uma viagem que lhe possibilite não ter de falar da situação de Portugal. O personagem é uma nulidade completa num momento em que o país necessitava de um homem corajoso que colocasse os interesses dos portugueses acima dos seus. Infelizmente não existe outra forma constitucional de correr com a escumalha, mas se vivemos numa democracia a vontade do povo tem sempre de prevalecer sobre tudo e todos. Se o Cavaco não o faz pois que o façamos nós, ocupemos as ruas, não um milhão como no dia 15 de Setembro mas dois, três, quatro, os que forem necessários para eles compreenderem que já são cadáveres políticos. Vamos para as ruas e vamos ficar lá o tempo que for necessário até eles sairem a bem ou a mal.

14 comentários:

  1. Não podemos perder mais tempo...
    Tem de se organizar urgentemente uma manifestaçao em frente da Assembleia da República...Prontos para o que der e vier e isto antes do orçamento de estado ser aprovado!

    ResponderEliminar
  2. Dia 13 há um concerto dos artistas na Praça de Espanha para protestar e depois podemos ir para S. Bento e ficar lá até dia 15 o dia da entrega do orçamento

    ResponderEliminar
  3. Ele é o Chefe.
    Chefe...
    Chefe...

    ResponderEliminar
  4. Os filhos da puta entrincheirados nas empresas de transportes estão como de costume a foder o pagode. A merda destas empresas só dá prejuízo. Fechem-nas já! Estou farto de pagar impostos para sustentar estes chulos do caralho!!!!! Há-de vir quem pegue naquilo, com pessoas que neste momento estão desempregadas e querem trabalhar, ao contrário destes grandes cabrões!

    ResponderEliminar
  5. Parece-me que a múmia apresenta alguns indícios de senilidade e a sua maria de palerma descordenada!
    São um perigo para um Povo que se quer desembaraçar desta gentinha que assaltou o País de uma maneira assustadora e que não presta!...

    ResponderEliminar
  6. Eles ainda querem fazer pior....Há que agir o quanto antes!

    ResponderEliminar
  7. UMA TOMATADA no páteo da Galé (diga-se RALÉ que é mais justo) está fora de questão os gajos do SIS leram 2 post atrás e declararam cerimónia perigosa então vão botar discurso mas é vedado á população e assim os tomates não chegam lá e no fim lá vão todos comemorar o ultimo feriado da republica com uma brutal almoçarada em Belém que este ano também deve estar interdito á população afinal aquilo é del-rei cavaco e a partir do ano vão criar um feriado que é o del-rei dom cavaco e sua pobreza (de reforma) dona maria de belém (do palácio)

    ResponderEliminar
  8. Essa da tomatada era boa e que tal uns helicópteros telecomandados com uns sacos de merda pendurados a serem largados em cima deles?

    ou um heli daqueles dos incêndios com o balde cheio de merda e peixe podre misturada com bagaço de azeitona ainda era melhor. - numa palavra EXCELENTE!

    ResponderEliminar
  9. Essa da tomatada era boa e que tal uns helicópteros telecomandados com uns sacos de merda pendurados a serem largados em cima deles?

    ou um heli daqueles dos incêndios com o balde cheio de merda e peixe podre misturada com bagaço de azeitona ainda era melhor. - numa palavra EXCELENTE!

    ResponderEliminar
  10. Essa da tomatada era boa e que tal uns helicópteros telecomandados com uns sacos de merda pendurados a serem largados em cima deles?

    ou um heli daqueles dos incêndios com o balde cheio de merda e peixe podre misturada com bagaço de azeitona ainda era melhor. - numa palavra EXCELENTE!

    ResponderEliminar
  11. Essa da tomatada era boa e que tal uns helicópteros telecomandados com uns sacos de merda pendurados a serem largados em cima deles?

    ou um heli daqueles dos incêndios com o balde cheio de merda e peixe podre misturada com bagaço de azeitona ainda era melhor. - numa palavra EXCELENTE!

    ResponderEliminar
  12. Essa da tomatada era boa e que tal uns helicópteros telecomandados com uns sacos de merda pendurados a serem largados em cima deles?

    ou um heli daqueles dos incêndios com o balde cheio de merda e peixe podre misturada com bagaço de azeitona ainda era melhor. - numa palavra EXCELENTE!

    ResponderEliminar
  13. http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=80047

    ResponderEliminar

  14. Equidade fiscal

    Era uma vez dez amigos que se reuniam todos os dias numa cervejaria para beber e a factura era sempre de 100 euros. Solidários, e aplicando a teoria da equidade fiscal, resolveram o seguinte:

    - os quatro amigos mais pobres não pagariam nada;
    ...- o quinto pagaria 1 euro;
    - o sexto pagaria 3;
    - o sétimo pagaria 7;
    - o oitavo pagaria 12;
    - o nono pagaria 18;
    ...- e o décimo, o mais rico, pagaria 59 euros.

    Satisfeitos, continuaram a juntar-se e a beber, até ao dia em que o dono da cervejaria, atendendo à fidelidade dos clientes, resolveu fazer-lhes um desconto de 20 euros, reduzindo assim a factura para 80 euros.

    Como dividir os 20 euros por todos?

    Decidiram então continuar com a teoria da equidade fiscal, dividindo os 20 euros igualmente pelos 6 que pagavam, cabendo 3,33 euros a cada um. Depressa verificaram que o quinto e sexto amigos ainda receberia para beber.

    Gerada alguma discussão, o dono da cervejaria propôs a seguinte modalidade que começou por ser aceite:
    - os cinco amigos mais pobres não pagariam nada;
    - o sexto pagaria 2 euros, em vez de 3, poupança de 33%;
    - o sétimo pagaria 5, em vez de 7, poupança de 28%;
    - o oitavo pagaria 9, em vez de 12, poupança de 25%;
    - o nono pagaria 15 euros, em vez de 18.
    - o décimo, o mais rico, pagaria 49 euros, em vez de 59 euros, poupança de16%.
    Cada um dos seis ficava melhor do que antes e continuaram a beber.

    No entanto, à saída da cervejaria, começaram a comparar as poupanças.
    -Eu apenas poupei 1 euro, disse o sexto amigo, enquanto tu, apontando para o décimo, poupaste 10!... Não é justo que tenhas poupado 10 vezes mais...
    - E eu apenas poupei 2 euros, disse o sétimo amigo, enquanto tu, apontando para o décimo, poupaste 10!...Não é justo que tenhas poupado 5 vezes mais!...

    E os 9 em uníssono gritaram que praticamente nada pouparam com o desconto do dono da cervejaria.

    "Deixámo-nos explorar pelo sistema e o sistema explora os pobres", disseram. E rodearam o amigo rico e maltrataram-no por os explorar.

    No dia seguinte, o ex-amigo rico "emigrou" para outra cervejaria e não compareceu, deixando os nove amigos a beber a dose do costume.
    Mas quando chegou a altura do pagamento, verificaram que só tinham 31euros, que não dava sequer para pagar metade da factura!...
    Aí está o sistema de impostos e a equidade fiscal.
    Os que pagam taxas mais elevadas fartam-se e vão começar a beber noutra cervejaria, noutro país, onde a atmosfera seja mais amigável!..."

    [David R. Kamerschen, Ph.D. -Professor of Economics, University of Georgia

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo