segunda-feira, agosto 01, 2011

BPN em SALDOS


O BPN custou 2,4 mil milhões de euros ao Estado. BIC pagará 40 milhões de euros pelo banco.
A proposta apresentada pelo BIC apenas assegura a integração de metade dos actuais colaboradores do BPN. Dos actuais 1.580, o banco angolano compromete-se a integrar 750. O Estado assume os "custos com a eventual cessação dos vínculos laborais dos trabalhadores das agências e/ou centros de empresa que venham a ser encerrados ou reestruturados.
Além do BIC, o Governo recebeu propostas de compra por parte do Núcleo Estratégico de Investidores (NEI) e do Montepio. O porta-voz do NEI garantiu recentemente que a proposta deste grupo pelo BPN superava os 100 milhões de euros.

Olho para o BPN e para todos os vampiros que roubaram o país, quase todos impunemente, e para a vergonha que todo este processo tem sido. Neste país rouba-se e dividem-se os espólios sempre entre os mesmos. Os trabalhadores, agoar apelidados de colaboradores", esses continuam a ser quem menos conta e o Estado que temos não se importa de pagar para que sejam despedidos. Números é como nos consideram e isso vamos continuar a ser até ao dia em que levantemos os nossos gordos trazeiros do sofá e vamos todos para a rua correr com esta cambada.


9 comentários:

  1. Bom começo de férias.

    Pode ser que as férias tragam alento para vir para a rua,já não chega gritar.

    Um abraço,
    mário

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Há muito que ando na rua ou melhor nunca deixei de lá andar. Temos de criar alternativas e mudar o sistema ou o sistema acaba connosco
    um abraço
    kaos

    ResponderEliminar
  4. A maioria dos Portugas que votam,até pagam para serem roubados.É por essa razão que os outros, tem que assistir a mais esta roubalheira,dos que se apoderaram do poder politico e economico e hoje são os donos de Portugal e dos Portugueses.Temos que correr com eles,mas não é com cravos!.

    ResponderEliminar
  5. Caro Kaos,referia-me ao povo,a todos nós.

    Um abraço,
    mário

    ResponderEliminar
  6. Kaos,

    As revoluções não se fazem com gajos deitados no Rossio. O sistema está caduco mas demorará longo tempo a desmoronar. Urge novos "12 de março" e em força. Concordo plenamente contigo quando dizes que "temos de sair à rua". Até quando vamos ser enganados e espoliados como carneiros que se encaminham passivamente para o matadouro?

    ResponderEliminar
  7. É deixar a net que isso passa...

    E a Tv por cabo...

    E o escritório...

    E ir correndo atrás de Sócrates...

    o tal grupo era outro BPN

    o Montepio já foi embarretado com a outra compra

    ao menos o BIC tem crédito internacional...

    ResponderEliminar
  8. 2400 milhões pagou-os a caixa e seus depositantes

    Agora é a vez d'outros pagarem

    ResponderEliminar
  9. Anónimo2/8/11 22:39

    Faz-me um bic... Pediu o Cavaco...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo