quarta-feira, julho 27, 2011

Uma caixa de gatos palaciana




A nomeação dos novo Conselho de Administração da CGD tem sido, trapalhona, com o António Nogueira Leite, que acaba de ser eleito administrador, surpreendido por não aparecer no comunicado da CGD como vice-presidente do banco: "O convite que recebi foi para vice-executivo, havendo um segundo vice-executivo. Ainda hoje confirmei isso", "Qualquer alteração a este modelo será pura política palaciana, que nem sequer comento". Trapalhona e boyista ao aumentar de sete para onze o número de administradores de administradores e recriando o cargo de "Chairman"", nome pomposo para Administrador não executivo que mais não faz que interagir com os accionistas, que no caso da CGD é só um, o estado.
Para um governo que vinha acabar com os boys, mas não resiste ao "job for the gentlemen".

8 comentários:

  1. Ora aqui está um país de bananas governado por sacanas...

    ResponderEliminar
  2. Não serão "accionistas"?

    ResponderEliminar
  3. Daí a necessidade de acabar com as empresas do estado. Principalmente essa que só serve para aldrabar as contas do estado em que tudo o que ganha é devolvido como aumento de capital.

    ResponderEliminar
  4. Epa Toni
    És mesmo poucochinho do cerebro, não és??A única diferença entre estes e os xuxas está apenas na cor das empresas que eles agora lá vão colocar.Não lhes dou mais que seis meses para começar a desbunda...a culpa foi da troika pa,foi da troika...

    ResponderEliminar
  5. Também não defendo empresas publicas, o que defendo é o serviço publico que pode muito bem ser feito pelos tecnicos do estado sem necessidade de engordar os amigos.

    ResponderEliminar
  6. Mais trapalhão que o governo é este texto do kaos...
    O Nogueira Leite é doutorado em economia, não tirou o curso na farinha amparo ou na independente a um domingo, ou uma licenciatura nessa merda das relações internacionais... Comparar a qualidade dos currículos destes nomeados com o currículo do Armando Vara é como compara a merda com os caramelos vaquinha.
    Mas já que não prestam para administradores diga lá o kaos qual é o currículo que se deve exigir de um administrador da CGD? Andar sempre de punho erguido a gritar que é de esquerda? ou a CGD não precisa de administração e oquem lá estiver governa a coisa?... santa patetice...

    ResponderEliminar
  7. Pois é sr.Anonimo,das 13,59,foram estes Drs.todos muito competentes e iluminados que nos poseram na ruina.Se tem duvida veja quem esteve a dirigir os governos e as empresas publicas,tudo gente de bem com todas as licenciaturas.Bardamerda para essas competencias e para os seus seguidores.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo