quarta-feira, julho 27, 2011

Os Americanos estão a ver-se gregos


Aproxima-se o dia em que os EUA poderão entrar em incumprimento, isto é não vão ter dinheiro para pagar as suas dívidas. Sá a ameaça chegou para as Agências de Rating colocar a Grécia e Portugal no lixo, mas como sabemos se uns não pagam são caloteiros, outros são gente fina a passar por dificuldades.

5 comentários:

  1. Em tudo é assim!
    Uns são filhos da mãe outros são filhos da p...!
    E não vai mudar nunca a menos que a MÃE NATUREZA se encarregue da correção!
    (Com o bendito acordo ortográfico
    não sei se correção está bem escrito, não vão os entendidos
    ofenderem-se!)

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  2. O problema americano é diferente do grego ou do português. O problema americano é um problema político. Se os partidos assim o desejarem, pagam a totalidade da dívida de um dia para o outro. Já os problemas gregos e portugueses são problemas estruturais da economia. Não têm resolução fácil ou rápida (ao contrário das birras partidárias do congresso americano).

    ResponderEliminar
  3. Anonimo 09:47
    Claro que pagam, pondo as rotativas a trabalhar como a Europa também as pagava todas se fizesse o mesmo, a questão é do valora da moeda e da inflação. Em ambos os casos o problema é politico e estrutural.

    ResponderEliminar
  4. Eu diria que o problema é do sistema actual (capitalista e ultra-liberal). Desculpem-me, mas quanto ao mais é pura retórica.

    ResponderEliminar
  5. Excelso Kaos,

    O problema é mesmo esse. Mesmo que Portugal quisesse, não podia mandar as rotativas imprimir mais dinheiro. Essa decisão necessita do apoio dos outros países da zona euro.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo