sexta-feira, novembro 09, 2012

A Merkel vem a Portugal III

Como não tinha nenhuma imagem preparada nem tempo para fazer outra fica aqui mais uma dedicada à visita da Angela Merkel a Portugal. É já na segunda-feira, não se esqueçam do luto, com roupas pretas e bandeiras pretas em casas e carros. Também já há manifestações e protestos marcados. Procurem e protestem  contra esta gente que está a saquear o nosso país conduzindo-nos à pobreza, à miséria sem qualquer respeito pela dignidade de povos. 


11 comentários:

  1. Kaos, o luto parece-me muito bem, mas espero que ninguém se lembre de chamar nazi à senhora.

    ResponderEliminar
  2. E a Angela Merkel antes de partir vai discursar:

    "Têm fome? Comam estádios de futebol!"

    "Já vos demos umas migalhitas para mitigarem a vossa larica, a Steiff em Oleiros e a Volkswagen em Palmela, por exemplo, mas vocês insistem, e insistem, e insistem em eleger cretinos que torram o vosso erário público a construir milhares de rotundas à volta dos vossos caos urbanísticos. Rotundas que só servem para fornicar as suspensões e as direções dos vossos popós alemães, pois vocês adoram popós vistosos e nós adoramos fabricar peças para eles...
    (...)
    Insistem em eleger corruptos e incompetentes... e depois a culpa é MINHA?
    Melhor que Freud, Darwin explica"

    E finaliza o discurso repetindo com ainda mais ênfase:

    "Deixem lá, vocês continuam num excelente lugar no ranking da UEFA e isso é a maior riqueza que um país pode ter. Têm fome? Comam estádios de futebol!"

    (Ela vai dizer isto em alemão, claro!)

    ResponderEliminar
  3. Isso está muito bem mal dito, caro anónimo anterior, mas que é que me interessa? Desde quando é que a falta de uma mercadoria virtual (o dinheiro) explica uma crise económica motivada pela destruição do aparelho produtivo nacional, devidamente patrocinada pelos fundos comunitários? Quem patrocinou o fecho da Sorefame, ao mesmo tempo que emprestava dinheiro para os estádios? Há por aí uns iluminados que são como aqueles curandeiros que confundem a febre com a doença!

    ResponderEliminar
  4. Essas verdades, ficam a doer, mas é verdade...

    Se olharmos para a História de Portugal, foi sempre assim, se não eram rotundas, eram caravelas, ou invasões a Marrocos, ou igrejas...
    Mas isso , dá-nos uma certa experiência em abrir ciclicamente bancarrota.

    ResponderEliminar
  5. Joaopft.
    Gosto da sua maneira de pensar, mas...
    Há que ver que após o 25 de Abril, o povo português, escolheu, PS (Mário Soares) e PSD (Sá Carneiro) certo ?
    Que prometiam ? Social Democracia a rodos, uma Europa de fartura e que era melhor ser desempregado na Europa da abundância que na de Leste a trabalhar. Certo ?

    Pois, o portuga, bisonho e pé ligeiro,escolheu a 1ª sem mais aquelas...
    Só que se esqueceu que para entrar os Euros, era necessário, vender as Sorefames, as Magues; as Sepsas, os navios de carga a produção a produção agrícola e as pescas etc... Certo ?
    Pois entrou dinheiro, entraram Jeeps, BMW, Mercedes etc...mas foi necessário pagar tudo isso...e quando é que temos de pagar ? Agora e Já.
    Sei que dói, mas é assim mesmo, quem deve, tem de pagar, ou não ?

    ResponderEliminar
  6. A merkel é uma gorda infornicável!

    ResponderEliminar
  7. A merkel é uma gorda infornicável, pois é. Mas defende acerrimamente os interesses alemães, e tivéssemos nós quem o mesmo fizesse pelo nosso país.
    Não temos.

    ResponderEliminar
  8. haiduc eu sou imigrante no pais desta gorda e posso-te dizer que a gorda nao defende os interesses alemaes, a maior parte dos alemaes ja nem a podem ver

    é preciso saber que nao somos só nós os habitantes de sul que estao farto dela.

    pessoas como tu devem se informar melhor a gaija é uma bilderberger tal e qual como o barroso. enquanto a maioria das pessoas continuar a encarar verdades como conspiracao sem nexo podem-se fazer todas as revolucoes/ refundacoes/ planos de salvamento com a letras todas do alfabeto (como disse o jerónimo de sousa há umas semanas). pode se fazer estas coisas milhares de vezes todos os dias nao adianta porque nao combatemos o inimigo verdadeiro a gente so consegue afastar fantoches e nunca os gaijos com as maos que os guiam e lhes dao vida

    fala-se na expansao da consciencia ao mesmo tempo que se fala do fim do mundo, alguns já caíram na tanga do maytreia, enquanto as pessoas nao realizarem que quem tem culpa desta merda da fome, pobreza, crises, guerras e tudo que há de mau neste sistema nesta vida afastada da natureza como a conhecemos deste standart de vida que nos foi imposto sem darmos conta para que todos o aceitassem como deve ser, por de trás disto estao banqueiros e pessoal de negocios grupo dos bilderberger e maconaria. enquanto nao se convencerem que eles fazem parte desta realidade a gente nunca na vida vai ter paz e liberdade verdadeiro.

    estou longe mas estou convosco
    nao deixem o povo morrer
    nao deixem Portugal morrer

    peace e continuacoes de bons dias

    ResponderEliminar
  9. Talvez a "coisa" não começasse na Merkel, já antes dela, os amiguinhos do Soares, do Durão, do Cavaco e por ai fora, deram mostras que Portugal era para férias e os tugas serviriam para fazer camas de hotel e servir à mesa, para além de irem despejando umas gajas pelas camas da ricalhaça burguesia europeia. Por isso, a pressa de uns e outros em fazer-nos aderir à CEE. Já nessa altura para eles, éramos uns atrasadinhos mentais, nunca lhes vou perdoar a não consulta popular em relação à adesão. Tal como hoje, já nessa altura o tuga era carne para canhão, tal como os seus antepassados dos anos 50/60 que à custa de muito suor e lágrimas construíram a europa que hoje existe, e tal como hoje, fornecendo mão-de-obra barata e muitas vezes escrava.
    Os alemães e não só sabem disso, sabem que somos submissos e mansos, não temos a genica dos espanhóis, nem tão pouco a garra dos italianos, somos assim como o africano e o grego, dão-nos uma malga de lentilhas e baixamos logo as calças.
    Ainda não fomos capazes de retirar do nosso ADN o vírus da amarração fascista, ainda temos medo, receio, ainda não nos libertamos do individualismo retrógrado, ainda cultivamos o -primeiro eu, depois eu, ainda eu, eu, eu, eu ....., o outro que se lixe.
    Enquanto assim for, atrás desta Merkel outra virá certamente.

    ResponderEliminar
  10. É verdade que a merkel não tem feito assim tanto pelos alemães,reduziu o nº de desempregados á custa da divisão de hor´rios de trabalho e a terem sal´rios de até 400€,e que não descontam para a ss,mas quando chegarem á idade de reforma vão ter miséria...quanto á economia tb não é nada de especial,pois tem um defice gigante,mas como tem bom nome na praça podem-se financiar nos mercados, que todos dão crédito...

    ResponderEliminar
  11. eu acho que os responsáveis deste Blog , deveriam ir se encher de moscas e um dia morrer chupando salsichas alemãs

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo