sexta-feira, Janeiro 11, 2013

Total rectal quase anal


Este governo é um governo que perdeu todas as condições que tinha para governar. Sem legitimidade popular, sem conseguir cumprir as metas definidas, sem o apoio claro do Presidente, com os próprios partidos da maioria governamental a esbroarem-se em criticas e desacordos quanto à governação este é um governo moribundo. Mas, moribundo ou não é um governo de foras-da-lei, um governo cheio de oportunistas e gente intelectualmente incompetente e desonesta, um governo que não olha a meios para atingir os seus fins. Em menos de dois anos destruiu toda a estrutura do país, da económica à social. Criou centenas de milhares de desempregados, de precários, de jovens  emigrantes altamente qualificados, de pobres, de desalojados e prepara-se para dar a machadada final nos escombros do que ainda resta do estado social. E esse é o maior perigo, o de que antes de morrer este governo ainda nos deixe como legado essa destruição. Isto é gente reles a trabalhar para os senhores do grande capital, para os mercados, para encher os bolsos dos especuladores e pasme-se para pôr em prática a teoria neo-liberal em que as suas cabeças foram ensopadas nas jotas dos seus partidos. Gente burra, e sem moral, gente que não presta, gentinhas reles. Cabe-nos a todos nós dar-lhes o empurrão final e já para evitar que façam mais danos que demorarão depois décadas a corrigir, mas cuidado que se for para tirar estes e meter lá outros dom mesmo género não vale a pena. Que se debata já, que se apresentem propostas de um novo sistema e de novas soluções. Elas existem se realmente desejarmos a mudança.


7 comentários:

  1. Gatuno,mentiroso!

    ResponderEliminar
  2. Nuno

    Bora lá.Está na hora de mandar esta corja borda fora.

    Novos aumentos de taxas moderadoras?

    Estão a brincar e a gozar ás nossas custas.
    Está na hora zé povinho. Toca a acordar e contra estes vampiros marchar.

    ResponderEliminar
  3. têm que ser enrabados e largados em alto mar...

    ResponderEliminar
  4. tristementeenganada11/1/13 15:59

    Desejamos urgentemente mudança.
    Toca a avançar

    ResponderEliminar
  5. Alizabete Silveira11/1/13 17:06

    Vamos abrir a época da caça!!!

    ResponderEliminar
  6. http://www.tvi24.iol.pt/politica/constanca-opiniao-comentadora-constanca-cunha-e-sa-tvi24/1409143-4072.html

    ResponderEliminar
  7. Grande imagem, Kaos!

    O 25 de Abril foi o "esplendor na relva" do povo português. Castrados por séculos de obscurantismo, vivemos a grande paixão pela liberdade que foi o 25 de Abril. Será que volta agora o obscurantismo, pela mão da coligação PSD(R)-FMI?

    Nota 1: O "R", de PSD(R), vem de retro, ao género reaccionário-que-pega-de-empurrão.

    Nota 2: "Esplendor na Relva", de Elia Kazan, 1961, é a história do amor de dois adolescentes, castrados, cada um por seu lado, por pais retrógrados e preconceituosos.

    ResponderEliminar

Partilhe