domingo, janeiro 20, 2013

Doenças, Degredos e Atrofios


 Mais um capitulo da história do nosso amigo "Homenlivre3" e mais uma excelente ilustração. Obrigado

Depois de fundir o escudo esqueceu-se de vestir o casaco, saiu para a rua e apanhou uma gripe, que parece a batalha de Buçaco.
-Se calhar nesse tempo era mais fácil arranjar medicamentos do que agora, pensa o Zé para consigo.
Para ir ao médico não como para comer não me curo. Endividar-me para comprar medicamentos?
Não, não, ou me safo desta ou é menos uma barriga a  "enfardar". Que se lixe.
Só me resta uns chás que dizem que faz bem, Deus e a minha mulher para me encorajar.
- Anda lá Zé, olha imagina que a gripe é o governo e a troika, tens de vencer.
Aqui o Saraiva e o Pastor já têm mais uns escudos e umas armaduras prontas para combate.
-Ó Maria diz-lhes para fazer uma pausa que eles sofrem das costas.
-Olha pode-ser que o teu filho tenha tido sorte. Hoje, quando saiu de manha disse que ia tentar arranjar trabalho  ou então assaltava um multibanco.
Como ouviu o Jéronimo " afirmar esta semana o povo português bem pode escolher a árvore em que quer ser enforcado" diz que não te quer ver pendurado em nenhuma árvore,
-Ele que tenha juízo que não o quero a ter problemas com a bófia. Mas sempre é melhor de andar na droga. disse a sorrir.
- Vai mas é descansa e não te preocupes, toma mais um chá. Se não ficares bom até para a semana vou mesmo ter de chamar o médico.

Zé Povinho fica por enquanto a repousar e a pensar que a  Revolução novamente vai ter que esperar.

                                                                                                 Continua no próximo Domingo

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo