sexta-feira, abril 25, 2008

Salgueiro Maia - O herói do Abril silenciado

Salgueiro Maia

Um povo de onde nascem homens como o Salgueiro Maia, homens que lutam por um ideal sem desejarem honras, riquezas ou protagonismos, é um povo que pode acreditar. O meu obrigado a esse herói esquecido e que este povo lhe guarde a memória daquilo que foi e fez e, não deixe que a história dos Senhores glorifique aqueles que depois vieram colher os cravos e o relegaram para o esquecimento de um papel secundário num rodapé de um livro escolar.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

12 comentários:

  1. Parabéns pelo teu excelente trabalho criativo... o Krónikas Feirenses entrega-te o prémio "é um blog muito bom sim senhora".

    http://23kronikasfeirenses.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Bela imagem esta. Ainda ontem estava a rever o filme "Capitães de Abril" e é arrepiante o momento em que Salgueiro Maia avança com um lenço branco na mão, enquanto se dá uma ordem para disparar sobre ele...

    1 abraço de cravo na mão!

    ResponderEliminar
  3. Os cravos murcharam, mas a coerência continua inalterada, agora mais do que nunca.

    ResponderEliminar
  4. Maria José25/4/08 14:00

    O "estado a que isto tinha chegado" obrigou este Homem a avançar.
    O "estado a que isto está a chegar" leva-nos a todos nós, que temos na memória a memória deste Homem, a não nos calarmos, a não nos deixarmos "aborregar"!

    Saudações neste Abril que não podemos deixar morrer!

    ResponderEliminar
  5. Já foram reenviados os convites :-)

    ResponderEliminar
  6. É uma grande verdade caro Kaos,...ABRIL SILENCIADO...infelizmente chegámos a esta triste situação quando podia ter tomado tudo um rumo bem diferente. As esperamças de Abril foram-se diluindo no tempo com as políticas mentirosas que atraiçoaram o povo português.

    Mas, Kaos nunca desistas,...que ainda há muitos de nós esperançosos em que algum dia a liberdade ainda seja possível...!! nem que seja preciso voltarmos prás ruas..!!! Abraço !

    ResponderEliminar
  7. Depois do que aqui li, resta-me fazer minhas as palavras de todos os que opinaram, a começar pelo seu post, Kaos. Há sentimentos que calam fundo a quem os escuta, este seu texto é um exemplo brilhante do que digo.

    abraço

    ResponderEliminar
  8. Muito bom!
    Como Povo não soubemos ser dignos deste Homem.
    Um Exemplo que perdurará enquanto houver quem lembre o 25 de Abril.
    Por uma vez elogio a coerência do reformado que temos na Presidência da República: não usa cravo na lapela. Os políticos que estavam na Assembleia hoje, não passam de uns penetras numa festa para que não foram convidados. Se não tivesse havido o 25 de Abril, até podiam estar lá todos na mesma, em mais um dia normal da Assembleia Nacional... Grandes FDP, todos sem excepção!!!!!!!!!!!!
    NM

    ResponderEliminar
  9. Gostei da do reformado. Penso que nos cargos de presidente, a manter este tipo de regime [republicano], não deveria estar ninguém com mais de 70 anos se fosse mulher ou mais de 65 se fosse homem. E já agora para o de primeiro ministro, ninguém com mais de 55. E nenhum poderia aceder a esses cargos com menos de 45. Bem, para o de presidente deveria de ter no nínimo 50. Porquê? Para não ficarem no mesmo muito tempo e assim serem, digo eu, capazes de resistir aos verdugos.

    ResponderEliminar
  10. Zé Leitão26/4/08 01:54

    Este homem foi guiado pelo Povo, quando na Praça do Império fez frente aos tanques de Cavalaria 7. Ele sabia que tinha todo o Povo a suportá-lo e foi por isso mesmo que ele venceu. De acordo com Otelo, ontem na TV, foi Salgueiro Maia quem decidiu o 25 de Abril. Primeiro no "episódio" anterior e depois quando prendeu Marcelo Caetano.

    ResponderEliminar
  11. Para não atraiçoar-mos a memória de Salgueiro Maia temos de ser como ele, forte nas convicções, corajoso nas acções, livre, tolerante e resistente.

    Viva Salgueiro Maia
    Viva o 25 de Abril do Povo
    Viva a revolução popular

    ResponderEliminar
  12. Grande Capitão Maia: Onde quer que estejas devemos-te a ti e aos que contigo ousaram dar o passo em frente para inaugurar um Portugal melhor, livre e democrático.
    A nossa liberdade deve-se a milhares de civis e militares como tu que ousaram mudar o rumo do pais, não desistiram da causa porque lutaram.
    A todos os que de alguma maneira contribuiram para o 25 de Abril e em especial ao grande Capitão Salgueiro Maia um muito obrigado, eterna alegria e agradecimento.

    25 DE ABRIL SEMPRE!!
    FASCISMO NUNCA MAIS!!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo