domingo, dezembro 21, 2008

Brinde silencioso

brinde silencioso

As auditorias mandadas realizar às contas da Sociedade Lusa de Negócios (SLN) detectaram perdas de mais de 950 milhões de euros. «Eram desconhecidas da Sociedade por as operações e os factos de onde emergem terem sido ou ocultados ou não devidamente relevados nas suas contas». Isto no mesmo dia em Miguel Cadilhe viu aprovada a sua estratégia para o grupo em reunião de accionistas. À saída, colocou a possibilidade desses mesmos accionistas poderem a vir a processar o estado por falhas na regulação.
O buraco da roubalheira continua a aumentar, nós a pagar mais e mais. O processo ao estado só pode ser brincadeira, afinal não cabe aos accionistas elegerem gente honesta para os cargos da administração e vigiar a sua actuação? Se colocaram lá ladrões, (nem vou perguntar porquê), de quem é a culpa?
Quem desapareceu de todo este processo, mesmo sabendo da sua participação no "estranho" negócio de Porto Rico onde se evaporaram muitos milhões, é o Dia Loureiro. Será que não tinha nada a ver com o SLN?

6 comentários:

  1. E eu vou processar o Estado,porque hoje 'passei' um sinal vermelho...
    Esta gente não tem vergonha nenhuma na cara ao pensar, que os outros são burros!

    ResponderEliminar
  2. Esse, o Ministro das Polícias que mandou carregar sobre a população na Ponte 25 de Abril (!), é o mais esperto deles todos. E, cá p'ra mim, tem-nos a todos na mão, de rédea bem curta...

    Saudações, João.

    ResponderEliminar
  3. O que não se compreende é como só está preso, e em cárcere doirado, um único crápula de toda essa corja reles de donas brancas. Alguém pode explicar?

    ResponderEliminar
  4. Porrada naqueles cornos, enjaulados para sempre e a chave do cácere deitada ao mar, que estamos à espera. Porra, que povo tão humilde.

    ResponderEliminar
  5. Estes gajos já têm tudo estudado,quando se metem nas vigarices.Se der raia aplicam o plano B e no pasa nada!!!
    Eles sabem as leis com que se cosem...
    E o povinho,tal como diz o Ferroadas é manso.

    Beijokas

    ResponderEliminar
  6. Acho esse raciocínio incoerente. Vistas as coisas desse prisma, o nosso país está neste estado por culpa nossa, pois somos nós, eleitores, que elegemos quem nos governa, mais do que dos sucessivos governos.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo