segunda-feira, janeiro 24, 2011

A mais-valia das mais-valias


Na Assembleia da República, pela segunda vez, foi votada a proposta do PCP de actualizar de 20% para 21,5% a taxa sobre as mais-valias bolsistas, que o governo já assumira que se tinha "esquecido". O resultado é que, pela segunda vez, foi chumbada.
Em causa estava o aumento daquela taxa na mesma proporção em que foram actualizados os escalões de IRS em 1,5 pontos, não se tratando por isso de um novo imposto. Era uma actualização, a mesma que foi feita para quem tem certificados de aforro ou depósitos.

Esta gente já nem vergonha tem na cara. Tanta necessidade de sacrifícios para uns e tantos esquecimentos de conveniência para outros. Será que foi este e outros "esquecimentos" que o Teixeira dos Santos e o Catroga andaram a combinar quando cozinharam o orçamento de estado?

2 comentários:

  1. Mais valia vir uma praga bem fodi..
    mas só para os politicos no parlamento!
    Os agiotas era faze-los engolir todas as moedas de euro até rebentarem...!

    ResponderEliminar
  2. Quem acabou de ver a reportagem
    "ABUTRES" transmitida pela TVI
    há pouco pelas 21h, não pode ficar indiferente a toda a nojeira que envolve há muitos anos empresários,
    alguns sectores do estado, ex-ministros, etc, na venda de património do estado, ou seja de todos nós!....
    Sabemos que a podridão é tanta que por vezes até custa a admitir, mas
    o que vi e ouvi hoje, aquela é muito mais extensa do que alguma vez pensei!...
    Estamos deveras entregues a uma "bicharada" que nos arruinou
    e vai continuar se não houver alguém que ponha cobro a TUDO ISTO!
    Como foi possível????

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo