sexta-feira, fevereiro 08, 2013

Os novos Corsários


Já nos tempos das Caravelas muitos piratas trabalhavam para Coroas estrangeiras com a finalidade de assaltar e pilhar as riquezas que eram transportadas para Portugal. Agora, passados vários séculos o que mudou foi a forma como o fazem porque a pilhagem continua. A única diferença é que agora contam também com a colaboração de alguns vendidos que a troco de mordomias e poder vendem o seu país e as suas riquezas. Na altura isso era considerado traição, agora apelidam-se de banqueiros e políticos.

6 comentários:

  1. Anónimo8/2/13 21:33

    NOVA ERA!
    VOLTOU A ESCRAVATURA!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo9/2/13 00:21

    a escravatura nao voltou ela nunca se foi embora, a única coisa que mudou foi o número de escravos, cresceu.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo9/2/13 16:02

    O número de piratas, colonizadores e escravizadores também aumentou e são cada vez mais sofisticados!
    Lamentável é que o Povo não tenha aberto "os horizontes" de maneira a ter-se defendido com unhas e dentes, em devido tempo, daqueles bandalhos filhos da p...!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo9/2/13 22:25

    bem vamos lá ver como a madeira estoira uns milhares em Carnaval em directo na rtp1 com direito a viagem e estadia paga ao jorge gabriel e mais uns poucos porque afinal existe uma rtp madeira mas não servem para nada pois não são os locais que aparecem, nem aqui nem nas reportagens dos açores. umas boas festas para esturrar dinheiro, que segundo o pirata alberto servem para o turismo mas que afinal nas contas finais dão sempre prejuízo (mas muito lucro no saco azul)

    ResponderEliminar
  5. Anónimo9/2/13 22:27

    hoje houve conselho de ministros que afinal não era extraordinária mas que feita ao sábado sempre dá umas belas horas e almoços extraordinários

    ResponderEliminar
  6. o manco da perna de pau está um fdp bem apanhado...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo