quarta-feira, setembro 23, 2009

O Sacrifício

Sacrificio

Fernando Lima, responsável pela assessoria para a Comunicação social da Presidência da República e conselheiro de Cavaco Silva desde que este ocupou pela primeira vez o cargo de primeiro-ministro, em 1985, foi esta segunda-feira afastado do cargo por pelo próprio Cavaco Silva.
Se bem me lembro, essa notícia ligava directamente o Sr. Silva à tentativa de lançar publicamente a ideia de que o governo andava a espiar a Presidência da Republica. Para se ver a pulhice da tramóia havia a intenção de tentar fazer acreditar que a noticia teria origem na Madeira. Já aqui disse que a ser verdade, como o “despedimento” do Fernando Lima parece provar, o Sr. Silva teria de resignar ao cargo por violação dos seus deveres e responsabilidades. Mas, como parece acontecer cada vez mais na ética politica, parece que vão tentar tapar a “inventona” com uma demissão. Sacrifica-se um assessor para salvar o chefe, encobre-se a mentira com outra mentira. Reconheça-se a fidelidade de Fernando Lima, que aceita ser pregado na cruz para salvar o Sr. Silva. Veremos qual a recompensa que vai receber e que lugar vai ocupar no futuro alguém que conspirou para promover uma guerra entre o governo. Claro que posso estar enganado na compreensão de tudo isto que está a acontecer, mas…

10 comentários:

  1. 22-09-2009 18:25:18 Quim pera
    22-09-2009 18:25:25 Quim as denúncias de asfixia democrática
    22-09-2009 18:25:31 Quim afinal o que é isto
    22-09-2009 18:25:37 Quim sabes alguma coisa
    22-09-2009 18:25:51 Nelo isso é uma frase da manelinha
    22-09-2009 18:25:55 Quim sim
    22-09-2009 18:26:00 Nelo ja nao sei a proposito do que
    22-09-2009 18:26:21 Nelo mas os jornalistas agora pegam nisso por tudo e por nada
    22-09-2009 18:26:28 Quim ah ok
    22-09-2009 18:26:42 Nelo era a proposito do albeerto jardim
    22-09-2009 18:26:52 Quim ak
    22-09-2009 18:26:55 Nelo ela a defendelo que na Madeira nao havia axfixia
    22-09-2009 18:26:57 Quim e fernando lima quem é?
    22-09-2009 18:27:29 Nelo era um que lambia o Olho ao Cavaco e foi despedido por mandar emails para os jornais
    22-09-2009 18:27:43 Quim kakakaka
    22-09-2009 18:27:56 Nelo a campanha ta ao rubro
    22-09-2009 18:27:56 Quim serio
    22-09-2009 18:27:56 Quim kakakak
    22-09-2009 18:28:03 Quim estou aver sim

    ResponderEliminar
  2. Mistérios, ou não, de uma Campanha eleitoral

    Em Julho de 2004 Santana Lopes toma posse como Primeiro-ministro.

    Em Setembro de 2004 o alegado engenheiro Sócrates é eleito presidente do PS.

    Em Outubro de 2004 na sequência das chamadas “trapalhadas” do governo presidido por Santana Lopes, Cavaco publica no Expresso o famoso artigo “A Má Moeda Expulsa a Boa Moeda” e com ele “autoriza”, incentiva, Sampaio a dissolver a Assembleia da República, o que vem a acontecer em 22 de Dezembro.

    Como consequência, em Março de 2005, o ainda não admirável líder, torna-se Primeiro-ministro de Portugal.

    Em finais de 2005 Cavaco Silva candidata-se a Presidente da República.

    Contra ele, o PS candidata Mário Soares e, aparentemente à revelia do partido, Manuel Alegre candidata-se também.

    Dada a divisão dos votos à esquerda, Cavaco ganha facilmente; em Janeiro de 2006 é eleito PR.

    Durante três anos e oito meses Cavaco, o tal que por causa de “trapalhadas” sancionou a demissão de Santana Lopes, assobia para o lado perante suspeitas de corrupção, compadrios, negociatas, perseguições a jornalistas, afundamento da educação e saúde, desbaratar de dinheiros públicos, etc., etc.

    Só reage quando afrontado com o Estatuto doa Açores mas acaba por meter o rabo entre as pernas e não levar o braço-de-ferro até às últimas consequências; terá tido medo de quê?

    Na véspera do início da actual campanha eleitoral o Público denuncia alegadas escutas à Presidência da República. Na altura Cavaco diz não ter comentários a fazer porque não quer interferir.

    Manuela Ferreira Leite aproveita a deixa e reforça o slogan da “asfixia democrática”.

    Pouco depois, por denúncia proveniente de dentro do PSD, surge, nos meios de comunicação social o caso da “Compra dos Votos Internos” e foi ver o corrupio de supostos militantes laranjas a jurar em todas as televisões que tinham recebido 25 ou 30 euros para votarem em MFL.

    Na semana passada o Diário de Notícias dá à estampa o famoso e-mail interno do Público e, baseado no mesmo, sugere que as escutas eram afinal uma encomenda da PR para lançar suspeições sobre o amado líder (curiosamente ninguém se preocupou em querer saber quais terão sido as artes mágicas que propiciaram o seu aparecimento simultâneo em pelo menos três redacções de jornais).
    (continua)

    ResponderEliminar
  3. Cavaco diz que não fará qualquer comentário para não interferir na campanha mas anuncia investigações rigorosas para depois do dia 27.

    Quatro dias depois demite Fernando Lima, o alegado autor da encomenda do” Caso das Escutas”, seu colaborador fiel há mais de 25 anos e actual assessor de imprensa.

    Com este acto permite que Augusto Santos Silva apareça em directo nos telejornais da noite afirmando:

    “Mais uma vez se demonstrou serem falsas as alegações feitas pela actual liderança do PSD de que existiria hoje em Portugal qualquer clima de condicionamento dos órgãos de Comunicação Social da responsabilidade do Governo do PS ou do PS e lamento que esta campanha eleitoral esteja a ser feita de casos de incidentes de tentativa de aproveitamento político.”

    Com este seu acto Cavaco confirma a versão do DN e lava as mãos. Mas não estarão elas sujas?

    É de admitir que um colaborador de mais de 20 anos tivesse agido sem o conhecimento dele? E a tê-lo feito porque não foi demitido logo que a notícia apareceu no Público?

    Mas admitindo que hesitou, então qual a razão porque não adiou a demissão de FL para depois do dia 27 evitando o quase esvaziamento da campanha de MFL?

    Como explicar o comportamento de Cavaco?

    Provavelmente uma reeleição garantida com o compromisso de durante o próximo consulado do Amado Admirável Líder se dedicar à extenuante tarefa de, alcandorado em qualquer marquise de Belém, se dedicar à contagem dos navios que passam no Tejo enquanto, deliciado, saboreia bolo-rei.


    E, já agora, no caso TVI seria interessante sabermos a razão que levou um inimigo figadal de Sócrates a abandonar a estação e levar ao previsível desaparecimento do Jornal de 6ª-feira mesmo na véspera do começo da campanha eleitoral; não poderia ter resistido mais quinze dias ao seu afastamento? Qual terá sido a alavanca que o catapultou?

    Zé Muacho

    ResponderEliminar
  4. Zé Muacho
    Todos sabemos que existe uma amizade pessoal entre o Cavaco e a MFL pelo que não faz sentido que ele a tentasse prejudicar. Que o poderia o brigar a fazer isso a não serem os seus patrões, aqueles que realmente mandam neste país. Não é por acaso que o Balsemão que nunca diz nada tenha aparecido. Parece que os Bilderberg estão satisfeito com trabalho do Engenheiro

    ResponderEliminar
  5. Amigo Kaos,

    A MFL apesar de ter ido à ultima reunião Bilderberg parece não ter sido aprovada;o admirável líder dá-lhes mais garantias.

    Pobre Povo!

    Zé Muacho

    ResponderEliminar
  6. Esta gente já cheira mal, as trapalhadas são tantas que até já metem os pés pelas mãos ,ou talvez seja deliberado para nos confundirem. E nós feitos lorpos lá teremos que votar em alguém, porque se não votarmos então ainda será pior. SERÁ!!!!!
    Estamos entregues às feras. Que tristeza!!! Não me conformo que os Bilderbergs e a maçonaria mandem em nós.Esta gente Mete-me nojo.
    A.L.R

    ResponderEliminar
  7. O sr. silva é que devia ir para o olho da rua uma vez que não tem estaleca para o cargo.além dos seus amigos serem gente do piorio.......

    ResponderEliminar
  8. Esta de só (!!!!!!!) o Silva ter amigos do piorio dá vontade de rir.

    As escutas são como os minetes: ningués os faz, mas eles aparecem feitos.

    Quem ler alguns comentários até fica com a ideia que nesta democracia não há escutas... nunca houve escutas, e que quem tutela a entidade que faz escutas, não é o Governo do Sócrates, mas a D. Miquelina da Buraca, que gosta de saber o que é que as vizinhas dizem nas costa dela...

    Não deixa de ser interessante que enquanto se fala desta merda, o defice continue a crescer ao ritmo de 36 ou 38 (tanto faz) milhões ao dia, e que o facto de o juiz - que engavetou o pedófilo *edroso - se ter entalado, passe assim, digamos, como se nada fosse...

    Ò Silva se não existisses tinhas de ser inventado, ou a malta só falava mesmo de futebol...

    ResponderEliminar
  9. Muito bem, todos estamos de acordo, desde o Cavaco, passando pelo Sócrates, Manuela Leite, etc., são tudo uns filhos de puta que não merecem a água que bebem. Também estamos de acordo que políticos profissionais e cães de caça, é tudo a mesma merda (sem ofensa para os cães). O mesmo se passa em relação há maçonaria, opus-dei, bilderberg, clero e restante corja de bandidagem.

    Então só existe uma saída, mudança de sistema. Para tal só com coragem e tomates pretos se consegue a mudança.

    Proponho como primeiras medidas de salvação nacional o seguinte:

    Governo Popular de salvação nacional.
    Empresa encerrada é empresa ocupada.
    Saída da CEE, NATO e restantes organizações congéneres.
    Banca, seguros e energia nas mãos do Povo.
    Trabalho para todos com salários condignos.

    Sei que me irão dizer como aplicas na prática estas e/ou outras medidas?

    Eu respondo, só o Povo nas suas organizações populares de base, na auto-gestão, no cooperativismo, no mutualismo, na acção directa, na democracia directa, poderá ter resposta para a mudança democrática e revolucionária.

    Também sei, que tais medidas, iriam esbarrar no comodismo, no marasmo, na inércia, tão características dos portugueses, para além de certos tiques burguêses de certa esquerda, que não quer perder a nenhum custo as mordomias que vem adquirindo.

    Eu (e muitos mais)não tenho dúvida, a mudança de sistema tem de ser radical. Enquanto não o for, continuaremos a assistir a esta palhaçada eleitoral, a estes barões de meia-tigela mandando palpites de cariz fascista, tentando enganar-nos com palavreado.

    ResponderEliminar
  10. Concordo também com o ponto de vista...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo