quinta-feira, janeiro 31, 2013

O miseravel Ulrich


Depois de ter defendido em Outubro do ano passado que o país aguentava mais austeridade, o presidente do BPI, Fernando Ulrich, voltou ontem ao tema com um novo argumento: 
"Se os gregos aguentam uma queda do PIB (Produto Interno Bruto) de 25% os portugueses não aguentariam porquê? Somo todos iguais, ou não?"
"Se você andar aí na rua e infelizmente encontramos pessoas que são sem-abrigo, isso não lhe pode acontecer a si ou a mim porquê? Isso também nos pode acontecer". "E se aquelas pessoas que nós vemos ali na rua, naquela situação e sofrer tanto aguentam porque é que nós não aguentamos? Parece-me uma coisa absolutamente evidente", rematou o banqueiro.
 O BPI registou lucros de 249,1 milhões de euros em 2012, revelou hoje Fernando Ulrich. Para este resultado contribuiu não apenas a melhoria da margem financeira e  o produto bancário mas também as mais valias da venda da carteira de divida soberana portuguesa noutro trimestre do ano que terá ascendido a 160 milhões de euros.

Nem tenho palavras para descrever o que sinto ao ouvir esta cavalgadura vomitar tanta porcaria por aquela bocarra fora. A crise que vivemos é uma crise criada pela desonestidade e ganancia dos Banqueiros, que mesmo depois de atiraram países e os seus povos para situações de pobreza e miséria, vivem no luxo e na ostentação com salários exorbitantes num país onde o ordenado mínimo não chega aos 500 euros, onde todos os dias o desemprego e o desespero crescem exponencialmente. É esta gente que depois tem a lata de vir anunciar lucros de centenas de milhões, na sua maioria conseguidos na especulação coma própria divida do país que eles próprios endividaram. Um país que vive na austeridade mais violenta, que vê todos os direitos dos seus cidadãos serem destruídos vê também os culpados desta situação a serem mimados e ajudados por políticos em negócios e compadrios vergonhosos. E esta gente ainda fala, ainda se dá ao luxo de arrotar disparates e ofensas ao mais simples cidadão. Para eles é normal que alguém perca tudo, caia na mais profunda miséria, vá viver como sem abrigo num beco qualquer em nome de uma crise e de uma dívida pela qual não tem responsabilidade. Pior, ainda se coloca na situação de também ele poder vir a tornar-se num sem abrigo. Uma cavalgadura que ganha mais num ano que muitos portugueses juntos durante toda a sua vida. Mas merecia, merecia que este povo lhe entrasse pelo banco dentro e lhe retirasse tudo o que tem, lhe oferecesse um cobertor e um caixote de cartão e o obrigasse a viver a vida a que tem condenado tantos outros. Devia ter de comer dos caixotes de lixo, dormir na soleira das portas ao frio e à chuva e estender a mão em busca de alguma solidariedade, coisa que ele não sabe o que é. Este canalha não durava um mês, mas diz que todos temos de estar preparados para essa ser a nossa vida. Pulha miserável.

18 comentários:

  1. Um tiro nos cornos nesse TERRORISTA e,ainda era pouco!|

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos que livrar-nos dessa escumalha que cada vez vive melhor á NOSSA custa,e que todos os dias se riem de nós!!!

      Eliminar
  2. OS PORTUGUESES QUE TIVEREM DINHEIRO NESSE BANCO ,DEVERIAM TRANSFERI-LO PARA OUTRO ,PORQUE ESTE senhor ESTÁ A TRATAR OS PORTUGUESES ABAIXO DE CÃO ,E SEM RESPEITO NENHUM POR OS SEM ABRIGO ,EU NÃO ACREDITO QUE ESSE TRASTE A PARTIR DE AGORA CONSIGA ANDAR DERSCANÇADO NA RUA ,COMO É POSSIVEL UM FAXO MISERAVEL CONSEGUE SER TÃO ENSENSIVEL A UM PONTO DESTE ,ESTOU A VER QUE FAZEM GATO SAPATO DO POVO PORTUGUES E AINDA POR CIMA O POVO AINDA VAI VOTAR NESTA ESCUMALHA DO PSD CDS PP QUE ESTÃO A VENDER O PAÍS AOS POUCOS VENDENDO MESMO A DIGNIDADE DO POVO PORTUGUES ,SÓ MERECIAM METELOS NO TERREIRO E ............ACABAR COM ELES
    "PORTUGUESES POR FAVOR ABRAM OS OLHOS "

    ANONYMOUS 14*****

    ResponderEliminar
  3. ESSE BANQUEIRO É UM MALANDRO ENTÃO NÃO É QUE O INSEGURO DIZ QUE FAZ CONTAS Á VIDA SERÁ QUE VAMOS TODOS FICAR COMO O INSEGURO TADINHO DELE É UM CALIMERO

    A PUTA QUE O PARIU

    ResponderEliminar
  4. O inseguro: não sou um politico de gabinete
    O ALMEIDA SANTOS TIROU-LHE ALGUM GABINETE NA AR?

    pessoal hoje havia saldos no media markt -23% e no governo FOI RENOVAÇÃO DA LOIÇA (TAXOS) MAS...SAÍRAM 6 ENTRARAM 7 NÃO IAM ACABAR COM FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS ????

    ResponderEliminar
  5. Está representado no desgoverno

    alimenta o sistema

    ResponderEliminar
  6. Resposta para o Anónimo...secretários de estado, Funcionários Públicos?? Não ofenda os FP....
    Realmente estão a acabar com os FP, não estão é a acabar com os jobs for the boys....muito pelo contrário

    ResponderEliminar
  7. Na Islândia julgaram e condenaram os banqueiros que prevaricaram contra o povo e ajudaram a provocar a crise, a qual, mesmo assim, tem outras raízes de origem judaica que controla as finanças dos EUA e esse polvo começou a estender os braços à Europa. Além disso, não deve ser por coincidência que o aumento do desemprego no Ocidente tenha começado com a entrada da China no comércio mundial. O Tribunal Europeu também aprovou a recusa da Irlanda em reembolsar as dívidas dos banco.
    Em Portugal, a jornaleiragem desinformadora entrevista esses banqueiros e pede-lhes opiniões sobre decisões governamentais e outras também financeiras.
    http://leaopelado.blogspot.com/2013/01/governo-controla-rtp-abertamente.html

    Leiam e pensem de quem é a culpa.

    ResponderEliminar
  8. Mais uma besta estúpida que fala...E lá que vai falando vai.

    A antiga arrogância destes fascistoides volta à superfície.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo1/2/13 16:42

    Se os portugueses querem que esta besta se meta de joelhos era começar a limpar todos os depósitos do BPI, numa semana estava na rua. O tuga tem as armas todas para uma guerrilha pacifica contras estes terroristas, infelizmente somos uns preguiçosos de merda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não posso estar mais de acordo com o seu ponto de vista!Mas então o que se passa?Gostámos de ser roubados e ainda gozados???

      Eliminar
  10. Entretanto meteram no governo um tal Franquelim, cujo currículo remonta à aldrabice que aconteceu no BPN. A probabilidade de um filho da putice banqueira cair em desgraça e mais ninguém o querer, ao ponto de se tornar num sem abrigo, não é pequena; é infinitesimal.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo3/2/13 22:00

    os favores pagam-se e o fklim é um favor só não sei porque não foi para ministro se o relvas saísse o lugar era dele de certeza mas o relvas sabe muito e por isso não o mandam embora

    ResponderEliminar
  12. Não há,nem que seja uma dúzia,de Portugueses que se juntem e passem das palavras á acção?Que decidam pôr na ordem (entendam o que quisérem) uma mão cheia desses ladrões arrogantes,para que os outros pensem duas vezes antes de dárem os seus próximos golpes?Eu deixaria tudo para trás,sacrificaria o necessário,para fazêr parte desse movimento.Pelos meus filhos,pelos filhos de todos os Portugueses,por todos os Portugueses e Portuguesas.....há que têr coragem e defender a nossa dignidade!

    ResponderEliminar
  13. Luis Marques6/2/13 12:10

    Não tenho conta no BPI (felizmente). Caso tivesse, no dia 1 de fevereiro já lá tinha ido sacá-lo (para o entregar a outro filho da puta, mas com este é que não...).
    Entretanto, quem tiver tempo e possibilidade leia o Despacho nº 5776/2011, do Presidente da República, publicado no Diário da República II série, o qual nomeia consultora da da Casa Civil, Diana Bettencourt Melo de Castro Ulrich (mulher do sacana).
    Por aqui se verifica que o filho da puta nunca se tornará um sem abrigo, como verdadeiramente merece, pois os seus amigos, aqueles a quem encheu o cu, lhe dariam a mão e certamente o colocariam no lugar bem remunerado.
    Isto está tudo controlado por eles, disso não tenhamos qualquer dúvida.
    É preciso pensar maduramente no que fazer para mudar este estado de coisas.

    ResponderEliminar
  14. Esse banqueiro de nome Fernando Ulrich, que nome tão pomposo, deveria passar pela condição de sem-abrigo, para assim poder experimentar a terrível condição da pobreza e da miséria, à qual as pessoas estão expostas e vulneráveis nos tempos que correm. Se ganhássemos o que esse HOMEM ganha, não haveria lugar, neste mundo de capitalismo selvagem, para tanta desigualdade e tanta manifestação de descontamento associadas. Na verdade, há pessoas que se estivessem caladas somariam pontos de forma considerável e exponencial, de maneira que eram vistas pela sociedade com outros olhos e com outro olhar. É inimaginável que um banco que foi recapitalizado pelo Estado, possa o seu admninistrador geral tecer considerações deste tipo, que ofende a dignidade, a honra e o modo de vida de um sem-abrigo, afirmando ainda que não aceita lições de insensibilidade social, aceitando-as apenas da sua família. Quão patético ele é!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo