sexta-feira, junho 29, 2007

O Ministro Jocoso

O Ministro Correia de Campos, quando questionado sobre o que fazer com o desperdício de medicamente, nomeadamente pela confrontação com um saco de medicamentos para fins oncológicos no valor de 1700 Euros que tinha sido descartado numa farmácia, respondeu: - Dêem-no aos pobres. Tamanha falta de consideração e respeito, pelos doentes que têm de gastar fortunas em medicamentos e sobretudo pelos cidadãos que vivem abaixo do limiar da dignidade, os mais pobres que já vão sendo milhões, muito por culpa dele e dos outros Sócretinos que nos governam.
Veio depois, justificar-se afirmando ter respondido de forma Jocosa a uma pergunta teatral. Por coincidência isto aconteceu no dia em que se soube que, um recorte, afixado num Centro de saúde e considerado jocoso para o Ministro, levou à exoneração da directora do Centro de Saúde, Maria Celeste Cardoso por esta “não reunir as condições para garantir a observação das orientações superiormente fixadas para a prossecução e implementação das políticas desenvolvidas pelo Ministério da Saúde”. Mesmo depois de o médico Salgado Almeida ter escrito à Direcção Regional de Saúde do Norte assumindo a responsabilidade pela afixação da notícia fotocopiada, e onde constava uma declaração do próprio Correia de Campos em que o ministro afirmava nunca ter entrado num Serviço de Atendimento Permanente (SAP), e onde o médico tinha acrescentado na folha: "Façam como o ministro, não venham ao SAP".
Para o B.E., isto foi uma forma de encontrar um jobefordeboi para um vereador socialista, que segundo dizem não tem o currículo necessário para o lugar.
Estranha combinação esta a do nosso ministro, que sendo jocoso se ofende quando vê afixado numa parede aquilo que ele próprio disse por ser jocoso em relação à sua pessoa. Digamos uma jocosa forma de fazer uma autocrítica, mas melhor seria se não descarregasse os seus disparates sobre outros que não têm culpa nenhuma.
Eu, porque não sou menos que ele, também me sinto no direito de fazer um comentário jocoso sobre a sua pessoa, mas prometo não o afixar em nenhuma parede de nenhum centro de saúde, para não incorrer numa qualquer falta de “dever de lealdade”.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

23 comentários:

  1. sarcástico29/6/07 12:23

    Kaos:
    este post lembrou-me épocas passadas, em que as senhoras do Movimento Nacional Feminino muito bem perfumadas e de casacos de peles pediam donativos para os nossos soldados nas colónias... qualquer dia, temos as esculturais assistentes dos concursos televisivos, com um caixote desenhado por um qualquer estilista, a recolher medicamentos para os nossos pobrezinhos... isto é incomodativo! É a tal «caridadezinha» que nada tem a ver com solidariedade social.Quanto aos «castigos» quem manda que se seja irreverente? O resultado está à vista.
    abraço

    ResponderEliminar
  2. Henry Pote29/6/07 14:04

    Numa sociedade democrática, este jocoso velhaco, a estas horas, já estaria demitido.
    Mas como estamos perante um governo "súcia lista" de inspiração fascista, estes saneamentos e delações são comportamentos normais de quem procura proteger-se das punições a que deveriam sujeitar-se em função das barbaridades e atropelos que cometem.
    Não tardará muito e teremos de volta a restauração formal da polícia política, dos cárceres e dos famigerados tribunais plenários de tão gravosa memória.
    A menos que este povo se deixe de futebóis e acorde definitivamente.

    ResponderEliminar
  3. Heterónimo do eu29/6/07 14:29

    …”Não é possível suportar tanto chicharro
    tanta espinha na alma tanta côdea
    tanta azeitona miudinha tanta malha
    tanta mágoa apanhada uma a uma. (Que é tudo o que se apanha.
    Neste país tão mudo. Neste país tão mudo).”…


    Isto dizia Manuel Alegre no seu poema “País em inho”

    Dizia!…, porque agora também está mudo.

    ResponderEliminar
  4. Tenham calma!
    O Alegre - que convenceu quase um milhão de eleitores -, e inventou o "MIC" (que raio de inutilidade!) está a "achar" qualquer coisa; não sabe se a questão é pedagógica ou didáctica, se o governo é de esquerda, do ps, ou, nem ele sabe bem o quê... Talvez um dia esclareça isso com uns versos (antigos, de Argel - que os tempos vão de feição).

    O João Soares também acha qualquer coisa!
    E, se eles acham, nós só temos que transformar a "net" na "Voz da Liberdade". Mais um comentário para o ficheiro da DRª Moreira; se fosse "jocoso" iria para o ficheiro do dr. Campos, o amigo dos "pobres"!

    Finalmente uma boa notícia: Aquele de quem não podemos dizer o nome, estatelou-se nas sondagens. O governo, ao contrário do que estava decidido e previsto, também está sujeito à lei da gravidade (negativa); o seu partido (dele) (já) começou a inclinar...

    ResponderEliminar
  5. Estavam à beira do abismo... deram o passo em frente!

    Resta saber se alguém lhes irá atirar paraquedas...

    ResponderEliminar
  6. Ao que ouvi nas notícias, foi esta a notícia fotocopiada:

    http://jn.sapo.pt/2006/08/06/etcetera/nunca_a_sap_nunca_irei.html

    ResponderEliminar
  7. Henry Pote29/6/07 16:07

    Não quero ser pessimista, mas essa queda nas sondagens não estará directamente relacionada com a época de defeso na indústria do pontapé na bola (vulgo futebol)?

    ResponderEliminar
  8. Por acaso o Alegre até se atirou ao ministro ...
    Parece-me que as sondagens já indiciam de facto qualquer coisa. Mas o mais preocupante é que o correia de campos encontra apoiantes em coisas como esta. Dêem uma espreitadela aos comentários no Público sobre este assunto: há quem ache bem a exoneração. Isso é que me preocupa, kaos: é que daqui a dois anos podemos correr com estes sócretinos, mas como acabar com esta mentalidade ???

    Repare-se entretanto que algumas pessoas estão muito atentas e já se adiantaram nos comentários à falta de liberdade e clima de sufoco em que estamos a viver. Veja-se o caso do Rui Ramos (que após o brilhante artigo sobre a candidatura do antónio costa, ontem voltou a falar neste clima no Compromisso Portugal) ou o artigo do António Barreto, OPA sobre Portugal. Outros virão.

    ResponderEliminar
  9. Quem é este gajo para falar de lealdade? Alguma vez foi leal ao povo?
    Ganda lata!!!

    ResponderEliminar
  10. O ministro veio em conferência de imprensa dizer que a directora do centro de saúde é que é responsável, porque é ela que dirige o centro. Então nesse caso o ministro também é o responsável pela morte da senhora que teve de ir a Évora porque o SAP de Vendas Novas tinha sido fechado ?

    O noticiário da TVI deu a notícia de forma bem mais clara. A directora chamou mentiroso ao ministro. Com as letras todas. Coisa que a RTP não fez, claro.

    Entretanto, o Marques Mendes acertou (por uma vez) na mouche. Como vai ser a avaliação na Administração Pública ? Os "excelentes" vão ser os bufos, os delatores, os do partido ? Pois é ...

    E quem se quiser ver livre de alguém, bastará arranjar uma testemunha (pode ser um do partido ou um subordinado com as mãos atadas) e lança uma calúnia. É isto que nos espera. E não será para amanhã, mas para hoje.

    ResponderEliminar
  11. A tristeza que me invade
    não tem qualquer paralelo
    se tivesse ido para padre
    não perdoava este caramelo

    ResponderEliminar
  12. henry:
    Devia estar esse, a Ministra da Educação, o camelo do Deserto, o homem do Allgarve e muitos mais. Mas, só sairão de lá para entrar o laranja PSD para continuar o trabalho. Só com uma revolução isto lá vai.
    abraço

    ResponderEliminar
  13. sarcástico:
    Quando o próprio presidente faz roteiros pela inclusão em que passa a responsabilidade do estado para a sociedade civil é mesmo a caridadezinha que está a pregar. p voltar a outros tempos que tanto gostava de esquecer.
    abraço

    ResponderEliminar
  14. heteronimo:
    Mudo e quando fala é baixinho.
    abraço

    ResponderEliminar
  15. jcosta:
    Amanhã já vou falar da queda dos Sócretinos. Infelizmente não é muito animador o futuro que nos está reservado.
    abraço

    ResponderEliminar
  16. maria Lisboa:
    Lembro-me bem da noticia e penso que até aqui falei nela na altura.
    Quanto ao paraquedas prefiro atirar-lhes uns calhaus bem pesados.
    bjs

    ResponderEliminar
  17. henry:
    Com o pontapé com as férias mas também com a merda a mais que estão a fazer.
    abraço

    ResponderEliminar
  18. Luis:
    Há sempre os vendidos do regime e aqueles que são fieis ao cartão partidário, mas há momentos em que a verdade se torna demasiado evidente para poder ser escondida. Mais um motivo para continuarmos na luta, hoje e sempre.
    abraço

    ResponderEliminar
  19. Cris:
    É um jocoso que deve pensar que achamos muito jocosas as coisas que diz.
    bjs

    ResponderEliminar
  20. Luis:
    Isso ando eu para aqui a dizer há muito. A bufaria vai ser lei, e o pequeno Mendes que agora fala disso um dia será ele a utilizar esse recurso. Basta ver a forma como governa o seu partido e o que fez com as nomeações para cargos na CML
    abraço

    ResponderEliminar
  21. Contradições:
    :)
    É assim mesmo, inferno com ele.
    abraço

    ResponderEliminar
  22. Será possível que continuaremos a viver debaixo de ditadores e despotas sem que ninguém faça nada? Sem que o povo se revolte???

    ResponderEliminar
  23. Kaos, só tu para me fazeres rir.
    Como disse algures, isto está a chegar a um ponto que a senhora directora teria sido demitida na mesma, a desculpa poderia ser muito bem a falta de papel higienico nas instalações no dia X.
    Eles criam motivos, para colocar os membros do seu "gang" aonde querem. Por mais estupidos que estes sejam e esperam que o povo continue sem entender PEVA!
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo