quarta-feira, setembro 26, 2007

A hora da limpeza

Juíza mandou destruir escutas entre Arouca, Sócrates e Morais
Nenhuma das intercepções telefónicas feitas pela Polícia Judiciária, a partir do telemóvel de Luís Arouca, antigo reitor da Universidade Independente, em que são mantidas conversas com José Sócrates e com o ex-professor deste, António José Morais, foi transcrita para os autos do inquérito judicial feito à conclusão da licenciatura do primeiro-ministro, e arquivado em Julho pelo Ministério Público.
Uma juíza do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa negou a sua validação e, consequentemente, ordenou a destruição das gravações, alegando que estas não haviam sido sujeitas, dentro do prazo previsto por lei, a um controlo por um juiz de direito.
in “PÚBLICO”

Não podemos contestar que as escutas tenham sido mandadas destruir, só estão a cumprir a lei. Mais estranho é que não tenham sido controladas por um juiz dentro dos prazos após toda a confusão que foi criada com a Independente e com a licenciatura do Engenheiro. Foram feitas investigações, o Ministério Público concluiu que tudo tinha sido legal na sua “aquisição”, mas pelos vistos, para chegar a essa conclusão, não considerou importante as conversas existentes nas escutas feitas aos suspeitos. Eu não sou da polícia e não entendo nada de investigações, mas isso não me obriga a ser cego e a não poder pensar e considerar estranho que estas escutas não tenham sido “ouvidas” com alguma atenção. Não poderia haver aí factos que esclarecessem todas as dúvidas? Mais uma vez, mesmo depois de tudo ter sido bem limpinho, não podemos deixar de sentir que o pó da suspeição ficou no ar. Esta gente podem ser especialistas em limpeza, mas parece-me que varrer o lixo para debaixo do tapete não demonstra nem profissionalismo nem inteligência.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

4 comentários:

  1. Ao ver o boneco parecia que ia haver um limpeza ministerial...

    ResponderEliminar
  2. Limpeza ministerial? Sócrates conseguiria arranjar pior que estes ministros? Só se recrutasse gente também do PSD.

    Um bom ditador rodeia-se de gente medíocre. Que o proteja para poder ser protegida.

    Quanto às escutas, isto é um interregno para limpar estas e mais algumas que podem andar por aí e ser inconvenientes.

    Tudo limpo e amizades protegidas, democraticamente se reconhecerá que após aturada discussão pública sobre o assunto, elas deverão ser retomadas.

    ResponderEliminar
  3. Tudo se compra e tudo se vende. Neste caso, os filhos da puta compram-se uns aos outros.
    É como a pescadinha de rabo na boca. (esta do rabo tem piada, não tem?)

    ResponderEliminar
  4. «esta do rabo tem piada, não tem?»
    Claro que tem!

    Mas que bai haber limpeza bai... Nem com o caralho que os há-de foder! Mas só em Janeiro; será arriscado limpar antes, não se escafeda alguém da UE...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo