sábado, dezembro 11, 2010

O exemplo daqueles Banqueiros da Irlanda

O Allied Irish Bank, um dos bancos resgatados pelo Governo irlandês, está a preparar o pagamento de 40 milhões de euros em prémios e bónus.

Mirem-se no exemplo daqueles Banqueiros da Irlanda

Roubam prós seus capitalistas, orgulho e raça da Europa

Quando deixados, se afundam

Se banham em ouro, chafurdam

Em suas contas

Quando falidos não choram

Se reúnem, pedem, imploram

Mais alguns milhões

Ladrões

Mirem-se no exemplo daqueles Banqueiros da Irlanda

Roubam prós seus capitalistas, orgulho e raça da Europa

Quando outros enviam, soldados

Eles negoceiam blindados

Milhares de mortos

E quando se sentem sedentos

Querem roubar violentos

Mais alguns milhões

Ladrões

Mirem-se no exemplo daqueles Banqueiros da Irlanda

Roubam prós seus capitalistas, orgulho e raça da Europa

Quando eles se entopem de lucro

Costumam buscar o usufruto

De outras empresas

Mas no fim da noite, consolados

Quase sempre voltam mais anafados

Mais alguns milhões

Ladrões

Mirem-se no exemplo daqueles Banqueiros da Irlanda

Roubam prós seus capitalistas, orgulho e raça da Europa

Elas não têm moral ou decência

Nem honestidade nem consciência

Têm ganância apenas

Não têm vergonha, só têm investimentos

O seus lucros, relatórios, aumentos

Mais alguns milhões

Ladrões

Mirem-se no exemplo daqueles Banqueiros da Irlanda

Roubam prós seus capitalistas, orgulho e raça da Europa

Dos países pobres, lixados

E dos seus povos abandonados

Não fazem caso

Vestem-se de gala, se reúnem

Se apadrinham e se servem

Mais alguns milhões

Ladrões

Mirem-se no exemplo daqueles Banqueiros da Irlanda

Roubam prós seus capitalistas, orgulho e raça da Europa


adaptado da música do Chico Buarque, "As mulheres de Atenas"

1 comentário:

  1. Aonde é que eu já vi isto? Ah, espera, não foi em lado nenhum.

    Até porque se, no contexto desta mesma crise, tivesse acontecido o mesmo noutro país onde tenham dado apoios financeiros aos bancos afectados, era um pouco óbvio que isto podia acontecer.

    Mas como isto ainda não tinha acontecido, também não os podemos culpar. Como é que podiam imaginar que isto ia acontecer!?

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo